Visitantes do jornal Na Boca do Povo online

29 de novembro de 2006

Encontro de Adolescentes do PEAS Vale em Barão de Cocais

O Programa de Educação Afetivo Sexual (PEAS Vale), implantado pela
Fundação Vale do Rio Doce (FVRD) em escolas públicas e unidades de saúde
de municípios de atuação da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), promove
nesta sexta e sábado, 01 e 02/12, em Barão de Cocais, o “Encontro de
Adolescentes”. O objetivo do evento é debater questões da sexualidade e
da afetividade e incentivar a participação dos adolescentes em ações
sociais voltadas para suas comunidades.

Uma iniciativa da Fundação Vale do Rio Doce (FVRD) em parceria com a
Prefeitura Municipal através das Secretarias de Saúde, Educação e
Desenvolvimento Social, o PEAS Vale contribui para promoção do
desenvolvimento pessoal e social de adolescentes e jovens da rede pública
de ensino, por meio da criação e ampliação de espaços de discussão,
reflexão e aprendizagem sobre saúde sexual reprodutiva, sexualidade e os
direitos ligados a ela.

Como parte da programação do encontro, serão realizadas oficinas,
apresentações culturais e momentos de integração. A expectativa é de que
110 adolescentes e 58 profissionais participem do evento.

Por meio do PEAS Vale e de diversos outros programas, a Fundação Vale do
Rio Doce busca alcançar a sua missão: contribuir para o desenvolvimento
integrado econômico, ambiental e social em territórios, fortalecendo o
capital social das comunidades e respeitando a identidade cultural local.


Serviço:


Encontro de Adolescentes em Barão de Cocais
Local: Escola Estadual Coronel Câncio – Rua Moura Monteiro, 78 - Centro
Data: 01 e 02 de dezembro – Sexta e Sábado
Horário: dia 01/12 das 8h às 21h e dia 02/12 das 8h às 12h


Programação

Dia 01/12

8h – Acolhida – Credenciamento
8h30 – Coffee Break
9h – Integração (Lucas)
9h15 – Abertura Oficial
10h – Grupos de Trabalhos
12h – Almoço
13h – Apresentação artística – teatro
13h30 – Plenária dos grupos de trabalhos
14h50 – Integração (Lucas)
15h – Lanche
15h30 – Oficinas
18h – Jantar
18h45 – Integração (Lucas)
19h – Apresentação artística – dança
19h às 21h – Noite Néon Dance


Dia 02/12

8h– Acolhida e Coffee Break
8h45 – Integração
9h – Oficinas
11h30 – Apresentação da carta de intenções às autoridades
12h – Almoço / Encerramento

28 de novembro de 2006

Ações no Dia V 2006 vão beneficiar cerca de 32 mil pessoas em 21 municípios mineiros

Os empregados da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) estão preparando
várias ações para marcar o Dia V 2005 em Minas Gerais, que será
comemorado no próximo domingo, dia 3 de dezembro. O público beneficiado
diretamente, cerca de 32 mil pessoas é bem diversificado, possibilitando
a mobilização de voluntários que atuam em diferentes áreas.

No Dia V 2006, empregados da Vale, prestadores de serviços, familiares e
amigos vão realizar mais de 250 ações sociais em 21 municípios. A
previsão é de 4.100 voluntários trabalhando em ações que vão desde doação
de livros, roupas, brinquedos e alimentos, até atividades de lazer,
cultura e esportes, oficinas de informática e de artesanato, pintura,
além de reforma de creches e asilos, consultas médicas e palestras
preventivas de saúde. Em 2005, foram realizadas mais de 70 ações sociais,
mobilizando cerca de 4.500 voluntários e beneficiando cerca de 37 mil
pessoas.

Voluntários Vale em todo o Brasil

O Dia V faz parte do Programa Voluntários Vale, coordenado pela Fundação
Vale do Rio Doce (FVRD). O Programa Voluntários Vale foi criado para
estimular e apoiar ações dos empregados da companhia em prol das
comunidades próximas das áreas onde atua. Ao longo do ano, 21 redes de
voluntariado se desdobram em grupos de ação, realizando diversas ações
nas áreas de assistência social, educação, cultura, lazer e preservação
ambiental. O Dia V, que ocorre todo primeiro domingo de dezembro, é uma
pequena parte de todo este trabalho.

Para a diretora-superintendente da FVRD, Olinta Cardoso, com o trabalho
voluntário ganha a empresa que passa a ter nas comunidades atores sociais
que contribuem para o desenvolvimento sustentável; ganha o empregado que
desenvolve competências como liderança, diálogo, capacidade de ouvir e
trabalhar em equipe, necessárias para o bom desempenho profissional, e
ganha a sociedade que passa a contar com cidadãos agentes da
transformação social.
“O brasileiro é solidário por natureza; o que a companhia faz é estimular
o exercício do voluntariado”, afirma Olinta.

Para edição 2006 do Dia V, os Voluntários Vale prepararam mais de 300
ações em todo o país, simultâneas, tal como doação de sangue,
distribuição de alimentos, assistência médico-odontológico, consultoria
jurídica, emissão de carteira de identidade, corte de cabelo, serviços de
manicure, limpeza de praias, criação de bibliotecas, construção de
brinquedos, oficinas de artesanato e bijuterias, cursos de qualificação
profissional, práticas desportivas, conserto de eletrodomésticos,
serviços de manutenção e visitas em creches e asilos, palestras,
gincanas, ações educativas, culturais e de utilidade pública. As
atividades incluem até limpeza de poço artesiano.

Em 2006, o Dia V comemora sua sexta edição. Ele nasceu em Minas Gerais,
por iniciativa da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), com a
participação da Vale e de outras grandes empresas no Estado. Desde 2004,
o Dia V foi estendido pela Vale a outros sete estados, aos quais, este
ano, incorpora-se São Paulo.


Dia V 2006 – CVRD em Rio Piracicaba
Apresentar a ACIARP, ADERP, SENAR E SEBRAE; tarde festiva no Asilo Padre
Pinto; palestra sobre câncer; sessão de cinema; exposição de métodos
contraceptivos; verificação de glicemia capilar; verificação de pressão
arterial; atividades esportivas e recreativas; apresentação de música de
artistas locais; terapia Reiki; instalação do circuito elétrico do prédio
da APAE; montagem de corrimão em rampas de acesso para cadeiras de rodas;
palestra sobre cooperativismo e solidariedade; apresentação da banda de
música da Escola Nossa Senhora Auxiliadora, apresentação do Programa de
Resistência às Drogas (PROERD), confecção de carteiras de identidade
segurança do local.


Dia V 2006 – CVRD em São Gonçalo do Rio Abaixo
Palestras, oficinas de artesanato, corte de cabelo, manicure, aferição de
pressão, cursos de economia doméstica e ingresso no mercado de trabalho,
atividades esportivas, recreativas, feira de agricultura e shows.
Local: em frente à Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo
Horário: das 9h às 16h

Dia V 2006 – CVRD em Barão de Cocais
Assistência jurídica a pessoas em Barão de Cocais, arrecadação de
alimentos para o sopão e para distribuição no Grupo Casa do Caminhos.

Dia V 2006 – CVRD em João Monlevade
Ação de doação de sangue liderada pelos Voluntários Vale de Brucutu e Rio
Piracicaba. Teremos empregados doadores de sangue de João Monlevade, Rio
Piracicaba, Santa Bárbara, Barão de Cocais, São Gonçalo do Rio Abaixo,
totalizando cerca de 150 doadores.
Local: Colégio Louis Ench - Rua São Domingos do Prata nº 35, bairro
Carneirinhos (atrás do Colégio Centro Educacional).
Horário: A ação acontecerá no sábado, dia 2, de 9h às 17h

Dia V 2006 – CVRD em Minas
- Serão cerca de 4.100 voluntários mobilizados, cerca de 32 mil pessoas
beneficiadas e mais de 250 ações previstas.

- Ações serão realizadas em 21 municípios mineiros.

25 de novembro de 2006

Vale expõe na XVII Feira Nacional de Artesanato

A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) está patrocinando a XVII Feira
Nacional de Artesanato, que acontece entre os dias 21 e 26 de novembro,
no Expominas, em Belo Horizonte. Trata-se da maior feira de artesanato
da América Latina, realizada desde 1989, voltada para os segmentos
empresarial e comercial.

A Vale irá expor o projeto Vale Comunidade – Rede Cultura, desenvolvido
em 14 localidades nas quais a empresa tem atuação direta, em Minas
Gerais. O espaço será compartilhado com a Minerações Brasileiras Reunidas
S.A. (MBR) para exposição dos trabalhos do Projeto Rota Cultural,
iniciativa implantada nas comunidades onde a empresa atua, alinhado ao
Rede Cultura.

Este ano, artistas dos dois projetos farão apresentações culturais
durante a feira, que oferece grandes oportunidades de negócios no setor e
é considerada uma das melhores feiras mundiais, de acordo com a
declaração dos compradores internacionais que estiveram no evento, em
2005.

Para saber mais sobre a XVII Feira Nacional de Artesanato, entre no site
do evento: www.feiranacionaldeartesanato.com.br

Rota Cultural

A Rota Cultural MBR - Artesanato, na edição 2006, atuou na valorização do
artesanato, como mais uma forma de estimular o desenvolvimento cultural e
a geração de renda nas comunidades onde a empresa atua. Através de uma
série de oficinas, mostras e circulação com a loja itinerante, as
localidades mineiras de Brumadinho, Sarzedo, Nova Lima, Raposos, Rio
Acima, Macacos e Itabirito, além de Mangaratiba, no Rio de Janeiro,
puderam ter seus produtos expostos e comercializados.

O projeto se desenvolveu em três linhas: a cultural, que enfoca a
produção artesanal local; a econômica, que potencializa o artesanato como
atividade geradora de trabalho e renda; e a social, que desenvolve a
auto-estima e o espírito associativo e cooperativo entre os integrantes
do projeto.

Foram necessárias quatro etapas para efetivação dos objetivos da Rota -
mobilização, consultoria, oficinas e exposição. Na primeira, foram
levantados os “ativos” culturais locais, preservando a identidade e a
linha de atuação dos artistas participantes. No momento seguinte,
palestras sobre temas variados - do design ao comércio – abordaram
maneiras de aprimorar os produtos e aumentar as vendas. Na terceira
etapa, 310 artesãos participaram de 1.200 horas de oficinas de papel
marchè, design de produto, material reciclável e embalagens. Na fase
final, uma mostra itinerante, com produtos criados nas oito localidades,
percorreu mostras e feiras, totalizando 430 horas de exposição, em que
foram vendidos mais de 700 itens e tiveram cerca de 20 mil visitantes.


Vale Comunidade - Rede Cultura

O Vale Comunidade-Rede Cultura, criado em 2004, promove a capacitação de
empreendedores culturais, buscando a geração de renda e a divulgação da
cultura regional por meio de eventos culturais e artísticos.

O projeto mostra a importância da presença da CVRD cada vez mais próxima
às comunidades onde atua, não só com o desenvolvimento, de forma
responsável, de suas atividades de mineração, mas também com a
implementação de projetos e ações que utilizam a valorização da cultura
regional, preservação do patrimônio histórico como forma de reforço de
conceitos de cidadania e geração de renda para as pessoas.

Com o objetivo de valorizar a cultura local e gerar renda, por meio da
organização das práticas de gestão cultural, o Rede Cultura desenvolve
seu trabalho em rede, para que haja um intercâmbio de experiências entre
os participantes de todas as cidades envolvidas, visando formar
potenciais empreendedores culturais, para que eles sejam capazes de
estimular mecanismos para a melhoria artística de seus produtos e
escoamento de sua produção, ampliando as perspectivas de aumento de renda
e desenvolvimento artístico e gerencial.

Durante o ano, estão programadas as Caravanas do Rede Cultura, que serão
realizadas em sete cidades do estado de Minas Gerais. São eventos que
contam com diversas atividades culturais como exposições, música e
teatro.

Em Minas Gerais, o projeto é realizado em 14 localidades próximas às
áreas de atuação da Vale: São Gonçalo do Rio Abaixo, Rio Piracicaba,
Barão de Cocais, Santa Bárbara, Catas Altas, Santa Rita Durão, Bento
Rodrigues, Antônio Pereira, Morro D’Água Quente, Mariana, Congonhas,
Itabira, Belo Vale e Brumadinho.


A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) está patrocinando a XVII Feira
Nacional de Artesanato, que acontece entre os dias 21 e 26 de novembro,
no Expominas, em Belo Horizonte. Trata-se da maior feira de artesanato
da América Latina, realizada desde 1989, voltada para os segmentos
empresarial e comercial.

A Vale irá expor o projeto Vale Comunidade – Rede Cultura, desenvolvido
em 14 localidades nas quais a empresa tem atuação direta, em Minas
Gerais. O espaço será compartilhado com a Minerações Brasileiras Reunidas
S.A. (MBR) para exposição dos trabalhos do Projeto Rota Cultural,
iniciativa implantada nas comunidades onde a empresa atua, alinhado ao
Rede Cultura.

Este ano, artistas dos dois projetos farão apresentações culturais
durante a feira, que oferece grandes oportunidades de negócios no setor e
é considerada uma das melhores feiras mundiais, de acordo com a
declaração dos compradores internacionais que estiveram no evento, em
2005.

Para saber mais sobre a XVII Feira Nacional de Artesanato, entre no site
do evento: www.feiranacionaldeartesanato.com.br

Rota Cultural

A Rota Cultural MBR - Artesanato, na edição 2006, atuou na valorização do
artesanato, como mais uma forma de estimular o desenvolvimento cultural e
a geração de renda nas comunidades onde a empresa atua. Através de uma
série de oficinas, mostras e circulação com a loja itinerante, as
localidades mineiras de Brumadinho, Sarzedo, Nova Lima, Raposos, Rio
Acima, Macacos e Itabirito, além de Mangaratiba, no Rio de Janeiro,
puderam ter seus produtos expostos e comercializados.

O projeto se desenvolveu em três linhas: a cultural, que enfoca a
produção artesanal local; a econômica, que potencializa o artesanato como
atividade geradora de trabalho e renda; e a social, que desenvolve a
auto-estima e o espírito associativo e cooperativo entre os integrantes
do projeto.

Foram necessárias quatro etapas para efetivação dos objetivos da Rota -
mobilização, consultoria, oficinas e exposição. Na primeira, foram
levantados os “ativos” culturais locais, preservando a identidade e a
linha de atuação dos artistas participantes. No momento seguinte,
palestras sobre temas variados - do design ao comércio – abordaram
maneiras de aprimorar os produtos e aumentar as vendas. Na terceira
etapa, 310 artesãos participaram de 1.200 horas de oficinas de papel
marchè, design de produto, material reciclável e embalagens. Na fase
final, uma mostra itinerante, com produtos criados nas oito localidades,
percorreu mostras e feiras, totalizando 430 horas de exposição, em que
foram vendidos mais de 700 itens e tiveram cerca de 20 mil visitantes.


Vale Comunidade - Rede Cultura

O Vale Comunidade-Rede Cultura, criado em 2004, promove a capacitação de
empreendedores culturais, buscando a geração de renda e a divulgação da
cultura regional por meio de eventos culturais e artísticos.

O projeto mostra a importância da presença da CVRD cada vez mais próxima
às comunidades onde atua, não só com o desenvolvimento, de forma
responsável, de suas atividades de mineração, mas também com a
implementação de projetos e ações que utilizam a valorização da cultura
regional, preservação do patrimônio histórico como forma de reforço de
conceitos de cidadania e geração de renda para as pessoas.

Com o objetivo de valorizar a cultura local e gerar renda, por meio da
organização das práticas de gestão cultural, o Rede Cultura desenvolve
seu trabalho em rede, para que haja um intercâmbio de experiências entre
os participantes de todas as cidades envolvidas, visando formar
potenciais empreendedores culturais, para que eles sejam capazes de
estimular mecanismos para a melhoria artística de seus produtos e
escoamento de sua produção, ampliando as perspectivas de aumento de renda
e desenvolvimento artístico e gerencial.

Durante o ano, estão programadas as Caravanas do Rede Cultura, que serão
realizadas em sete cidades do estado de Minas Gerais. São eventos que
contam com diversas atividades culturais como exposições, música e
teatro.

Em Minas Gerais, o projeto é realizado em 14 localidades próximas às
áreas de atuação da Vale: São Gonçalo do Rio Abaixo, Rio Piracicaba,
Barão de Cocais, Santa Bárbara, Catas Altas, Santa Rita Durão, Bento
Rodrigues, Antônio Pereira, Morro D’Água Quente, Mariana, Congonhas,
Itabira, Belo Vale e Brumadinho.

Vale Ambiente oferece oficinas para a comunidade

Em 2001, a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) lançou o projeto Vale
Ambiente, com o objetivo de estabelecer planos educativos, visando
orientar as ações destinadas à formação ambiental dos seus empregados e
das comunidades das áreas de influência dos seus complexos mineradores,
em atendimento às determinações legais e aos princípios de
responsabilidade socioambiental da empresa.

O Vale Ambiente busca apoiar o desenvolvimento sustentado local, por
meio da educação ambiental, que é compreendida como os processos
pedagógicos destinados à difusão de conhecimentos sobre o meio
ambiente, para a sensibilização e formação de uma consciência capaz de
contribuir para mudar o estado de espírito, as atitudes e as ações
humanas na construção de um mundo melhor para se viver, agora e no
futuro. Essa compreensão exige o envolvimento e o comprometimento dos
indivíduos e das comunidades para buscar, elaborar e implementar
soluções para os problemas ambientais que afetam a vida.

As ações são desenvolvidas, principalmente, por meio de duas formas de
relacionamento: oficinas nos CEAs ou oficinas na comunidade. Em Minas
Gerais, a CVRD possui 4 CEAs, na Mina de Alegria, localizado em
Mariana; Mina de Fábrica, em Ouro Preto; Mina Córrego do Feijão, em
Brumadinho e Minas de Itabira, em Itabira. O projeto abrange os
municípios de Itabira, Santa Maria, Mariana, Ouro Preto, Catas Altas,
Barão de Cocais, Santa Bárbara, Belo Vale, Bela Vista de Minas, Rio
Piracicaba, São Gonçalo do Rio abaixo, Sabará, Congonhas, Brumadinho,
Belo Vale e Mário Campos.

Com a comunidade escolar o Vale Ambiente atua de forma a dar
continuidade ao processo de formação em educação ambiental de
educandos, educadores, gestores e funcionários de escolas do ensino
fundamental, em parceria com as Prefeituras, visando contribuir para a
introdução e consolidação da educação ambiental nos municípios.

Em 2006, mensalmente, o projeto Vale Ambiente oferece oficinas para as
comunidades onde há atuação da CVRD. O objetivo é desenvolver ações de
educação ambiental, integrar professores, alunos e comunidades em torno
das questões ambientais locais e disseminar conceitos e práticas
destinadas a promover o desenvolvimento sustentável.


Confira a programação nas variadas localidades, no mês de novembro:


Barão de Cocais (Atividade para educadores)
21/11 - Lazer e Educação Ambiental
Local: Centro Municipal de Educação Nossa Senhora do Rosário – 8h às 17h

· Oficina de Lazer e Educação Ambiental: tem o objetivo estimular
iniciativas visando usar o lazer como instrumento pedagógico da educação
ambiental, parte do processo de ensino-aprendizagem e de valorização dos
recursos disponíveis e o reconhecimento do patrimônio cultural e natural
local.


Socorro (Atividade para comunidade)
25/11 - Pertencendo à bacia hidrográfica
Local: Escola da comunidade - a partir de 12h

· Oficina Pertencendo à bacia hidrográfica: considerando a importância
da mobilização e participação das comunidades na proteção dos rios,
córregos e nascentes existentes na região, a oficina propõe contribuir
para a compreensão da idéia de bacia hidrográfica e o papel das
comunidades na gestão. Trabalha também práticas de conservação das águas.


Socorro (Atividade para comunidade)
26/11 - Para uma alimentação saudável
Local: Escola da comunidade – 9h às 18h

· Oficina Para uma alimentação saudável: promove a alimentação
saudável, orientando de forma prática o planejamento das refeições
diárias com fundamento no aproveitamento máximo da capacidade nutritiva
de frutas, legumes e verduras.

Vila do Gongo (Atividade para a comunidade)
25 e 26/11 – Arquitetura de Terra
Local: Posto de Saúde – 8h às 17h

· Oficina Arquitetura de Terra: tem o objetivo de promover a utilização
de técnicas de construção em terra, capacitando os participantes para
executar um modo de construção que aborda aspectos ecológicos, sociais e
econômicos.

Bela Vista de Minas (Atividade para educadores)
30/11 e 01/12 - Conservação Ecológica
Local: Escola Estadual Bento Augusto – 8h às 17h

· Oficina de Conservação Ecológica: o curso fornece subsídios aos
educadores para a construção de jardins comestíveis na escola. A proposta
é orientar o trabalho de implantação de jardins e hortas, na concepção da
permacultura, para que educadores possam trabalhar com sues alunos no
espaço escolar.

Além das oficinas nas escolas e comunidades, o Programa Vale Ambiente
desenvolve outras atividades, principalmente com estudantes do ensino
fundamental por meio de visitas (trilhas interpretativas e palestras)
aos CEAs da Mina de Córrego do Feijão e Minas de Itabira, bem como
Extensão Ambiental nas Escolas. Em ambas, as equipes de monitores dos
CEAs promovem ações e reflexões destinadas a promover a visão sistêmica
de meio ambiente e o papel das pessoas e grupos sociais na construção
do futuro.

Vale inaugura Casa do Professor em São Gonçalo do Rio Abaixo


O Programa Escola que Vale valoriza o professor e amplia, de forma
significativa, as dimensões de atuação do ensino público

A Fundação Vale do Rio Doce, juntamente com a Prefeitura de São Gonçalo
do Rio Abaixo e o Centro de Educação e Documentação para a Ação
Comunitária (Cedac), inaugurou, ontem, 22/11, a Casa do Professor, um
espaço do Programa Escola que Vale destinado à troca de experiências
entre os professores.

O Programa Escola que Vale, uma das formas de concretização da
responsabilidade social da CVRD, por meio da Fundação Vale do Rio Doce
(FVDR), iniciou suas atividades em São Gonçalo em 2006 e já beneficiou
cerca de 763 pessoas, entre alunos, professores e supervisores de 11
escolas do município. O objetivo do programa é colaborar para a melhoria
da qualidade do ensino fundamental de escolas públicas municipais, por
meio do aprimoramento pedagógico e social de todos os envolvidos no
processo educacional.

Para atingir seu objetivo, o Programa Escola que Vale promove diversas
ações, entre elas a Casa do Professor, um espaço de referência e
formação, que estimula o intercâmbio entre os profissionais da educação e
possibilita a realização de encontros de supervisão, palestras, cursos e
oficinas, e ainda oferece acesso a acervos bibliográficos, vídeos,
coletâneas de CDs e computadores. Este espaço é dotado de instalações e
equipamentos para oferecer condições de trabalho adequadas ao processo de
formação continuada, e é aberto a todos os profissionais da rede pública.

O Programa Escola que Vale atua em 23 municípios em todo o Brasil. No
estado de Minas Gerais, além São Gonçalo do Rio Abaixo, o Programa está
presente nos municípios de Aimorés, Catas Altas, Barão de Cocais, Belo
Vale, Congonhas, Rio Piracicaba, Governador Valadares, beneficiando cerca
de 23.700 profissionais do ensino e alunos.

Rio Piracicaba tem 148 novos formandos do Programa Vale Alfabetizar

No próximo sábado, dia 25/11, 148 alunos participarão da formatura do
Programa Vale Alfabetizar, em Rio Piracicaba. Criado pela Companhia Vale
do Rio Doce (CVRD), o programa dá oportunidade a jovens e adultos, com
idade igual ou superior a 15 anos, de receberem conhecimentos básicos de
leitura e escrita. Os cursos de alfabetização são de, no mínimo, 320
horas-aula e são realizados em horários alternativos.

Criado em 2003, o Vale Alfabetizar é desenvolvido pela Fundação Vale do
Rio Doce (FVRD), em parceria com o programa federal Alfabetização
Solidária, prefeituras e universidades, e busca erradicar o analfabetismo
nas comunidades onde a CVRD está presente. O programa, além de
representar uma oportunidade para as pessoas desempregadas trabalharem
como alfabetizadores, ainda estimula a continuidade do processo de
aprendizagem.

De 2003 a 2005, o programa formou 26.225 alunos, beneficiando também
1.734 alfabetizadores em todo o Brasil. Até o momento, 6.227 alunos e 467
alfabetizadores já foram atendidos pelo programa nos municípios de
Itabira, Barão de Cocais, Mariana, Ouro Preto, Catas Altas, Aimorés,
Santa Bárbara, Rio Piracicaba, São Gonçalo do Rio Abaixo e Sabará.


Barão de Cocais
Nesta sexta-feira, dia 24/11, 119 alunos participarão da formatura do
Programa Vale Alfabetizar, em Barão de Cocais, às 19h, no Ginásio
Poliesportivo.


Serviço:

Formatura do Vale Alfabetizar em Rio Piracicaba

Dia: 25 de novembro - Sábado
Horário: 10h
Local: Ginásio Poliesportivo

Encontro de Adolescentes do PEAS Vale em São Gonçalo do Rio Abaixo

O Programa de Educação Afetivo Sexual (PEAS Vale), implantado pela
Fundação Vale do Rio Doce (FVRD) em escolas públicas e unidades de saúde
de municípios de atuação da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), promove
neste sábado, 25/11, em São Gonçalo do Rio Abaixo, o “1º Encontro de
Adolescentes”. O objetivo do evento é debater questões da sexualidade e
da afetividade e incentivar a participação dos adolescentes em ações
sociais voltadas para suas comunidades.

Uma iniciativa da Fundação Vale do Rio Doce (FVRD) em parceria com a
Prefeitura Municipal, o PEAS Vale contribui para promoção do
desenvolvimento pessoal e social de adolescentes e jovens da rede pública
de ensino, por meio da criação e ampliação de espaços de discussão,
reflexão e aprendizagem sobre saúde sexual reprodutiva, sexualidade e os
direitos ligados a ela.

Como parte da programação do encontro, serão realizadas oficinas,
apresentações culturais e momentos de integração.

Por meio do PEAS Vale e de diversos outros programas, a Fundação Vale do
Rio Doce busca alcançar a sua missão: contribuir para o desenvolvimento
integrado econômico, ambiental e social em territórios, fortalecendo o
capital social das comunidades e respeitando a identidade cultural local.



Encontro de Adolescentes em São Gonçalo do Rio Abaixo
Local: Ginásio Poliesportivo
Data: 25 de novembro – Sábado


Programação

7h30h às 9h – Acolhimento (entrega dos crachás e camisetas), lanche e
inscrição para as oficinas

9h às 10h – Abertura oficial, número artístico e integração

10h às 12h – Grupos de trabalho (discussões sobre AIDS, gravidez,
violência, drogas, auto-estima, aluno/escola, cidadania, diversidade,
sexo/sexualidade).

12h às 14h - Almoço festivo

14h às 15h – Plenária sobre os grupos de trabalho
15h às 15h30 – Lanche

15h30 às 17h30 – Oficinas e avaliação

17h30 às 18h – Plenária, leitura e entrega do manifesto (produzido a
partir das discussões nos grupos de trabalho, auxiliado pela comissão
técnico-pedagógica)

18h às 20h – Integração final e jantar festivo

23 de novembro de 2006

Barão de Cocais tem 119 novos formandos do Programa Vale Alfabetizar

Amanhã, sexta-feira, dia 24/11, 119 alunos participarão da formatura do
Programa Vale Alfabetizar, em Barão de Cocais. Criado pela Companhia Vale
do Rio Doce (CVRD), o programa dá oportunidade a jovens e adultos, com
idade igual ou superior a 15 anos, de receberem conhecimentos básicos de
leitura e escrita. Os cursos de alfabetização são de, no mínimo, 320
horas-aula e são realizados em horários alternativos.

Criado em 2003, o Vale Alfabetizar é desenvolvido pela Fundação Vale do
Rio Doce (FVRD), em parceria com o programa federal Alfabetização
Solidária, prefeituras e universidades, e busca erradicar o analfabetismo
nas comunidades onde a CVRD está presente. O programa, além de
representar uma oportunidade para as pessoas desempregadas trabalharem
como alfabetizadores, ainda estimula a continuidade do processo de
aprendizagem.

De 2003 a 2005, o programa formou 26.225 alunos, beneficiando também
1.734 alfabetizadores em todo o Brasil. Até o momento, 6.227 alunos e 467
alfabetizadores já foram atendidos pelo programa nos municípios de
Itabira, Barão de Cocais, Mariana, Ouro Preto, Catas Altas, Aimorés,
Santa Bárbara, Rio Piracicaba, São Gonçalo do Rio Abaixo e Sabará.

Rio Piracicaba

No próximo sábado, dia 25/11, 148 alunos participarão da formatura do
Programa Vale Alfabetizar, em Rio Piracicaba, às 10h, no Ginásio
Poliesportivo.

Serviço:

Formatura do Vale Alfabetizar em Barão de Cocais

Dia: 24 de novembro – Sexta-feira
Horário: 19h
Local: Ginásio Poliesportivo

10 de novembro de 2006

Prefeitura entrega primeiro lote de casas do programa Morar Melhor


A prefeitura municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo, através do setor de habitação da ação social, entregou no dia 27 de outubro, 32 casas do Programa Morar Melhor. A entrega ocorreu no ginásio poliesportivo da cidade, durante solenidade. O evento contou com a presença de Marcelo Bonfim, José Geraldo Salles, Ângela Constanzo e Nora Ney Torquato, representantes da Caixa Econômica Federal; do deputado federal Ivo José; prefeito Raimundo Nonato Barcelos (Nozinho), o vice-prefeito Edirlei Márcio Lacerda; secretária de desenvolvimento e trabalho social, Dalma Helena de Barcelos; vereadores e comunidade.
Na abertura da solenidade, o público presente presenciou uma belíssima apresentação do Coral Lírico Infantil de São Gonçalo do Rio A baixo, Sementes do Amanhã, sob regência do Maestro Tom Vilela. Em seguida foi exibido um vídeo, mostrando o desenvolvimento da cidade. Logo após, a secretária de Desenvolvimento e Trabalho Social, Dalma Helena Barcelos, agradeceu a equipe da prefeitura que trabalhou no programa Morar Melhor, ao deputado Ivo José pelo apoio, aos representantes da Caixa Econômica Federal, ao prefeito e aos beneficiários em especial, por terem sonhado e acreditado nesse sonho. No final novembro serão entregues mais 40 casas e o restante ainda este ano.
Marcelo Bonfim da Caixa Econômica Federal, falou sobre a importância de investir em moradia. Investir em moradia,é investir em desenvolvimento. Muito emocionado, disse ainda, que receber uma casa é dar a seu filho condições para uma vida inteira, e pediu aos beneficiários que não a venda, que cuide bem dela. Marcelo falou ainda sobre o interesse da Caixa em instalar uma agência em São Gonçalo e os benefícios concedidos pela empresa. Parabenizou o prefeito Nozinho e aos beneficiários.O deputado federal Ivo José por sua vez, cumprimentou os beneficiários e parabenizou o prefeito Nozinho pelo investimento. O deputado falou sobre sua não reeleição e reintegrou seu apoio ao prefeito Nozinho e a cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo.
Em suas considerações o Prefeito Nozinho agradeceu a todos envolvidos no projeto. “Estou sentindo a mesma emoção das famílias que estão recebendo essas casas.” Falou de sua origem e da importância deste programa. “Esse investimento faz bem para as pessoas, aumenta a auto-estima da população”, disse Nozinho.
Após as considerações do prefeito Nozinho, Dalma Barcelos conduziu um dos momentos mais importante do evento, a entrega dos certificados de conclusão das casas. Houve aqueles que não conseguiram segurar as lágrimas, e por alguns momentos a emoção tomou conta do ginásio. Entre lágrimas e sorrisos, um a um dos beneficiários receberam seus certificados. Leliane Cristina dos Santos Silva fez o agradecimento em nome de todos os beneficiários.
Depois da entrega das casas o prefeito Nozinho assinou um convênio com a Caixa Econômica Federal, para a reforma de 50 casas. Esse é o primeiro lote de reformas e será realizado no Bairro Patrimônio, onde há um grande número de casas em situação emergencial. A prefeitura será responsável pelo investimento e determinou o valor máximo de R$ 8 mil para cada casa reformada, sem custo para as famílias.
Logo após a solenidade no ginásio Poliesportivo, foi feito a entrega das chaves de uma das casas na Comunidade dos Borges.

I Seminário Regional de Agricultura Familiar e Alimentação


A Unipac- São Gonçalo do Rio Abaixo sediou o “I Seminário Regional de Agricultura Familiar e Alimentação Saberes de acesso, produção e uso”.
O evento promovido pela Emater-MG, Consea-MG e Funcesi, foi realizado no dia 17 de outubro em comemoração à Semana Mundial da Alimentação, e contou com uma gigante estrutura de tendas e stands montados no campus da UNIPAC, oferecendo extensa programação de palestras sobre educação e segurança alimentar, além da importância da agricultura na segurança alimentar.
O Seminário contou com a presença do secretário executivo do Consea-MG,Celi Márcio;da coordenadora do Centro de Referência em Segurança Alimentar e conselheira do Consea-MG,Virginia Lima Pires; do coordenador técnico da Emater-MG, Eugênio Paccelli de Vasconcelos; da coordenadora do curso de Nutrição da faculdade Itabirana de Saúde(Funcesi),Poliana Casagrande Ribeiro Vieira; do prefeito municipal Raimundo Nonato Barcelos, entre outras autoridades.

Time Sãogonçalense ganha de goleada na rodada da 1ª taça intercomerciários

A exemplo da rodada anterior, mais goleadas ocorreram na 2ª rodada da 1ª Taça Intercomerciários, realizada na sexta-feira,27 de outubro, no ginásio do Social Clube.
No primeiro jogo da noite, a equipe do Pré-vestibular Ômega/Zamburguer goleou a equipe da Semtra Multiclínicas por 7 x 1. Na 2ª partida, também com muitos gols, a equipe da Lojas Sô Élio/São Gonçalo venceu a Art Cópias/Papel e Cia por 7 x 4, e no último jogo, vitória apertada da equipe da Dibisa por 4 x 3 contra a Lavanderia Máster/Lua de Cristal.

II Festa do Servidor Público


A Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo realizou na última sexta-feira, 27 de outubro a II Festa do Servidor Público. A festa ocorreu no Hotel Fazenda Porteira Amarela.
A programação começou a 10h com o café de boas-vindas para os funcionários. Por volta de 11:30hs foi realizada uma palestra sobre auto-estima, liderança na era da informática com Toni Vaz. Após a palestra teve um almoço de confraternização,encerrando as 19hs.

Colisão entre carro e caminhão em Ponte Coronel

Por volta das 8:30h, do dia 19 de outubro, foi registrado mais um acidente grave na BR 381. Um veículo perdeu o controle na curva e se chocou contra um caminhão, próximo a localidade de Ponte Coronel, zona rural de São Gonçalo do Rio Abaixo. O acidente envolveu o GM/Corsa Sedan, cinza, placas HAO 8905 de Belo Horizonte, e o Mercedes Benz, baú, placas CQR 2391 de Pitangui/MG. Shirley Sueli Martins, 19, e Éderson Oliveira de Souza, 25, que ocupavam o Sedan, foram socorridos, aparentemente, com ferimentos graves.
Segundo o motorista do caminhão, Geraldo Guimarães Melo, 42, que reside na cidade mineira de São Joaquim de Bicas, ele seguia em uma subida, sentido Belo Horizonte, quando foi surpreendido pelo Corsa, que invadiu a contramão, totalmente descontrolado e se chocou contra a lateral no Mercedes Benz. Geraldo declarou ter tentado evitar a colisão. "Fiz de tudo para desviar na hora que vi o Corsa rodando na pista, porém não houve tempo", lamentou. O caminhão deixou marcas de frenagem na pista de aproximadamente cinco metros.
A condutora do Corsa, Shirley Martins, ficou presa nas ferragens. Em estado de choque, ela foi imobilizada pelo Resgate ainda no veículo, para depois ser removida e encaminhada ao Hospital Margarida, juntamente com o passageiro. Segundo os socorristas do Serviço Voluntário de Resgate (Sevor), os dois estavam conscientes e não apresentavam fraturas.
O Corsa ficou totalmente destruído, sendo guinchado do local pelo Socorro Henrique. Já o Mercedes Benz, de propriedade da empresa frigorífica Freal, teve a cabine danificada.
A ocorrência foi registrada pela Polícia Rodoviária Federal de Belo Horizonte. Durante cerca de uma hora, uma das pistas foi interditada e o trânsito foi controlado com o apoio de três policiais militares do 19º Batalhão de Teófilo Otoni, que passavam pelo local.

Acidente na "Curva do Mel"

Na manhã do dia 23 de Outubro, por volta das 9h20, o Fiat/Pálio Weekend, placas GSF 7286 de Belo Horizonte, rodou na pista molhada, na altura do km 379, da BR 381, trecho conhecido como "Curva do Mel" e se chocou contra as rodas traseiras da carreta Volvo, placas MAY 4976 de Siderópolis/SC, conduzida por Marcos Aurélio, 33. Ele vinha de Pedro Leopoldo com destino a Vitória (ES) e transportava cal.
Segundo o condutor do Pálio, Keriston Nascimento Soares, 37, ele perdeu o controle do veículo ao entrar na curva, foi quando puxou o freio de mão e seu carro rodou na pista, atingindo a carreta que vinha em sentido contrário. O Pálio teve a frente destruída com o impacto e parou a uma distância de aproximadamente 40 metros da carreta, que não teve danos. Ninguém se feriu no acidente.

Furto a estabelecimento Comercial

O carpinteiro Jesus Damasceno da Costa, 60 anos, teve seu estabelecimento comercial invadido por elementos não identificados. O fato ocorreu na noite do dia 25 de outubro.
Segundo a vítima, após invadirem o quintal do estabelecimento, os elementos arrancaram tijolos da parede externa do comércio, entraram e levaram R$ 30,00 em dinheiro. De acordo com o comerciante no local havia outras mercadorias, mas os elementos levaram somente o dinheiro.
O estabelecimento esta localizado no bairro Guanabara, e já foi vítima de outros furtos. B.O de nº 2589.

Furto na Fazenda Bom Sucesso

Na noite do dia 23 de outubro indivíduos não identificados furtaram uma mula baia do pasto da fazenda Bom Sucesso.
A mula pertencia ao caseiro Jaime Dias de Oliveira, 31. Segundo Jaime, na tarde de segunda-feira ao encerra o serviço na fazenda, soltou sua mula no pasto e ao procurar por ela na terça-feira percebeu que havia desaparecido. O animal não possui nenhuma marca de carimbo ou iniciais de letras.
Na tarde do dia 25 de outubro, o caseiro Jaime procurou a delegacia e registrou a ocorrência. B.O de nº 2580.

Aposentado ameaça mulher de morte

Por volta das 18:30 hs do dia 29 de outubro, o aposentado Antônio Carlos de Souza, residente no Conjunto Popular, no bairro Patrimônio, foi preso por tentar agredir a ajudante de serviços gerais Jane Pereira da Silva.
Segundo Jane o autor por motivos de ciúme, teria ameaçado-a de morte e colocado fogo em seu uniforme. A vítima saiu de casa com medo de ser agredida. Ainda de acordo com Jane, o Antônio tentou agredi-la, mas foi impedido pelo ajudante Hamilton Pereira da Silva Lopes.
O aposentado foi preso, e no momento da prisão estava muito exaltado, com sintomas de embriagues. Com o autor foi apreendida uma garrafa contendo resto de cachaça.B.O de nº 2610.

II Fórum de Educação

Em parceria com a Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo através da Secretaria Municipal de Educação, a UNIPAC São Gonçalo do Rio Abaixo promoveu entre os dias 18 e 21 de outubro, o II Fórum de Educação .
O Fórum debateu a prática pedagógica entre alunos e educadores de toda a região. Segundo Padre Élson, Diretor Acadêmico da UNIPAC São Gonçalo, “o Fórum também pretendia motivar e resgatar o ensinar e o aprender dos nossos educadores e alunos. Estamos buscando a motivação da aprendizagem”, explica.
O evento teve uma gigante estrutura de tendas e stands montados no campus da UNIPAC São Gonçalo do Rio Abaixo, oferecendo extensa programação de palestras e várias oficinas para os visitantes, alunos e educadores. Participaram das atividades o prefeito Raimundo Nonato Barcelos (Nozinho/PDT), o diretor pedagógico da Unipac de São Gonçalo, padre Élson Vital; a diretora administrativa Juliana Pena Rabelo, a secretária municipal de Educação, Glória de Fátima Pessoa; o presidente da Câmara dos Vereadores, Luzimar da Fonseca, entre outros. Diversas pessoas ligadas à área da educação, alunos e representantes da comunidade também compareceram.

Affonso Penna:100 anos de sua presidência

No próximo dia 15 de novembro, completam 100 anos que o mineiro Affonso Penna, natural de Santa Bárbara, assumiu a presidência da República. Para celebrar a data e encerrar as comemorações que estão acontecendo desde março em todo o estado, a Prefeitura de Santa Bárbara organiza diversas atividades para os dias 12, 14 e 15 próximos.
A Copa Centenário, promovida pela Secretaria de Esportes e Lazer, vai abrir os festejos no dia 12, no Estádio Municipal Raimundo Edson da Costa. O evento vai contar com a participação de jogadores das cidades de Santa Bárbara, Mariana, Catas Altas, Bom Jesus do Amparo, Barão de Cocais e São Gonçalo do Rio Abaixo. Já no dia 14, serão abertas duas exposições na Casa da Cultura: Cotidiano de Affonso Penna e Pelos Caminhos de Affonso Penna.
No dia 15, data oficial das festividades, serão entregues as premiações dos concursos alusivos ao ex-presidente nas categorias Redação, Monografia, Ensaio e Desenhos. A solenidade será no Salão Nobre da Câmara Municipal. Também durante o evento, serão concedidos os títulos de Cidadão Honorário de Santa Bárbara ao bisneto de Affonso Penna, que acompanha toda a comemoração do centenário e tem o mesmo nome do bisavô, e de Cidadão Benemérito post mortem ao ex-presidente Affonso Penna.
Outra homenagem ao é a restauração da casa onde o ex-presidente nasceu, e que é conhecida como Casa Grande. O local vai se chamar Memorial Affonso Penna e abrigará parte da história do santabarbarense. O memorial também vai ser utilizado pela biblioteca municipal e se tornará sede da Secretaria de Turismo, Cultura e Desenvolvimento Econômico.

CVRD é a segunda maior mineradora do mundo


Os acionistas da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) comemoram a aquisição da mineradora que por cerca de US$13,2 bilhões de dólares comprou na madrugada do dia 23 de outubro, 75,66% do capital da mineradora canadense Inco.
No dia 24 de outubro, as ações da Vale registraram forte alta. Os papéis ações ordinárias (ON) fecharam em alta de 3,48%, negociados na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) a R$53,80. Já as ações, preferenciais subiram 2,47%, para R$45,60, enquanto o Índice Bovespa subiu 0,52%, a 39.432 pontos. Na bolsa de Nova York, as ADRs ON tiveram alta de 3,46%, a US$25,12. Já as ADRs PN subiram apenas 0,01% para US$20,82. Os investidores vêem de forma positiva a aquisição da companhia que agora é a segunda maior mineradora do mundo no ranking mundial das mineradoras.
No começo do mês a Vale inaugurou Brucutu, o maior complexo mina-usina em capacidade inicial de produção implantado no mundo, em São Gonçalo do Rio Abaixo, centro-leste de Minas. Brucutu adicionará 12 milhões de toneladas por ano à capacidade de produção da Vale. Em uma segunda etapa, que deverá entrar em operação no ano que vem, a capacidade de produção da mina chegará a 30 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.
Agora Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) fechou na segunda-feira, 23 de outubro, a compra da mineradora canadense Inco, segunda maior produtora de níquel do mundo. O negócio é considerado a maior aquisição já realizada por uma empresa brasileira.
Com a compra da Inco, a Vale, que era a quarta maior mineradora do mundo, passa a ser a segunda maior, atrás apenas da anglo-australiana BHP Billiton. Segundo a Assessoria de Comunicação da empresa, a CVRD adquiriu 174.623.019 ações ordinárias da Inco ao preço de 86 dólares canadenses por papel, que representa 75,66% das ações ordinárias emitidas e em circulação da Inco, de acordo com critério de diluição total.

São Gonçalo vive uma nova era.

O orçamento da prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo já deu um salto de 4,8 milhões, em 2000, para uma previsão de R$ 16,379 milhões neste ano, 241% a mais. A diferença deve-se à presença das empreiteiras na obra que recolhem o Imposto sobre Prestação de Serviço (ISS). Cálculo da prefeitura mostra que, no ano que vem , quando a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) gerado pela mina será significativa, a arrecadação vai subir para R$ 45milhões, ou incríveis 837,5% a mais desde 2000.
Um grande número de obras previstas para serem inauguradas no ano que vem: Centro Cultural, calçamentos das ruas, praça de esportes, duas quadras em escolas rurais, uma escola municipal com funcionamento em horário integral e até uma avenida contornando a cidade. O plano de obras da prefeitura prevê investimentos de R$40 milhões na infra-estrutura de São Gonçalo até 2008. Nozinho estrutura a cidade com ruas calçadas e construções em estilo barroco porque sabe que a população já aumentou e vai aumentar mais ainda.
A cidade passa por uma transformação acelerada. Uma faculdade foi erguida em menos de seis meses, escolas técnicas surgiram no centro oferecendo cursos ligados à mineração e o comercio começa a ampliar espaços para atender aos moradores e visitantes.

A 1ª Rádio Web do Médio Piracicaba


Douglas dos Santos e Comunicações inovou mais uma vez, e trouxe para você a 1ª Rádio Web do Médio Piracicaba, Rádio Explosão Hit´s, levando cultura, entretenimento para milhares de ouvintes em todo o planeta.
Acesse e confira: www.radioexplosaohits.blogspot.com, e peça sua música pelo msn radioexplosaohits@hotmail.com ou ligue 03138335169.