Visitantes do jornal Na Boca do Povo online

27 de janeiro de 2008

Prefeitura lança programação do Gonçalo Folia 2008



Blocos Caricatos prometem animar o carnaval são-gonçalense e reunir mais de 3.000 pessoas. Festa também contará com diversas bandas e ornamentação nos locais do evento.

Movido a muita alegria e descontração, infra-estrutura e segurança, assim promete ser o Gonçalo Folia 2008, o carnaval de São Gonçalo do Rio Abaixo. A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Esportes Lazer e Turismo, lançou a programação da festa que terá cinco dias de muita diversão, puxada por diversos blocos caricatos que devem reunir, juntos, mais de 3.000 foliões pelas ruas da cidade.
Matinês com a Banda Santa Cecília e diversas bandas na Quadra Januário Garcia e na Rua Henriqueta Rubim, no centro da cidade, que serão ornamentadas, completam o que promete ser um dos melhores carnavais da região.
A abertura do evento acontecerá na sexta-feira, dia 1º, às 19 horas, com a concentração do Bloco Camarões, com saída às 19h30 na Fonte do Mato. Outros dez blocos percorrerão as ruas de São Gonçalo, com saída de diversos pontos da cidade.
Durante todos os dias de carnaval, os foliões poderão contar com shows de bandas são-gonçalenses e da região, entre elas: Banda Abraxás, Atr@ Brasil, Banda AGÁ, Banda Phásis e Samville.
O Gonçalo Folia será encerrado na terça-feira, dia 05, com a saída de todos os Blocos do Ginásio Poliesportivo e com o show da Banda Phásis.

Programação Gonçalo Folia 2008

Sexta-feira – 01 de Fevereiro

19h – Concentração Bloco Camarões
19:30h – Saída na Fonte do Mato
21h – Saída do Bloco Taioba Louca em frente ao Poliesportivo
23h – Apresentação da Banda Abraxás

Sábado – 02 de Fevereiro

19h – Concentração
19:30h - Saída do Bloco Unidos da Ponte na Baixada
19:30h - Saída dos Blocos Tacos de Fora e Cetaeloco no Beco Dona Dica
19:30h - Saída do Bloco Baianos e Algo Mais em frente a Casa Nana
23 horas – Apresentação da Banda Abraxás

Domingo – 03 de Fevereiro

16h – Matinê na Rua Henriqueta Rubim com Banda Santa Cecília
19h – Concentração
19:30h – Saída dos Blocos Sapo Roxo e Toatoa em frente ao Tiquinha
20h – Banda Santa Cecília no Palco Alternativo
23h – Apresentação da Banda Atr@ Brasil

Segunda-feira – 04 de Fevereiro

19:30h - Saída dos Blocos Segunda Sem Lei e Se Marcar Eu Beijo Mesmo em frente ao Nezito
23h – Apresentação da Banda AGÀ

Terça-Feira – 05 de Fevereiro

!5h – Matinê com a Banda Santa Cecília
16h – Saída do Bloco Capivara em frente ao Nezito
19:30h – Saída de Todos os Blocos no Poliesportivo
23h – Apresentação da Banda Phásis

Participação Especial da Banda Samville

15 de janeiro de 2008

Iniciativa da Vale já alfabetizou mais de cem mil pessoas no Brasil



O Vale Alfabetizar, iniciativa da Fundação Vale voltada para a alfabetização de jovens e adultos das comunidades onde a companhia atua, já formou mais de cem mil brasileiros. De 2000, ano da implantação do programa, até o final de 2007, foram 101.348 beneficiados nos estados da Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Sergipe e Pará.

Em território mineiro, foram 1.633 beneficiados durante o ano de 2007, nas cidades de Aimorés, Itabira, Mariana, Nova Era, Ouro Preto, Rio Piracicaba, Sabará e Santa Bárbara. Desde o início do programa até hoje já foram atendidas 9.917 pessoas em Minas.

O Vale Alfabetizar atende a brasileiros com mais de 15 anos que não foram alfabetizados. O programa tem duração de oito meses e novas turmas são formadas quando há demanda local. A iniciativa é resultado do compromisso da Fundação Vale de contribuir para a redução do analfabetismo nos municípios onde a empresa mantém operações. A instituição trabalha em parceria com a ONG Alfabetização Solidária (Alfasol), secretarias municipais de Educação e instituições de Ensino Superior, capacitando alfabetizadores, alfabetizando jovens e adultos e promovendo fluxo constante de novos alunos às salas de aula.

11 de janeiro de 2008

Prefeitura inaugura Unidade de Saúde de São José na próxima sexta-feira


Posto de Saúde em São José beneficiará cerca de 640 pessoas com atendimento básico

A Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo vai inaugurar, na próxima sexta-feira, dia 11, às 19 horas, a Unidade Básica de Saúde de São José, comunidade rural do município. A unidade vai beneficiar cerca de 640 pessoas das localidades de São José, Borges, Cachoeira do Carmo, Demanda e Placa.
O posto de saúde foi completamente reformado. O telhado foi trocado, foram construídos dois consultórios, um médico e outro odontológico, além da adaptação de dois banheiros para deficientes físicos. A sala de espera também foi ampliada para oferecer maior comodidade aos usuários.
De acordo com o secretário de Saúde, José Maria de Oliveira, com a reforma a Unidade Básica de Saúde da localidade vai oferecer mais conforto para os usuários e profissionais da saúde.
Para o funcionamento a unidade recebeu novo mobiliário e equipamentos novos para o atendimento básico, demonstrando a preocupação da administração municipal em oferecer um atendimento de qualidade e conforto à população, suprindo as necessidades básicas de saúde dessas localidades.
Para o prefeito, Raimundo Nonato Barcelos, Nozinho, “dar prioridade à atenção básica é o melhor investimento para a prevenção de doenças. Buscamos atender toda a população, seja na área urbana ou rural”, observou o prefeito.
Em 2007, a Prefeitura inaugurou outras duas unidades em comunidades rurais, uma na comunidade de Vargem Alegre e outra em Timirim.

4 de janeiro de 2008

O caos da água se repete

Início de ano eleitoral e o caos da água se repete. Já esta completando 3 dias que o povo está sem água.E novamente o prefeito Nozinho não teve a dignidade de ao menos mandar um caminhão pipa. Investiram em um sistema que dizem ser de tratamento de água, o dinheiro foi gasto para resolver os problemas de água no município,mas,o que fez foi piorar.
Durante a última reunião da Câmara Municipal, foi votado um orçamento absurdo , e ao ser contestado sobre o problema da água no municipio, o vereador da posição, Marlon, diz que "Nozinho não é mágico". Para se comprar uma bomba precisa ser mágico, caro vereador, com o orçamento que vocês votaram, será que vão ter coragem de dizer que não tem dinheiro para isso? Toma vergonha na cara resolve o problema de uma vez, pois a água é um direito de todos, sem ela não se vive.

3 de janeiro de 2008

Prefeito Nozinho foge do povo

Nem começou a política e Nozinho esta ocupando o tempo com assuntos de interesse próprio, as pessoas vão até a prefeitura, para resolver problemas, e muitas vezes a secretaria diz que ele não esta, e na maioria das vezes ele esta em reunião, o que nem sempre é verdade. Na política passada Nozinho parava na casa de eleitores para tomar café, ficou 3 anos sem colocar os pés na casa dos mesmos e muitas vezes passa por eles na rua e nem os conhece, o poder subiu a cabeça de Nozinho, agora esta na hora de Nozinho começar a sorrir para conseguir votos, so assim mesmo, na véspera das eleições 2008. fica esperto Nozinho, os vereadores do seu lado estão te queimando ainda mais. Pois seu secretariado, ja te queimaram o suficiente.

2 de janeiro de 2008

Novas regras para o uso de capacete entram em vigor

No dia 01 de janeiro entram em vigor as novas normas para o uso de capacete. O equipamento deverá conter selo de certificação expedido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e elementos refletivos nas partes laterais e traseira.

A Resolução 203 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) proíbe a fixação de película na viseira do capacete, sendo que durante o período noturno é obrigatório que a viseira seja transparente (padrão cristal). Para os equipamentos que não possuem viseira é obrigatório o uso de óculos de proteção especial – veja imagem. Segundo a Resolução, os óculos corretivos ou de sol não substituem os de proteção.

No caso do uso de viseira irregular, de capacete sem viseira e sem os óculos de proteção ou da falta de capacete a infração será considerada gravíssima. De acordo com a Resolução, as sanções para tais infrações são as previstas nos incisos I e II do Art. 244 do Código de Trânsito Brasileiro que estabelece multa de R$ 191,54, suspensão do direito de dirigir e recolhimento do documento de habilitação.

A falta do selo do Inmetro ou dos adesivos refletivos será considerada infração grave, cuja penalidade é multa de R$ 127,69, cinco pontos na CNH e retenção do veículo para regularização. As novas regras valem para os condutores e passageiros de motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos e quadriciclos.

1 de janeiro de 2008

Clima tenso durante reunião da Câmara Municipal de São Gonçalo




Na manhã do dia 31 de dezembro, a Câmara Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo, realizou a 4ª e última reunião extraordinária do ano de 2007. Durante a reunião foram votados 6 Projetos de Lei e 6 emendas relacionadas ao Projeto de Lei Orçamentária para o exercício 2008, do município de São Gonçalo do Rio Abaixo, sendo as 6 emendas rejeitadas pelos vereadores da posição. Essas emendas deduziam o valor de R$1.000.000,00(um milhão), dos R$10.000.000,00(dez milhões) destinados para Outros Serviços de Terceiros no Orçamento Municipal 2008. Este um milhão seria incluído em Segurança Pública e Saúde.
O Projeto de Lei de nº037/07 que “Estima a receita e fixa despesa do Município de São Gonçalo do Rio Abaixo para o exercício financeiro de 2008”, no valor de R$ 46.250 milhões, foi aprovado sem as emendas propostas pelos vereadores Luzimar da Fonseca, Gladston Marcelo de Castro, Cacílio Domingos dos Santos e José Afonso Araújo Bicalho. Mais 5 Projetos de Lei também foram aprovados, entre eles o Projeto de Lei de nº039/07, que “Declara de Utilidade Pública Municipal a Associação Comunitária do Bairro Guanabara e adjacências”, e o projeto de Lei de nº 049/07 que “Cria Escola Municipal de Tempo Integral”.
Após a votação dos projetos e emendas, vereadores fizeram uso da palavra franca.

O vereador Sebastião Amaro, fez elogios ao prefeito e desejou feliz ano novo a todos.

O segundo a fazer uso da palavra foi o vereador Gladston Marcelo de Castro, que mostrou sua indignação com a insensatez e descaso dos colegas vereadores ao rejeitarem as emendas propostas ao Projeto de Lei Orçamentária para o exercício 2008. Gladston comentou ainda, sua tristeza ao ver a satisfação no rosto de algumas pessoas, a cada rejeição das emendas. “ Não saio derrotado dessa reunião, pois o que propomos nestas emendas é um pouco de melhor para essa população que tanto merece, e se a administração estivesse tão preocupada com a saúde, não precisaria de nós termos feito essas emendas, já estaria no orçamento de 2008. Muitas vezes quando precisamos de uma internação, recorremos a Rio Piracicaba, que mesmo com suas pequenas possibilidades recebe o povo de São Gonçalo de braços abertos. O destaque do crescimento do PIB de São Gonçalo foi notícia dos principais jornais, o crescimento foi de 349,9%, passando de 31,05 milhões para 139,59 milhões, e São Gonçalo ainda não tem hospital”.
Confira na integra a nota lida pelo vereador Gladston:
“Senhor presidente, gostaria de pedir, antes de comentar sobre isso que aconteceu hoje em São Gonçalo, um minuto de silêncio em nome da nossa população.
Que esse minuto de silêncio sirva para refletirmos sobre o que foi feito da consciência dos nobres colegas vereadores.
Acabamos de presenciar aqui presidente, a vitória da insensatez sobre a justiça.
Mas a justiça e a verdade não permanecem ocultas por muito tempo e chegará o dia senhor presidente, que veremos a justiça e a verdade triunfar.
Como o senhor disse presidente, realmente é uma decepção, e também vejo que o povo de São Gonçalo, foi colocado de lado, como se faz com um objeto qualquer.
Não consigo entender senhor presidente o porque da derrota dessas emendas. Retiramos dinheiro de festas, de farra, para aplicarmos na saúde e na segurança de nossa população.
O prefeito não quer investir no hospital, não quer investir em segurança, porque...
Porque o prefeito ta trocando a saúde e a segurança do nosso povo por festas... quero saber... algum vereador da situação poderia me explicar.
A prefeitura tem coragem de colocar cerca de 5 milhões pra festas, farra.
Sempre tivemos ótimas festas na cidade, mas não gastando essa fortuna. Não ás custas da qualidade de vida de nossa população.
E os moradores rurais. Destinou 110 mil pra eles, pra um ano...
E hospital senhor presidente. Construiu um Centro Cultural.. muito bonito, mas e a saúde de nossa gente. Como fica. Não temos nem água tratada direito e querem jogar dinheiro fora.
Fiz um juramento quando assumi essa cadeira. De fazer respeitar a Constituição Federal, Estadual e a Lei Orgânica desse município, de fiscalizar o executivo e legislar a favor da população.
Tenho minha consciência tranqüila do dever cumprido, mas ainda temos muito que fazer. E será com prazer que farei isso. Não permitirei que nossa população seja passada para traz e que forasteiros levem a melhor, como tem acontecido.
Acompanharei também a aplicação dessa riqueza que é nossa, de todo o povo de São Gonçalo”.

O vereador Marlon Túlio Pessoa Costa, não conseguiu ouvir calado as críticas do vereador Gladston, e defendeu o Prefeito.
“Você falou que o prefeito, não esta querendo mexer na saúde. ‘não’
Você está cobrando a construção de um bloco cirúrgico , mas não existe um parecer da vigilância sanitária , nem mesmo para a construção de um hospital na cidade, como se vai construir um bloco cirúrgico. E outra o prefeito tem destinado a verba não só para a saúde, em todas as outras áreas , ele tem destinado direito a verba que esta entrando no município. Em questão da água, ele não é mágico, porque ele só tem 3 anos de governo, muitos outros governos passaram, e não se preocuparam nada, então acho que requer tempo pra ele mexer em todas as áreas.

Dessa vez é o vereador Gladston, que questiona o colega: “Segundo diz o colega o vereador Marlon, se leva 3 anos para se conseguir o parecer para construção do hospital, 3 anos se passaram, já era para existir este parecer. O que acontece é que não está havendo um trabalho sério com intuito de construir um hospital.

Marlon continuou dizendo que o prefeito esta buscando recursos para construir um hospital, mas isso requer tempo. “A educação eu acho que ele tem dado prioridade, a saúde também, em vista de quando ele entrou melhorou muito” disparou.
O custo de um hospital hoje em São Gonçalo fica em quase 5 milhões e pode levar tempo,finalizou.

O vereador José Afonso Araújo Bicalho, por sua vez, parabenizou o vereador Gladston.
E desabafou: “Hoje, 31 de dezembro, o último dia do ano de 2007, é um dia de luto para o povo.Vereadores votaram contra emendas que são fundamentais para o município, para o bem estar do povo são-gonçalense, votaram contra as emendas, votaram contra o povo de São Gonçalo”.

O vereador Marlon, interrompe o colega e diz: “Não votamos contra o povo de São Gonçalo, isso é questão de opinião”.

José Afonso diz ao colega que ele já teve sua vez. E prossegue: Votaram esse orçamento absurdo. Como se diz, o prefeito Nozinho vai nadar de braçada no ano que vem. Votaram contra o povo sim.

Para encerrar a palavra franca o presidente da Câmara fez a leitura de uma nota. Confira:
“ Nobres colegas vereadores e público presente, é com muita tristeza e decepção que vejo o povo de São Gonçalo, mais uma vez, deixado de lado.
Apresentamos emendas ao orçamento enviado pelo Senhor Prefeito visando corrigir as inúmeras injustiças apresentadas contra o povo de São Gonçalo.
Retiramos recursos de uma conta, que está com mais de 10 milhões de reais e nem sabemos para onde esse dinheiro vai. O Prefeito informa simplesmente que é Outros Serviços de Terceiros – Pessoas Jurídicas.
Desconfiamos que é para pagar consultoria. Aí eu pergunto – que consultoria cara é essa.
Que consultoria fantástica é essa que levará ¼ do nosso orçamento
Retiramos R$100.000,00 dessa conta para investir em segurança pública para aquisição de veículos para o policiamento de São Gonçalo do Rio Abaixo.
Retiramos R$200.000,00 dessa conta para a aquisição de UTI/Móvel para atendimento da população de São Gonçalo do Rio Abaixo.
Retiramos R$200.000,00 também dessa conta para aquisição de equipamentos para do Centro de Saúde de São Gonçalo do Rio Abaixo, ampliado, inclusive, do bloco cirúrgico.
Retiramos R$500.000,00 dessa mesma conta para a ampliação do Centro de Saúde de São Gonçalo do Rio Abaixo, com a construção, inclusive, de um bloco cirúrgico.
E agora vemos tudo isso negado a pedido do senhor Prefeito. Os nobres vereadores que atendem o prefeito fecham os olhos para nossa população.
Para vocês nossa população não precisa de segurança, não precisa de saúde.
Para o prefeito é fácil mandar nosso povo para Rio Piracicaba, cidade que arrecada ¼ de nossa arrecadação e mantém seu hospital organizado, e que atende muito bem nossa população. O senhor prefeito pelo menos deveria ajudar aquele hospital.
Vemos esse absurdo de orçamento ser aprovado, destinando 34 mil para a segurança e mais de 5 milhões para festas.
Vemos esse orçamento destinando apenas R$110 mil, no ano, para apoiar o produtor rural e mais de R$10 milhões para uma coisa que é mistério – outros serviços de terceiros.
E pra completar o ridículo, vemos nobres colegas darem poder ao senhor prefeito de gastar metade de todo o orçamento da forma que mais lhe convier.
Mas, digo aqui e mostrarei a cada canto da cidade. Onde houver um cidadão de bem dessa nossa querida cidade, como representante escolhido por eles, estarei empenhado em fiscalizar cada centavo dessa fortuna que hoje nossos nobres colegas entregam de mão beijada ao senhor prefeito.
E que Deus tenha compaixão de nosso povo.
Muito obrigado a todos, e um feliz ano novo a todos sãogonçalense, e espero que Deus ilumine a cabeça dos nossos nobres vereadores, que nós vamos ter mais um ano pela frente, vamos por o pé no chão, vamos pensar no povo, aqui não esta em jogo nem presidente de Câmara, nem prefeito,é a vida do povo de São Gonçalo que esta em jogo.