Visitantes do jornal Na Boca do Povo online

29 de junho de 2010

Vale lança seu terceiro Relatório anual de Sustentabilidade

Relatório de Sustentabilidade de 2009, com o mais alto nível de transparência, de acordo com a GRI, reforça o compromisso da Vale com o desenvolvimento sustentável

A Vale vem aumentando o grau de transparência na divulgação de informações de sustentabilidade a cada ano. No primeiro relatório, de 2007, foram reportados 51 indicadores e no ano seguinte, acrescidos 22. Recentemente tal esforço foi reconhecido e o documento referente ao ano de 2008 ganhou o Prêmio GRI Readers Choice Award na categoria Sociedade Civil. Esse prêmio é concedido à organização cujo relatório recebe o maior número de votos da sociedade civil, que inclui sindicatos de trabalhadores, instituições públicas, acadêmicos, especialistas, cidadãos e mídia. Os dois primeiros relatórios também foram considerados como Comunicação de Progresso Notável (COP)1 pelo Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU).

Em seu terceiro relatório de sustentabilidade, referente ao ano de 2009, a Vale atingiu o nível de aplicação A+, conforme a metodologia da GRI2, com o reporte de 86 indicadores. Para os relatórios de 2007 e 2008, o nível de aplicação alcançado foi B+. Esse avanço representa o nível mais alto de transparência, conforme a GRI, no relato feito pela empresa de informações sobre o desempenho econômico, social e ambiental.

O nível de aplicação A+ considera o relato de todos os itens de perfil, dados sobre gestão, indicadores de desempenho essenciais e do Suplemento Setorial de Mineração e Metais. Esse nível também indica que o documento contou com verificação externa independente, em nosso caso realizada pela empresa Ernst & Young, que também verificou o relatório com base nas diretrizes do ICMM (Conselho Internacional de Mineração e Metais).

Para a diretora de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (DIAM), Vania Somavilla, "esse relatório representa um marco, visto que alcançamos o grau de transparência A+ já em nosso terceiro relatório de sustentabilidade. Esse importante avanço reforça nosso alinhamento com iniciativas globais das quais somos signatários, tais como o Pacto Global da Organização das Nações Unidas e o Conselho Internacional de Mineração e Metais".

O relatório também seguiu o princípio de materialidade, que envolve a consulta de diferentes stakeholders (partes interessadas) visando ao levantamento de informações de seu interesse a serem abordadas no relatório. Esses públicos consideraram como mais relevantes as seguintes informações: emprego e relações de trabalho, minimização de impactos ambientais, desempenho dos negócios, ética nos negócios, conservação ambiental, segurança e acidentes de trabalho, legado regional, cadeia de valor, desenvolvimento e qualificação pessoal, comunicação e engajamento, nessa ordem.

Ações ambientais, tecnologia e cadeia de valor

Em 2009, a Vale tratou como prioridade ações voltadas para enfrentar o desafio das mudanças climáticas. Ela liderou o lançamento da "Carta Aberta ao Brasil sobre Mudanças Climáticas", junto com o Instituto Ethos e o Fórum Amazônia Sustentável. A carta apresentou os compromissos voluntários de 30 grandes empresas brasileiras com os esforços globais de redução dos impactos das mudanças climáticas, através da elaboração do inventário de emissões de gases de efeito estufa e do engajamento perante governo e sociedade civil, visando contribuir com a discussão sobre os marcos regulatórios do tema. Ainda assinamos o The Copenhagen Communiqué, um posicionamento de líderes empresariais globais em prol de um acordo sobre a questão das mudanças climáticas.

Outra iniciativa que merece destaque é a criação do Fundo Vale para o Desenvolvimento Sustentável, instituição sem fins lucrativos com objetivo de promover o desenvolvimento sustentável conciliando a preservação e a conservação do meio ambiente com a melhoria das condições socioeconômicas em países em desenvolvimento. Dentre outras iniciativas, o Fundo estabeleceu uma parceria com o Imazon para aprimorar o sistema de monitoramento do desmatamento na Amazônia Legal. O projeto tem recursos iniciais já aprovados de US$ 26 milhões para investimentos nos próximos três anos.

Anualmente elaboramos o inventário de emissões de Gases de Efeito Estufa da Vale. Em 2009, o total de emissões diretas foi de 12,1 milhões de toneladas de CO2 equivalente, volume 22% inferior ao registrado no ano anterior. Já as emissões indiretas totalizaram cerca de 800 mil toneladas de CO2 equivalente, 40% inferior a 2008. Segundo a Carbon Disclosure Project (CDP), a Vale continuou registrando em 2009 a menor intensidade de emissão por receita entre as grandes mineradoras, com 522 toneladas de CO2 equivalente/US$ milhão de receita.

Também no ano passado iniciamos um diagnóstico preliminar dos riscos associados à nossa cadeia de fornecimento, em uma abordagem progressiva, objetivando incluí-la em nosso inventário. Essas emissões totalizaram 0,6 milhão de toneladas de CO2 equivalente.

Em 2009, 76% da água usada nas operações da empresa foi reutilizada, ou seja, de 1,2 bilhão de m3 necessários, 288 milhões foram retirados da natureza e o restante, abastecido por água reaproveitada.

Para desenvolver e apoiar projetos de pesquisa em mineração, processos para siderurgia, energia, ecoeficiência e biodiversidade, o Instituto Tecnológico Vale (ITV) firmou parceria no ano passado com as Fundações de Amparo à Pesquisa dos Estados de Minas Gerais (Fapemig), Pará (Fapespa) e São Paulo (Fapesp). Dentre as linhas de pesquisa propostas, estão temas como reutilização de resíduos, novos processos de produção de biocombustíveis e conservação de ecossistemas.

Fundamental para garantir a sustentabilidade do negócio é que este conceito esteja presente em toda a cadeia de valor da empresa. A Vale manteve suas ações voltadas à contratação de fornecedores locais com o objetivo de dinamizar a economia nas regiões remotas onde atua. O Programa Inove, que capacita fornecedores regionais para atender exigências do mercado, foi fortalecido. Cerca de 400 empresas participaram de cursos à distância e 169 tiveram acesso à linha de crédito. Também foi lançado em 2009 o Código de Conduta do Fornecedor, cujo objetivo é divulgar os princípios de conduta ética seguidos pela Vale nas relações comerciais com as empresas fornecedoras de serviços e produtos.

Veja o Relatório de Sustentabilidade completo em português e inglês no site www.vale.com.

Mais alguns números relevantes

Governança Corporativa

Em continuidade ao processo de globalização de nossos documentos normativos, em 2009 aprovamos 15 novos instrumentos normativos de escopo global. Dentre eles, estão a Política de Desenvolvimento Sustentável, a Política de Segurança Empresarial, a Norma de Responsabilidades de Saúde, Segurança e Meio Ambiente e a Política de Direitos Humanos, que reafirma os compromissos da Vale em relação a esse tema de interesse mundial.

Pessoas

A Vale fechou o ano de 2009 com 140,6 mil empregados próprios e terceiros, sendo 78% no Brasil;
Após passarmos por forte redução de demanda, empreendemos esforços no sentido de manter nosso maior patrimônio de conhecimento e capacidade produtiva: nossos empregados. A fim de nos posicionarmos com êxito no momento da crise econômica, implementamos maneiras criativas para reduzir os custos que permitiram reter mão de obra. Com isso, a redução na força de trabalho de 2008 para 2009 foi de 3,5%, frente a uma redução da produção de 22% no minério de ferro.
Em 2009, as mulheres continuavam representando 10% da força de trabalho da Vale, característica comum no setor de mineração. Deste contingente, 53% ocupavam cargos de técnicos, 39% atuavam como especialistas (nível superior), 4% tinham cargos de supervisão e 4% gerenciais.

Desenvolvimento Local

O volume de recursos aplicados na área social pela Vale em 2009 foi de US$ 200,9 milhões, 13% a menos que em 2008 por conta da estratégia de redução de custos adotada pela empresa para enfrentar a recessão global. Essa redução é inferior à queda de faturamento/produção;
Cerca de 16% desse investimento social é na área de infraestrutura. Um dos objetivos da Fundação Vale é contribuir para a redução do déficit de infraestrutura urbana e habitacional nas áreas onde a empresa atua. Em parceria com as prefeituras, são desenvolvidos projetos executivos para captação de recursos federais e estaduais. Até dezembro de 2009, 72 projetos executivos foram concluídos ou estavam em elaboração para 40 municípios do Pará, Maranhão, Espírito Santo e Minas Gerais;
A Fundação Vale deu continuidade à implantação das Estações Conhecimento - Núcleos de Desenvolvimento Humano e Econômico, cuja gestão é compartilhada entre a Vale, o poder público e a sociedade civil. O objetivo é contribuir para a melhoria da qualidade de vida e para o desenvolvimento integrado e sustentável das comunidades, deixando um legado de conhecimento sistematizado e institucionalizado para as regiões e os municípios onde estamos presentes. Serão aproximadamente 30 mil jovens beneficiados por meio de 18 núcleos, que serão construídos até 2012 nos estados do Maranhão, Minas Gerais, Espírito Santo, Pará, Sergipe e Rio de Janeiro;
Ainda em 2009, a Fundação Vale lançou o programa Brasil Vale Ouro, que visa selecionar e preparar atletas nas modalidades de judô, natação e atletismo, nas cidades onde a empresa atua. O programa funciona nas Estações Conhecimento e representa o apoio da Vale ao segmento de esportes de alto rendimento.

Saúde e Segurança

A taxa de acidentes com afastamento da Vale caiu 33% entre 2008 e 2009 (de 1,5 para 1,0 acidentes por 1 milhão de homem-horas trabalhadas);
Apesar dos esforços no gerenciamento dos riscos e de uma forte redução nas nossas taxas de acidentes, lamentamos a ocorrência de nove acidentes fatais em 2009 em nossas operações e projetos envolvendo empregados e contratados da Vale e de três mortes de prestadores de serviço do setor de transporte nas estradas;
Conseguimos alcançar, em 2009, a implantação de mais de 72% dos requisitos de atividades críticas (RACs), ferramentas fundamentais para a redução de acidentes, implantados nas operações brasileiras, superando a meta de 70%;
A Vale vem buscando influenciar sua cadeia de valor para a adoção de medidas de segurança.

Meio Ambiente e Biodiversidade

O volume de recursos aplicados na área ambiental pela Vale em 2009 foi de US$ 580 milhões, valor 14,5% inferior ao realizado em 2008. A redução decorre em grande parte da paralisação em algumas unidades como medida para enfrentamento da crise. A maior parte dos investimentos foi destinada a: aquisição e implantação de equipamentos de controle ambiental; manutenção geotécnica ambiental e de segurança das barragens e das pilhas de estéril; reflorestamento e reabilitação de áreas degradadas que integram o Programa Vale Florestar; e convênios com alguns estados do Brasil;
Em 2009, a Vale produziu 436 mil toneladas de resíduos (dos quais 10% perigosos), 10% a menos que o de 2008. Os volumes destinados à disposição em solo e reciclagem são os mais expressivos, representando 58% e 33%, respectivamente;
Em 2009, ao levarmos em consideração as atividades de recuperação e plantio realizadas voluntariamente em terras de terceiros e em terras arrendadas, não relacionadas às nossas operações extrativas, superamos a proporção de 1 hectare recuperado/plantado para cada hectare suprimido no mundo, conforme o compromisso assumido no relatório anterior.

Multiplicadores participam de capacitação para a Expedição ao Paraopeba

Representantes de secretarias de meio ambiente, além de líderes da área cultural da Bacia do Paraopeba, participaram de uma capacitação integrada de multiplicadores que irão colaborar para a execução do Expedição ao Paraopeba, projeto idealizado pela Secretaria Executiva do CIBAPAR (Consórcio Intermunicipal da Bacia Hidrográfica do Rio Paraopeba).

Assim durante dois dias, todos puderam aprender o conceito e o cronograma do projeto, com dinâmicas de reprodução e simulação de atividades preparatórias para a Expedição, além de receberem um manual de instruções. Com isso, poderão disseminar o imaginário do projeto em toda a bacia, formando uma ampla rede de vigilância solidária em prol das águas da bacia, envolvendo escolas, instituições e comunidade.

O evento aconteceu entre os dias 23 e 24 no Centro Franciscano de Espiritualidade, na Avenida Gabriel Passos, 178, Guarujá, Betim-MG.

"Precisamos fazer com que os rios voltem a ser valorizados no imaginário popular. Os índios consideravam os rios como seres vivos da própria família, a ponto de levarem suas crianças recém nascidas na beira das águas, como uma forma ritualística que simbolizaria, a partir daquele momento, que a criança teria um futuro de respeito à natureza", declarou o secretário executivo do CIBAPAR, Mauro da Costa Val.

Para o coordenador da Expedição, Tiago Araújo, o curso foi bastante proveitoso. "Foram dois dias de evento, com 100 participantes de 15 municípios. Todos, tanto do médio, baixo e alto Paraopeba, mostraram uma vontade tremenda de colaborar com o projeto e abraçar a causa da conscientização e recuperação das águas do Paraopeba. E isso muito nos animou. Nosso próximo passo agora é dar prosseguimento a mobilização, principalmente junto aos representantes de ONGs de toda a bacia", declarou.

A navegação em agosto

A Expedição ao Paraopeba tem como objetivo promover a conscientização coletiva com vistas à recuperação das águas da Bacia do Paraopeba, afluente do São Francisco, por meio de atividades culturais e pedagógicas, além de uma navegação simbólica em pontos estratégicos da calha do Rio e ampla cobertura da mídia.

Em agosto, uma equipe composta por canoístas irá percorrer trechos da Bacia do Paraopeba, enquanto, por terra, uma caravana de artistas e técnicos vai auxiliar na promoção de eventos culturais e ambientais em oito municípios estrategicamente localizados à margem do rio. A ação prevê a união das comunidades e instituições à gestão participativa das águas, no intuito de que se crie uma rede de Vigilância Solidária em prol de um dos principais rios de Minas.

28 de junho de 2010

UAB João Monlevade abre vagas para tutores

O pólo da Universidade Aberta do Brasil (UAB), em João Monlevade, abriu inscrições para a seleção de 17 tutores presenciais e a distância para atuar nos cursos de Especialização e de Extensão em Mídias na Educação e de Especialização em Práticas Pedagógicas.

O profissional selecionado receberá bolsa mensal de R$765,00, com duração de até 48 meses ou enquanto durar o curso ao qual estiver vinculado.

As inscrições devem ser realizadas até a próxima sexta-feira, 2, de 9 às 16h, na sede do pólo, que funciona na escola Centro Educacional. Outras informações estão disponíveis no site www.cead.ufop.br ou pelo telefone 3852-4292. A UAB conta com apoio e incentivo da Prefeitura de João Monlevade.

Prandini entrega mais de 720 quilos de feijão para diversas entidades

O prefeito Gustavo Prandini (PV) e a secretária de Trabalho Social, Laura Cristinne Nunes Vera, entregaram mais de 720 quilos de feijão para diversas entidades nesta sexta-feira, 25. O alimento foi conseguido através de convênio firmado entre a Prefeitura e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
Segundo Lara Nunes, a distribuição é uma forma de suprir as necessidades das entidades. “Nossa missão é ajudar todas essas entidades que muito contribuem com o nosso município”, enfatizou Lara.
Prandini disse que a entrega desse alimento é gratificante. “Nosso Governo faz um trabalho sempre buscando parceria com todas entidades. Temos diversas parcerias e vamos ampliar a cada dia, dentro de nossas condições”, garantiu o prefeito.
Foram beneficiadas a Colônia Bom Samaritano, o Projeto Vida Nova, a Associação Metodista de Assistência Social (Amas), Movimento Sem-casa, Associação dos Trabalhadores de Limpeza e Materiais Recicláveis (Atlimarjom), Lar São José e Sociedade São Vicente de Paulo.

Abertura dos Jogos Estudantis será nesta terça-feira na Praça do Povo

Pela segunda vez, a atual Administração de João Monlevade sediará, a etapa regional Vale do Aço dos Jogos Estudantis. A solenidade de abertura do evento será nesta terça-feira, 29, na Praça do Povo, a partir das 19h30, com a presença de todas as delegações. As partidas serão sediadas até sábado, 3, no Real Esporte Clube, Social Clube, Embaúbas, Sesi, além dos ginásios poliesportivos do Centec, Centro Educacional e Colégio Kennedy.
A cidade receberá as delegações das cidades de São João Evangelista, Manhumirim, Itabira, Governador Valadares, Teófilo Otoni, Ipatinga, Caratinga, Belo Oriente, Santa Maria do Suaçuí, Sabinópolis, Água Boa, Itaobim, Salinas, Periquito, Lajinha, Joaima, Gonzaga, Guanhães, Almenara, São João do Oriente, São Pedro do Suaçuí, Rio Piracicaba, Araçuaí, Rubim, Virginópolis, Alto Jequitibá e Jampruca.
Dentre as modalidades que serão disputadas em Monlevade estão handebol, futsal, atletismo, basquete, voleibol e xadrez. Os jogos são coordenados pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Esporte e Cultura (Ibdec), com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) de João Monlevade.

Settran altera trânsito para abertura dos Jogos Estudantis

O Setor de Trânsito e Tráfego (Settran) da Prefeitura de João Monlevade fará alterações no fluxo de veículos no centro comercial, nesta terça-feira, 29, a partir das 18h30. A mudança se dará em razão da abertura oficial dos Jogos Estudantis, na Praça do Povo, em Carneirinhos, às 19h30.
Em frente ao local da solenidade, as duas vias estarão fechadas. Para quem trafega sentido bairro Santa Bárbara, deverá acessar a Praça Sete de Setembro rumo a avenida Getúlio Vargas.
Já os condutores de veículos que estiverem na avenida Wilson Alvarenga, sentido Usina, deverão acessar a rua Geraldo Miranda até a Getúlio Vargas, passando pela rua Monte Santo até a Florianópolis. Em seguida, descer a Ayres Quaresma até a Getúlio Vargas.
Para que haja menos transtorno possível, o Settran orienta os motoristas que busquem rotas alternativas, evitando a lentidão no trânsito.

Dupla monlevadense faz homenagem ao vice presidente em Brasília

A dupla sertaneja de João Monlevade, Sandro e Wellington participou no último sábado, 26, da convenção nacional do PRB em Brasília. A apresentação foi em homenagem ao vice-presidente da República, José Alencar que após o evento foi parabenizar os músicos. A canção apresentada pelos músicos foi uma homenagem feita por eles ao vice-presidente, na qual o mesmo ficou emocionado.

A dupla foi aplaudida pela candidata à presidência Dilma Roussef e políticos ligados à petista, como o candidato do PMDB ao governo de Minas Gerais, Hélio Costa, e seu vice, Patrus Ananias, o ministro de Secretaria de Planejamento Estratégico, Samuel Pinheiro Guimarães, o prefeito de Uberaba, Anderson Adauto, e o candidato petista ao Senado, Fernando Pimentel.

João Monlevade dobra pontuação do ICMS Cultural

Ações da Prefeitura de João Monlevade, através da Casa de Cultura fizeram com que a cidade praticamente dobrasse a pontuação de 6,6 pontos conquistados no último ano para 12,9. Os dados foram divulgados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha).

De acordo com o diretor da Casa de Cultura, Luciano Roza, essa pontuação é importante para que a cidade receba mais investimentos na área cultural pelo Governo Estadual. Ainda segundo Roza, o tombamento da Guarda de Marujos Nossa Senhora do Rosário, dentre outras ações do Governo Municipal, contribuíram para a elevação da pontuação.

Lei de ICMS
A Lei do ICMS Cultural foi criada pelo Governo Estadual em 1996. É uma ação pioneira em todo o país e serve como incentivo para que os municípios adotem ações para proteção e preservação do patrimônio cultural.

Secretário de Meio Ambiente apóia CIBAPAR

O Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, José Carlos Carvalho em reunião com a diretoria do Consórcio Intermunicipal da Bacia Hidrográfica do Rio Paraopeba (CIBAPAR) e o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paraopeba apoiou a adesão do comitê à Agência Peixe Vivo, tendo o CIBAPAR como seu escritório técnico na Bacia do rio Paraopeba. A reunião aconteceu ontem (21), na sede do CIBAPAR.
Além disso, prometeu empenho na aprovação de um projeto de Mobilização Social junto ao Fundo de Recuperação, Proteção e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais (Fhidro), posto que é vertente de ação prioritária para a gestão pública integrada e compartilhada das águas.
A Agência Peixe Vivo será a agência de toda a bacia hidrográfica do Rio São Francisco, inclusive dos outros estados da federação em que o rio está presente.
No inicio da reunião foi apresentado as funcionalidades básicas do Sistema de Informações Geográficas (SIG) desenvolvido pelo CIBAPAR, com recursos do Fhidro.Em seguida a presidente do CIBAPAR e prefeita de Betim, Maria do Carmo Lara falou da importância do órgão e suas metas. “O CIBAPAR tem 16 anos de história na bacia do Paraopeba, com lutas difíceis e acumulo de experiência e trabalho. Apoiamos a Agência Peixe Vivo, mas queremos o CIBAPAR como escritório técnico da agência e esperamos ser contemplados com recursos do Fhidro”, afirmou.
José Carlos Carvalho informou que a Agência Peixe Vivo irá funcionar em toda a bacia do São Francisco, mas não terá uma conta única, mas uma para cada bacia. “Quero deixar claro o compromisso com o CIBAPAR que apoio o pleito de parceria com a Agência Peixe Vivo, com a manutenção do CIBAPAR como apoio técnico”, reiterou.Também foi confirmado pelo secretário o investimento de 100 milhões de euros pela Copasa na bacia do Paraopeba, através de empréstimo junto ao Banco Alemão para o Desenvolvimento (KFW) para despoluir a bacia do Paraopeba.
A Copasa está investindo, segundo o secretário, R$ 800 milhões em saneamento ambiental na bacia, sem contar os investimentos e contra partida das Prefeituras. Quanto aos recursos do Fhidro, um edital deverá ser publicado nos próximos dias. Este
edital ditará as diretrizes estabelecidas pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas(Igam) para acesso aos recursos do fundo.
Outra parte dos recursos deverá ter seus investimentos ditados de acordo com os Planos Diretores da cada bacia e com as decisões dos respectivos Comitês. A primeira linha de financiamento é denominada de demanda induzida, a segunda de demanda espontânea.

24 de junho de 2010

Prefeitura de São Gonçalo antecipa inauguração da MG-129 para o dia 1º

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo antecipou para o dia 1º de julho, próxima quinta-feira, às 16 horas, a inauguração da MG-129, estrada que liga São Gonçalo ao município de Itabira.

A data foi alterada para que a obra não seja inaugurada dentro do período de campanha do calendário eleitoral, já que o asfaltamento é uma parceria entre o município, o Governo do Estado e a Vale. A solenidade seria realizada no sábado (3).

A partir das 15 horas haverá concentração na comunidade de Bom Sucesso. Às 16 horas, uma carreata seguirá em direção a São Gonçalo e, às 17 horas, será realizada a solenidade de inauguração em frente ao Parque de Exposições da cidade. Em seguida a população participará de uma confraternização com show no local.

Candidatos a UAB devem participar do Enem

Candidatos a Universidade Aberta do Brasil (UAB), em João Monlevade, devem participar do processo seletivo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Quem faz o alerta é a coordenadora do pólo local da UAB, Érica Valadares Cotta. “Os provavéis interessados em participar do processo seletivo dos cursos de graduação a distância da UAB/Ufop, para ingresso no ano de 2011, previsto para acontecer nos dias 6 e 7 de novembro de 2010, devem participar do Enem 2010”, destaca Érica. Serão oferecidas licenciaturas em Matemática e Práticas Pedagógicas. A UAB é subordinada à Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) e conta com apoio e incentivo da Administração Municipal.

As inscrições para o Exame Nacional deverão ser feitas até o dia 9 de julho, segundo calendário do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Mais informações na página www.enem.inep.gov.br/.

Érica explica que a forma como a Ufop utilizará o resultado do Enem em seus processos seletivos de 2011 encontra-se em discussão, devendo ser definida pela instituição até o final de julho de 2010.

Prefeitura investe quase R$40 mil em equipamentos para Uemg

O campus de João Monlevade da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) será beneficiada com investimentos de quase R$40 mil, em equipamentos e mobiliários, por parte da Administração Municipal.

Três processos licitatórios, que somam R$39,3 mil, garantem o fornecimento de escaninho (1 unidade), quadro PVC (11), cadeira fixa em tecido (9), leitor de código de barra laser (1), estabilizador (16) e impressora laser monocromática (4).

Listam também grampeador de mesa (1), pen drive (2), webcam (1), teclado multimídia (3), mouse óptico (3) e aparelho telefônico analógico com teclado (1). A entrega da mobília e equipamentos deve ocorrer nas próximas semanas.

Comunidade visita ETE de Ipatinga e aprova modelo para Monlevade

A Prefeitura de João Monlevade, através do Departamento de Águas e Esgotos (DAE) convidou, representantes da comunidade dos bairros próximos à futura Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Cruzeiro Celeste para conhecer o mesmo projeto da cidade de Ipatinga. A visita foi nessa terça-feira, 22, e contou com a presença dos gerentes distritais da Copasa no Médio Piracicaba, Gildo Batista Inês, e da unidade do v Vale do Aço, Franklin Otávio Coelho Mendonça. O objetivo foi conhecer uma estação de tratamento em operação e constatar, se durante o processo, odores produzidos poderiam provocar transtornos e mal estar aos moradores daquela região.

Para o líder comunitário do bairro Palmares, Eduardo Roberto Santos, 54, “Xerife", o projeto terá grande alcance ambiental na cidade. “Tinha receio sobre o mau cheiro, porém vi que não é bem assim. Minha preocupação era com a população. Agora, estou mais tranqüilo, pois precisava de mais esclarecimentos sobre o projeto. Estou voltando para Monlevade com outra impressão”, declarou o morador que recentemente utilizou a Tribuna Popular da Câmara de Vereadores e acionou a imprensa para criticar o projeto.

Outro representante que esteve no local é o morador do bairro Palmares, José Filgueiras, 58. “Não sentimos mau cheiro nenhum na ETE de Ipatinga”, comentou.

A visita contou com a presença do diretor adjunto do DAE, Antônio Batista Contrapino Miranda; do assistente da diretoria do Departamento, José Gomes de Araújo Filho e do responsável pela Fiscalização da ETE Monlevade, José Carlos Raimundo. Além deles, estiveram presentes o assessor de Gabinete da Prefeitura, Artur Faraco e a Ouvidora Municipal, Jacqueline Silvério. As comunidades dos bairros Vera Cruz, ABM e Promorar estiveram representadas por Eduardo Roberto (Xerife), José Filgueiras, Maria de Lourdes, Maria Viana, Raimundo Evangelista, José Eustáquio, Janua Coeli, Djanira Guedes e Maria Delma.

Segundo o gerente do Distrito do Vale do Aço, Franklin Mendonça, responsável pela operação das ETE instaladas em várias cidades entre Ipatinga e o Estado do Espírito Santo, as técnicas empregadas impedem a expansão dos gases que causam o mau cheiro. “As Estações de Tratamento de Esgoto, são de interesse coletivo da população na melhoria de vida” comenta Mendonça.

23 de junho de 2010

ArcelorMittal e Prefeitura de João Monlevade: Uma parceria altamente positiva

Quando existem boa vontade e disposição de fazer o melhor, o resultado é sempre positivo para a cidade. É o que se pode perceber na parceria entre a ArcelorMittal e a Prefeitura em diversos projetos culturais. A empresa através da Fundação ArcelorMittal tem levado até às cidades onde possui unidades, atrações culturais de altíssimo nível e a Prefeitura de João Monlevade tem tido um papel fundamental ao disponibilizar os espaços públicos adequados, além do suporte inter-setorial.
Segundo o assessor de Comunicação da Prefeitura, Marcos Martino, as coisas começaram a serem encaminhadas através de um contato inicial com o assessor de Comunicação da ArcelorMittal, João Carlos de Oliveira Guimarães. “Eu já conhecia o João Carlos de trabalhos anteriores e havia colocado a nossa comunicação à disposição para futuras parcerias. Finalmente essa possibilidade apareceu. Ele nos convidou para uma conversa e apresentou esses projetos culturais fantásticos. São projetos nas áreas da música, no teatro e na formação de Gestores Culturais”, comentou Martino lembrando que o curso de Gestão está sendo ministrado no auditório Leonardo Diniz, sede da Prefeitura.
Orquestra
Na última quinta-feira, 17, Monlevade recebeu a Orquestra Bachianas, do maestro João Carlos Martins, que encantou a cidade. Além da apresentação da orquestra, vem sendo feito um maravilhoso trabalho junto à Escola Municipal Governador Israel Pinheiro (Emip), quando alunos da escola recebem aulas de flauta e violino, podendo no futuro, vir a integrar a própria orquestra.
No âmbito da prefeitura, acontece uma ação integrada entre as secretarias de Educação, Fundação Casa de Cultura e Assessoria de Comunicação. Segundo o Diretor da Fundação Casa de Cultura, Luciano Roza, os trabalhos vêm sendo conduzidos de uma forma muito tranqüila “É bom trabalhar com pessoas como o Nivaldo Paiva e João Carlos da ArcelorMittal. Eles têm sido muito transparentes e atenciosos. A parceria é muito boa para a cidade e, de nossa parte, tudo faremos para que perdure e se torne cada vez mais efetiva."
Segundo o prefeito Gustavo Prandini, é essencial fortalecer esta parceria e reconhecer o quanto ela é benéfica para a população. "Não temos dúvidas de que ArcelorMittal sempre foi a principal alavanca para o desenvolvimento da cidade e a Prefeitura estará sempre disposta a parcerias produtivas, não apenas no setor cultural mas em todos os outros", afirma o chefe do Executivo.

22 de junho de 2010

Centro Educacional realiza Festa Junina neste sábado

A escola Centro Educacional de João Monlevade (Cejm) realiza neste sábado, 26, a partir das 18h30, sua tradicional festa junina. Haverá comidas típicas e música com o cantor monlevadense Ricardo Monlevade. A entrada é franca.

Secretaria de Educação exibe o filme “Invictus” na próxima quarta-feira

A segunda edição do projeto Cine Clube Educação exibe na próxima quarta-feira, 30, às 18 horas, no anfiteatro Antônio Gonçalves, (Centro Educacional de João Monlevade) o filme “Invictus”. A iniciativa da Secretaria Municipal de Educação tem como objetivo promover a cultura e a formação dos professores por meio de exibição de filmes. A entrada é gratuita e a expectativa é de que sejam exibidos cinco filmes através do projeto a cada dois meses.

Sinopse:
Recentemente eleito presidente, Nelson Mandela (Morgan Freeman) tinha consciência de que a África do Sul continuava sendo um país racista e economicamente dividido, em decorrência do apartheid. A proximidade da Copa do Mundo de Rúgbi, pela primeira vez realizada no país, fez com que Mandela resolvesse usar o esporte para unir a população. Para tanto chama para uma reunião Francois Pienaar (Matt Damon), capitão da equipe sul-africana, e o incentiva para que a selação nacional seja campeã. A direção do filme é de Clint Eastwood.

Processo seletivo da Emip reúne 202 candidatos

Neste último domingo, 20, a Escola Municipal Governador Israel Pinheiro (Emip) recebeu 202 candidatos para as provas do processo seletivo do curso Técnico de Química. Segundo a direção, dos 264 inscritos, 62 não compareceram ao local onde eram realizados os testes de língua portuguesa, matemática, biologia e química.

O gabarito será divulgado nesta terça-feira, 22, através do endereço eletrônico http://cursotecnicodequimicaemip.blogspot.com. Já o resultado, será divulgado no dia 8 de julho. São 90 vagas distribuídas em duas turmas, com duração de dois anos Outras informações na secretaria da escola pelo telefone (31) 3851-6043.

Secretária do MEC fala sobre avaliações externas das escolas

Centenas de educadores se reuniram no Centro Educacional na noite da última sexta-feira, 18, para assistir a palestra “A relevância das avaliações externas do projeto pedagógico das escolas”. O tema foi proferido pela secretária da Educação Básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda Almeida e Silva, dentro do projeto “Escola Viva em Formação”, da Secretaria Municipal de Educação.

Estima-se que pelo menos 400 educadores da Prefeitura marcaram presença, juntamente com convidados das redes estadual e privada, além de alunos da Funcec, representantes da Superintendência Regional de Ensino de Nova Era e das secretarias de Educação de São Gonçalo do Rio Abaixo e Nova Era.

“Trouxe importante compreensão da política pública do MEC, além de ampliar o conhecimento sobre as suas avaliações externas”, explica a coordenadora pedagógica Carla Maria de Abreu ao se referir à Prova Brasil e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Para o secretário municipal de Educação, Fabrício Nereu Brandão, a formação continuada oferecida pela Prefeitura é a materialização de uma política pública que garante melhores condições de trabalho aos educadores da rede.

“Caminhada pela Vida” inicia a Semana de Combate as Drogas em São Gonçalo

Nesta segunda-feira (21) teve início a Semana de Combate as Drogas em São Gonçalo do Rio Abaixo com a “Caminhada Pela Vida”, realizada pelo Conselho de Políticas Públicas sobre Drogas (Comppud) e pela Polícia Militar. Centenas de crianças e adolescentes caminharam pelas ruas da cidade chamando a atenção da população para o tema.

Na próxima quinta-feira (24) será realizado um ciclo de palestras para adolescentes do Centro Educacional de São Gonçalo do Rio Abaixo e da Escola Estadual Desembargador Moreira dos Santos.

A Semana de Combate as Drogas será encerrada com o III Arraiá do Peixe Vivo no dia 26 às 19 horas, em frente ao Núcleo Psicossocial Peixe Vivo, no Bairro Niterói.

Praça Chico Mendes recebe brinquedos e novo paisagismo

A Prefeitura de João Monlevade entregou à comunidade do bairro República as obras de revitalização da praça Chico Mendes. O novo espaço foi revitalizado e ganhou bancos, mesas, plantio de grama e flores. Em um determinado ponto da praça, foi colocada uma casinha para pássaros, além de um balanço e escorregador para as brincadeiras das crianças. Aos praticantes do esporte, a Prefeitura recompôs o piso da quadra e instalou barras para exercícios.

De acordo com a paisagista, Maria Imaculada Drumond, nesta semana, a Prefeitura inicia os trabalhos de revitalização nas praças Dona Flor, no bairro Belmonte, Castanheira, no Areia Preta e das Pirâmides, na Vila Tanque.

Maria Imaculada explica, ainda, que o piso retirado da praça Domingos Silvério (Carneirinhos) será reaproveitado para recompor a pracinha do Senai. A expectativa é que dentro de 15 dias o local esteja pronto.

18 de junho de 2010

São Gonçalo inaugura MG-129 no dia 3 de julho

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo inaugura no dia 3 de julho a MG-129, estrada que liga São Gonçalo do Rio Abaixo ao município de Itabira. A obra foi realizada com recursos da Prefeitura em parceria com o Departamento de Estrada e Rodagem (DER) e a Vale.

A partir das 10 horas haverá concentração na comunidade de Bom Sucesso. Às 11 horas, uma carreata seguirá em direção a São Gonçalo e, às 12 horas, será realizada a solenidade de inauguração em frente ao Parque de Exposições da cidade. Em seguida a população participará de uma confraternização com show no local.

A MG-129 contempla uma região rural onde estão localizadas várias comunidades com grande fluxo de linhas de ônibus e de transporte escolar. Além de potencializar o escoamento da produção agrícola dessas comunidades, ela vai ligar e encurtar a distância entre os municípios da região.

O seu traçado foi mantido, com alargamento da pista e correção das curvas. Cada pista de rolamento tem 3,5 metros e mais 1,5 metros de acostamento, formando um total de 10 metros de largura. A rodovia também contará com uma nova ponte sobre o Rio Una, cuja construção está em estágio avançado.

RAMAL PIRAPORA-UNAÍ: DESCASO TOTAL DO GOVERNO MINEIRO E DA UNIÃO

Potencial para desenvolvimento da agricultura na região é desprezado pelo Governo de Minas e da União.

O desenvolvimento econômico que seria proporcionado ao agronegócio mineiro pela construção do ramal ferroviário Pirapora-Unaí, uma reinvidicação histórica que se arrasta desde o período estatal sob a Rede Ferroviária Federal (RFFSA), vem sendo reiteradamente desprezado pelos nossos governantes instalados em Brasília e principalmente em Belo Horizonte. Na área privada, a Ferrovia Centro Atlântica (FCA), controlada da Vale S/A, que possui a concessão até Pirapora (Norte), não tem interesse em tocar a obra de 285 quilômetros, já que não é proprietária do restante do sistema. A falta de viabilidade econômica do ramal foi rechaçada pelo Vice-Prefeito de Unaí (Noroeste), José Gomes Branquinho. Ele lembrou que o município é o maior produtor de grãos do Estado, com 730 mil toneladas/ano. Segundo ele, o maior impacto do corredor logístico seria a redução de custos, que permitirá a expansão da agricultura na região.

Vale promove o desenvolvimento da siderurgia no Brasil

Os projetos siderúrgicos nos quais a Vale está diretamente envolvida totalizam 21 bilhões de dólares, com geração de mais de 80 mil empregos na implantação. Na operação, todos os projetos juntos deverão gerar mais de 18 mil empregos diretos e 52 mil indiretos. Além disso, estes projetos irão somar 18,5 milhões de toneladas por ano à produção siderúrgica nacional, que em 2009 foi de 42,1 milhões de toneladas de aço bruto, segundo o Instituto Aço Brasil.

A estratégia de longo prazo da Vale na siderurgia é promover o consumo de minério no Brasil apoiando o desenvolvimento do setor siderúrgico no país. "Entendemos que o Brasil é o melhor lugar para se produzir aço. Por isso, temos estimulado parcerias com nossos clientes para aumentar a produção no país", explica o diretor-presidente da Vale, Roger Agnelli.

ThyssenKrupp CSA Siderúrgica do Atlântico - Localizada em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro, a usina tem capacidade de produção anual de 5 milhões de toneladas métricas de placas de aço. O projeto engloba, além de dois alto-fornos e aciaria, porto, coqueria e térmica. O projeto começou em setembro de 2004 com a assinatura de um Memorando de Entendimentos entre a Vale a ThyssenKrupp, tendo o lançamento da pedra fundamental ocorrido em setembro de 2006. Em julho de 2009, a Vale aumentou sua participação no empreendimento de 10% para 26,87% para assegurar a conclusão do projeto sem mais atrasos e sua operação a plena capacidade. A TKCSA representa um investimento de 5,2 bilhões de Euros com geração de 30 mil empregos na implantação. Na fase de operação são 3.500 empregos diretos e 14 mil indiretos. A Vale fornece todo o minério de ferro consumido pela TKCSA, representando mais de 8 milhões de toneladas ano.

Alpa (Aços Laminados do Pará) - Antiga aspiração do povo paraense, a usina está localizada no Distrito Industrial de Marabá, no Pará, e terá capacidade anual de produção de 2,5 milhões de toneladas de placas. A Alpa recebeu a Licença Prévia (LP) em 31 de março deste ano e já recebeu a Licença de Instalação (LI) para a terraplanagem, sendo que os serviços já começaram. O início das operações está previsto para 2013. A Alpa tem investimento previsto de 3,2 bilhões de dólares e geração de 16 mil empregos na fase de implantação. Na operação deverão ser mais 5.300 empregos diretos e outros 16 mil indiretos.

A siderúrgica, um investimento 100% da Vale, trará vantagens competitivas para o Estado, uma vez que agregará valor ao minério de ferro extraído das minas de Carajás, no município de Parauapebas (PA).

Em novembro/2009 Vale e Aço Cearense assinaram Memorando de Entendimentos para implantação das linhas de laminação da ALPA: bobinas a quente (710 mil toneladas ano), bobinas a frio (450 mil toneladas ano) e galvanizados (150 mil toneladas ano).

Além da usina siderúrgica para produzir placas e aços laminados, o empreendimento compreende um sistema totalmente integrado: a construção de um acesso ferroviário, para receber o minério de ferro de Carajás; e a construção de um terminal fluvial no rio Tocantins, para receber o carvão mineral e fazer o escoamento da produção siderúrgica até o Terminal Portuário de Vila do Conde, em Barcarena (PA). Além de atender à produção da siderúrgica, a futura hidrovia deverá servir a outras atividades socioeconômicas da região.

A entrada em operação está prevista para novembro de 2013.

CSP (Companhia Siderúrgica do Pecém) - Após a descontinuação do projeto da Ceará Steel, a Vale iniciou estudos para um novo projeto e, em novembro de 2007, assinou memorando de entendimento com a coreana Dongkuk para a construção de uma usina integrada para a produção de placas de aço no Complexo Industrial e Portuário de Pecém, no Ceará, com o nome de Companhia Siderúrgica de Pecém. Esta usina, em parceria com a Dongkuk, terá capacidade de produção anual de 3 milhões de toneladas ano de placas de aço para exportação (6 milhões na 2ª fase). Em junho deste ano, a Vale, Dongkuk e CSP assinaram memorando de entendimento com o governo do Ceará para a instalação da usina e as obras de terraplenagem foram iniciadas no dia 16 de dezembro de 2009.

A CSP tem investimento previsto de 4 bilhões de dólares (1ª fase) e geração de 15 mil empregos durante a obra. Na fase operacional serão mais 4 mil empregos diretos e outros 10 mil indiretos. Além de placas de aço, a CSP também produzirá energia elétrica para consumo próprio, sendo que o excedente será disponibilizado ao mercado nacional.

A usina é parceria da Vale (49%) com a coreana Dongkuk (51%) e deverá entrar em operação em 2014.

CSU (Companhia Siderúrgica Ubu) - Após encerramento do projeto BV Steel no Maranhão, Baosteel e Vale assinaram, em 2007, Memorando de Entendimentos visando a implantação de uma usina para produção de placas em Anchieta, ES, e formaram a Companhia Siderúrgica Vitória - CSV. Em janeiro de 2009, problemas ambientais levaram a Baosteel desistir do projeto, levando a Vale a assumir 100% da participação da CSV e alterar sua razão social para Companhia Siderúrgica Ubú - CSU.

Em 17 de dezembro de 2009, a Vale entregou o Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impactos ao Meio Ambiente (EIA-RIMA) do projeto ao Governo do Estado do Espírito Santo. A usina terá capacidade anual de 5 milhões de toneladas de placas de aço e será instalada em Anchieta, região Sul do Espírito Santo. O início das operações está previsto para 2014. A CSU tem investimento previsto de 6,2 bilhões de dólares e geração de 20 mil empregos na implantação. Com a entrada em operação da CSU, estima-se que deverão ser criados cerca de 18 mil empregos, sendo 6 mil diretos na operação da usina (3 mil próprios e 3 mil terceiros) e 12 mil indiretos. Será priorizada a contratação de mão de obra local, tanto para operação, quanto para a fase de construção, com ações previstas para a capacitação dos trabalhadores da região, em parcerias com os Governos estadual e municipal, empresas e instituições profissionalizantes.


Histórico das ações da Vale no setor siderúrgico


A Vale tem um longo histórico de investimentos no setor siderúrgico no Brasil. Há quase 20 anos a empresa participa de empreendimentos do gênero com seus parceiros, a fim de aumentar a capacidade produtiva no País.

California Steel Industries (CSI) - A Vale é detentora de 50% do capital societário da California Steel Industries (CSI), um produtor de aço laminado plano e tubos, localizado nos Estados Unidos. Os outros 50% pertencem à JFE Steel. A CSI produz aproximadamente 1,8 milhões de toneladas métricas de aço plano e tubos por ano. A CSI está adicionando um segundo forno de reaquecimento com tecnologia ambiental de ponta que deverá aumentar a capacidade em cerca de 50%. O custo total estimado do projeto é US$ 71 milhões.

CST - A Vale participou da privatização da CST em julho de 1992. Em março de 2003, a Vale adquiriu uma participação adicional na CST com o objetivo de viabilizar a construção de um terceiro alto-forno como parte dos planos de expansão da siderúrgica. Em junho de 2004, a Vale vendeu suas ações na CST quando já estava assegurada a implantação do terceiro alto-forno, o que veio a ser o primeiro investimento em um novo alto-forno em décadas no Brasil. O alto-forno, com capacidade de 2,5 milhões de toneladas /ano, entrou em operação em julho de 2007, representando um investimento de 1,8 bilhões de dólares, 15.000 empregos durante a construção e 1 mil na operação.

Usiminas - A Vale participou da privatização da Usiminas em outubro de 1991. Em novembro de 2006, a Vale ingressou no grupo de controle da Usiminas com o objetivo de viabilizar a construção de uma nova usina de placas, em Santana do Paraíso, MG, como parte dos planos de expansão da siderúrgica. Em 2008 a Usiminas adquiriu a mina de J. Mendes. Em abril de 2009 a Vale anunciou o desinvestimento da participação societária na Usiminas por diferenças na visão estratégica da empresa.

Ceará Steel - Projeto original para construção de siderúrgica a gás natural para produção de 1,5 milhão de toneladas ano de placas, tendo como sócios, a siderúrgica coreana Dongkuk e a empresa italiana Danieli. A Vale participava apenas como fornecedora de minério.

Em 2007, o projeto foi encerrado devido à não disponibilidade de gás natural pela Petrobrás (incerteza quanto à oferta e preço). A Vale retomou o projeto mudando a rota tecnológica para usina integrada (coqueria, sinterização e alto forno), dando origem à Companhia Siderúrgica de Pecém - CSP.

BV Steel - Em abril de 2002 a Vale e a chinesa Baosteel assinaram Memorando de Entendimentos para construção de usina de placas em São Luis, MA,com capacidade de 3,7 Mta. Em janeiro de 2004, a Arcelor ingressou no estudo de viabilidade. Em janeiro de 2006 o projeto foi cancelado devido a limitações ambientais e dificuldades na disponibilização dos terrenos selecionados para implantação da usina na ilha de São Luis, MA.

CSV - Em julho de 2007 a siderúrgica chinesa Baosteel e Vale assinaram Memorando de Entendimentos visando a implantação de uma usina para produção de placas em Anchieta, ES. Em outubro de 2007 estabeleceram a Companhia Siderúrgica Vitória (CSV). Em janeiro de 2009, problemas ambientais levaram a Baosteel desistir do projeto. Em fevereiro de 2009, a Vale adquiriu a participação da Baosteel na CSV e a razão social da empresa foi alterada para Companhia Siderúrgica de Ubú, empresa 100% Vale.

ThyssenKrupp e Vale inauguram uma nova era da siderurgia no Brasil

Empreendimento no Rio de Janeiro recebeu 8,2 bilhões de dólares e gerou mais de 30 mil empregos. A planta é uma das mais modernas do mundo e irá incrementar em 40% as exportações brasileiras de aço

Após décadas sem a instalação de novos empreendimentos siderúrgicos, a indústria brasileira do aço torna-se referência mundial com o início das operações da ThyssenKrupp CSA Siderúrgica do Atlântico, maior investimento privado já realizado no Brasil nos últimos 15 anos. Construído a partir dos mais modernos conceitos técnicos nas áreas de segurança, saúde e meio ambiente, o complexo siderúrgico localizado na Zona Oeste do município do Rio de Janeiro recebeu investimentos de 5,2 bilhões de euros (cerca de 8,2 bilhões de dólares) e já se transformou em um novo polo de desenvolvimento regional.

O empreendimento é fruto da parceria da ThyssenKrupp Steel, maior produtor de aço da Alemanha e principal acionista (73,13%) e da Vale, maior produtora de minério de ferro do mundo, que participa da TKCSA com 26,87%. A construção do complexo siderúrgico envolveu um total de 30 mil trabalhadores, uma das maiores movimentações de mão de obra já vista na história do país. A exportação de toda a produção de 5 milhões de toneladas anuais de placas de aço pela ThyssenKrupp CSA representará um aumento de 40% nas exportações brasileiras do metal e uma contribuição anual de US$ 1 bilhão no balanço de pagamentos do Brasil.

"Essas modernas instalações são motivo de orgulho para nós porque concretizam nossos mais caros princípios, como a busca pela inovação tecnológica a serviço da produção eficiente com respeito à comunidade e ao meio ambiente", afirma Dr. Ekkehard Schulz, CEO da ThyssenKrupp. "O nosso papel é fomentar o crescimento da produção siderúrgica no Brasil, gerando riqueza e desenvolvimento sustentável. A TKCSA é a concretização disso", completa o diretor-presidente da Vale, Roger Agnelli.

Além de importante parceira do empreendimento, a Vale é responsável pelo fornecimento do minério de ferro que será utilizado pelo complexo siderúrgico, por meio de um contrato de 15 anos com a ThyssenKrupp. Este é o contrato de maior duração já firmado pela mineradora.

Benefícios sociais

A instalação da ThyssenKrupp CSA levou inúmeros benefícios para as economias do Estado do Rio de Janeiro e do País. As compras de produtos e serviços no Brasil durante a fase de implantação atingiram, até maio deste ano, R$ 10 bilhões, sendo mais de R$ 5 bilhões somente no Estado do Rio de Janeiro. Além disso, durante a construção, também R$ 1,6 bilhão foram pagos em salários e encargos trabalhistas.

Os reflexos da renda gerada com essa injeção de recursos são visíveis na região próxima ao empreendimento, principalmente no bairro Santa Cruz e no município vizinho, Itaguaí, onde houve expressiva expansão de estabelecimentos comerciais e de micro e pequenas empresas. Isso foi possível, em parte, por causa da política de contratação dos mais de 30 mil operários que trabalharam na obra, priorizando moradores da região do entorno do empreendimento. O mesmo critério está sendo adotado no preenchimento de 3.500 vagas para a fase operacional.

"A economia local continuará sendo prioridade nas aquisições de produtos e serviços durante a fase operacional, estimadas em R$ 250 milhões anuais", afirma Dr. Schulz.

Para o diretor-presidente da Vale, ações que estimulem a economia local são fundamentais. Roger Agnelli também destaca a necessidade de estar sempre alerta aos demais anseios das comunidades. "O apoio da comunidade é fundamental para operar um empreendimento como este. Não adianta começar um projeto que não esteja absolutamente em sintonia com a comunidade".

Prova do compromisso social da ThyssenKrupp CSA é que, em paralelo à fase de construção, a siderúrgica desenvolve um amplo programa de capacitação profissional que prioriza a inclusão de moradores do bairro de Santa Cruz e municípios vizinhos. Um exemplo disso é a parceria firmada com o Senai do Rio de Janeiro, que realiza a capacitação de aproximadamente 1.800 alunos. O programa, que recebeu da ThyssenKrupp CSA investimento de R$ 10 milhões e ainda está em andamento, não apenas forma técnicos que trabalharão na siderúrgica, mas também em outros setores, com perspectiva de crescimento na região nos próximos anos.

A construção do Centro de Formação Profissional de Itaguaí, também financiada pela ThyssenKrupp CSA, oferecerá cursos de formação profissional voltados principalmente para processos industriais e, de forma complementar, as áreas de administração, comércio e serviços. A escola técnica terá capacidade para atender 2.864 alunos anualmente e será equipada com laboratórios, oficinas, salas de aula e auditório.

Preocupação ambiental

Um dos grandes diferenciais do mais moderno complexo siderúrgico integrado da América Latina é a preocupação com conceitos de sustentabilidade ainda durante a fase de elaboração do projeto. Para isso, a ThyssenKrupp Steel trouxe da Alemanha algumas das mais avançadas tecnologias do setor siderúrgico, que garantem níveis mínimos de impacto ao meio ambiente, com o máximo de eficiência e segurança operacional.

Outro destaque sob o ponto de vista ambiental é a usina termelétrica do complexo siderúrgico, com capacidade instalada de 490 MW e acionada a partir dos gases produzidos durante o processo siderúrgico. Além de garantir a autossuficiência energética das operações, a unidade representará a redução de gases de efeito estufa na atmosfera. A geração de energia também irá proporcionar outro benefício ao País, que será atendido com a venda de 200 MW de energia excedente da termelétrica para o Sistema Interligado Nacional, a partir de 2011.

Aliás, antes mesmo de operar a plena capacidade, a siderúrgica do Rio de Janeiro já desenvolve projetos de redução de emissões que totalizam 1,7 milhão de toneladas anuais de CO2. Desse total, 1,1 milhão de toneladas anuais correspondem à redução proporcionada pelo fornecimento de escória produzida pela ThyssenKrupp CSA à fabrica de cimento portland da Votorantim que funcionará dentro do complexo siderúrgico. A escória substituirá o clínquer, uma das matérias-primas do cimento, cuja fabricação resulta em grandes emissões de CO2.

Outras 660 mil toneladas anuais de CO2 deixarão de ser emitidas com três projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, de utilização dos gases gerados na fabricação do aço para geração de energia na usina termelétrica. Os projetos já foram protocolados nas Nações Unidas para futura negociação de créditos de carbono e estão em fase de validação pela Det Norske Veritas.

Novas cores na siderurgia

Até mesmo o aspecto visual da TKCSA foi planejado para que meio ambiente e processos industriais entrassem em harmonia. Todas as unidades que compõem o empreendimento atendem ao projeto criado pelo designer alemão Friedrich Ernst von Garnier e que vem sendo adotado nas siderúrgicas da ThyssenKrupp na Alemanha. Dessa forma, o ambiente cinzento e impessoal das siderúrgicas convencionais é substituído por uma combinação de cores que proporciona a integração das instalações com os trabalhadores e com a paisagem natural da região onde está a TKCSA.

A Unidade de Sinterização, que está sendo inaugurada nesta sexta-feira (18/06), é um exemplo do compromisso da empresa com a preservação do meio ambiente, e representa o cumprimento de uma etapa fundamental para o início das operações da ThyssenKrupp CSA. Sua função é suprir os altos-fornos com sínter, um insumo obtido por meio do aquecimento de uma mistura de minério de ferro e aditivos.

Ao todo, foram gerados 1.200 empregos durante a construção desta unidade, que tem capacidade para produzir 5 milhões de toneladas anuais de sínter. Os equipamentos operam com um alto padrão de controle de emissões atmosféricas, capaz de atender e até superar em alguns itens as determinações da legislação ambiental brasileira. Parte dos subprodutos gerados durante outras etapas da fabricação do aço será reaproveitada e transformada em insumos na produção de sínter.

Curiosidades sobre a construção da ThyssenKrupp CSA

O terreno de 9 km2 onde está o complexo siderúrgico equivale a duas vezes a área ocupada pelos bairros cariocas de Ipanema e Leblon.

Os 950 mil m3 de concreto utilizados na obra são suficientes para construir 12 estádios do tamanho do Maracanã.

As 110 mil toneladas de estruturas metálicas utilizadas equivalem a 11 vezes a quantidade do material utilizado na Torre Eiffel.

Foram necessários mais de 1.200 km de estacas nas fundações do complexo siderúrgico, o que equivale à distância entre o Rio de Janeiro e Florianópolis.



Assessoria de Imprensa ThyssenKrupp

Hendrik Groth (11) 8696-3453
Email: hendrik.groth@thyssenkrupp.com

Assessoria de Imprensa Vale

Marcos Almeida - (21) 9110-6634, (21) 3814-6267
Email: marcos.henrique.almeida@vale.com
Renata Bellozi - (21) 3814-4729, (21) 9100-3471
Email: renata.bellozi@vale.com

Assessoria de Imprensa TKCSA

Mônica Freitas (21) 9490-2633, (21) 2141-5314
Email: monica.freitas@thyssenkrupp.com
Gilberto Lima Filho - (21) 9639-0970, (21) 3208-3646 ramal 220
E-mail: gilbertolima@rpconsult.com.br

Conselho recebe recurso para fortalecimento no combate as drogas

Conselho Municipal de Políticas Públicas Sobre Drogas (Comppud) receberá R$15 mil do Governo do Estado

O Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (Comppud) de São Gonçalo do Rio Abaixo foi contemplado por convênio entre o Estado e municípios que prevê o repasse de R$15 mil para ampliação da Rede Integrada de Conselhos Municipais de Políticas Antidrogas (Ricomad).

O município, único da região a receber o recurso, está entre as 22 cidades contempladas pelo convênio assinado na terça-feira (15), no auditório da Previminas, em Belo Horizonte. Ao todo foram liberados R$ 2.071.000,00 para instituições e entidades antidrogas de Minas Gerais.

O subsecretário de Políticas Antidrogas, Cloves Benevides, destacou que esses recursos são de extrema importância para fortalecer o combate às drogas no interior do Estado. “Os recursos liberados serão utilizados no estabelecimento de estratégias de municipalização das ações de prevenção, tratamento e reinserção social de usuários e dependentes de álcool e outras drogas, além de contratação de mão de obra para capacitação de conselheiros, agentes municipais, aquisição de material gráfico e material de consumo”.

A presidente do Comppud de São Gonçalo Gizele de Figueiredo Andrade e Silva informou que o recurso será investido na capacitação dos conselheiros para que o município conte com maior suporte no combate as drogas. “Serão duas etapas na capacitação, uma aberta a outras lideranças comunitárias, outros conselhos e profissionais das áreas de saúde, educação e assistência social. A outra será voltada especificamente aos conselheiros do Comppud”, destacou a presidente.

Além de São Gonçalo do Rio Abaixo, os municípios de Guaranésia, Nova Serrana, Divinolândia de Minas, Peçanha, Janaúba, Monte Belo, Centralina, Itaobim, Rio Vermelho, Capitólio, Sabinópolis, Cabo Verde, Congonhas, Brumadinho, São João Batista da Glória, Piunhi, Bom Sucesso, Conceição do Mato Dentro, Campo Belo, Muzambinho e Santo Hipólito também receberão os recursos.

Prolongamento da Avenida Central é asfaltado

O prolongamento da Avenida Central, que faz parte das obras do Complexo Viário Oeste em São Gonçalo do Rio Abaixo está recebendo pavimentação asfáltica. O trecho está localizado entre a Escola Integral e a Rua Orcalino Gonçalves, em frente ao pátio do executivo municipal, no Bairro Fonte do Mato.

Após o asfaltamento, o prolongamento receberá canteiro central, meio-fios e sinalização horizontal e vertical. Essa etapa será concluída dentro de 30 dias.

A finalidade da obra é oferecer melhores condições de tráfego e acesso à região, além de sanear o vale da Fonte do Mato com esgotamento sanitário. A Avenida Central liga o centro da cidade a Escola Integral e a Avenida Contorno Oeste que dá acesso ao Centro Educacional de São Gonçalo, a MG-129 e a BR-381.

Caminhos de Minas


Ligando Barão de Cocais e Caeté

O prefeito de Barão de Cocais, Geraldo Abade das Dores, participou no dia 14/06 de solenidade com o governador Antonio Anastasia, no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, para assinatura de autorização de liberação de recursos necessários à licitação, execução e conclusão de projetos de engenharia do programa Caminhos de Minas.

Segundo o governador do estado, trata-.se do maior conjunto de obras de infraestrutura viária já realizado em Minas Gerais, o qual levará o asfalto a 223 trechos de estradas que fazem ligação entre as cidades mineiras. O programa beneficiará diretamente 297 municípios, com a pavimentação de 7,6 mil quilômetros de extensão, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida de milhares de mineiros que utilizam as estradas de terra.

Barão de Cocais será diretamente beneficiada com a pavimentação da estrada que liga o município a Caeté, numa extensão de 34 quilômetros. Há 5 anos os prefeitos Ademir da Costa Carvalho (Caeté) e Geraldo Abade das Dores (Barão de Cocais ) tem se empenhado na busca de parcerias e recursos para pavimentação do trecho, o que será viabilizado com o Programa Caminhos de Minas, que visa encurtar distâncias e levar oportunidades iguais a todas as regiões mineiras.

Abade se diz entusiasmado com a noticia: “ O Governador, Professor Anastasia, é um homem ímpar no quesito Planejamento. O programa Caminhos de minas é a continuidade do Proacesso, que modificou, completamente, a malha rodoviária mineira. Desta vez eu acredito que o trecho Barão de Cocais – caeté será, finalmente asfaltado. É claro que a proposta do governador será realizada por etapas, mas só temos motivos para confiar!”

Farmacêuticas da Prefeitura recebem Prêmio Aluísio Pimenta

Foto: Sérgio Henrique
As farmacêuticas Andressa e Claudinéia juntamente com a paciente e a equipe da Uni-Rim



As farmacêuticas Andressa Silva Braga e Claudinéia Mara Alvarenga Faustino, da Prefeitura de João Monlevade, serão contempladas amanhã, 18, às 16h30, com o Prêmio Aluísio Pimenta, de Assistência Farmacêutica de Minas Gerais. A solenidade será no encerramento do “II Seminário Rede Farmácia de Minas”, no Ouro Minas Palace Hotel, em Belo Horizonte.

Andressa e Claudinéia implantaram, em setembro de 2009, o projeto de humanização de dispensação de medicamentos para pacientes da hemodiálise, atendidos pela clínica Uni-Rim, anexa ao Hospital Margarida. A iniciativa garante que as receitas sejam encaminhadas pelo setor administrativo da hemodiálise para a Secretaria Municipal de Saúde até o dia 5 de cada mês.

Após conferência, é feita a separação dos medicamentos padronizados na rede municipal de saúde, com rótulos e identificação com a posologia. Em uma sacola personalizada com nome e recibo dos pacientes, os remédios seguem para a clínica, onde são entregues no momento da hemodiálise até o dia 14 de cada mês.

Andressa explica que, anteriormente, os medicamentos eram fornecidos na unidade de saúde mais próxima da casa dos pacientes. “São pacientes com a saúde fragilizada. O nosso objetivo foi realmente facilitar o acesso aos medicamentos,” destaca Andressa.

Cidadãos santabarbarenses fazem serviço de responsabilidade da prefeitura

Foto: Divulgação

Depois de muitas reclamações, populares da Av.Raimundo Linhares da cidade de Santa Bárbara procuraram os vereadores Anderson Penna e Geraldinho do Bar para solucionar os problemas da avenida que causavam grandes transtornos aos motoristas e pedestres que passam diariamente por alí. Os vereadores uniram-se a comunidade e realizaram um mutirão para tapar os buracos usando muito concreto e boa vontade, em um grande espírito de cidadania. Mais uma vez o povo prova que a união faz a força! Uma vergonha para o Toninho Timbira! Para onde vai os milhões que entra no cofre da prefeitura?

16 de junho de 2010

Transmissão de Brasil x Costa do Marfim em Carneirinhos

O jogo Brasil x Costa do Marfim, na África do Sul, no próximo domingo, 20, às 15h30, será retransmitido em um painel eletrônico, na avenida Wilson Alvarenga, em Carneirinhos, próximo ao Banco Mercantil do Brasil. A iniciativa é uma parceria entre a Agência Cartaz, Prefeitura de João Monlevade, Rádio Alternativa e Polícia Militar.

O objetivo é oferecer à população a oportunidade de torcer pela Seleção Brasileira no centro da cidade, assim como acontece em diversas regiões do país. Para isso, o Setor de Trânsito e Transportes (Settran) da Prefeitura fará desvios para garantir segurança e comodidade aos torcedores. Nas proximidades da Praça do Povo, na avenida Wilson Alvarenga, sentido Câmara Municipal, às 14h30, o fluxo será direcionado pela rua Fernão Dias, até a altura do ex-campo do Flamengo, no bairro Rosário, acessando a Hildebrando Santana, de volta a Wilson Alvarenga. Quem estiver dirigindo sentido Usina deve acessar diretamente a avenida Getúlio Vargas.

Na última terça-feira, 15, a partida Brasil x Coréia do Norte também foi retransmitida pelo painel eletrônico de forma experimental pela Agência Cartaz. Contudo, a Prefeitura e a Polícia Militar não tinham conhecimento sobre a iniciativa. “Diante da disposição do monlevadense de ir à rua para assistir ao jogo como uma boa opção de lazer e entendendo a necessidade de segurança, apesar de não termos sido comunicados anteriormente, a Prefeitura entra como parceira neste projeto”, explica o assessor de Governo, Emerson Duarte. A previsão é de que todos os jogos do Brasil sejam retransmitidos no centro da cidade.

São Gonçalo vacina crianças contra a poliomielite

No último sábado, 12, Dia Nacional de Multivacinação, São Gonçalo do Rio Abaixo vacinou crianças de 0 a 5 anos contra a poliomielite (paralisia infantil). Uma grande estrutura foi montada na Quadra Januário Gárcia, no centro da cidade, com brinquedos, pipoca e algodão doce. Nas localidades rurais, a vacinação foi realizada nas unidades de saúde.

Foram vacinadas 604 crianças somente no sábado, o que representa 82,29%. A meta imposta pelo Ministério da Saúde é de 95%. A vacina continuará sendo aplicada na cidade e os pais que ainda não levaram seus filhos devem procurar uma unidade de saúde mais próxima, portando o cartão de vacinação, das 8 às 17 horas.

A poliomielite é uma doença infecto-contagiosa viral, conhecida como paralisia infantil. É caracterizada por deformação nos membros com atrofiamento dos músculos. Os sintomas que apresenta assim como sua gravidade variam desde uma infecção assintomática até uma doença febril inespecífica, meningite asséptica, paralisia infantil ou morte. A vacinação é a forma mais eficiente de prevenir a doença uma vez que não existe tratamento específico.

Emoção marca a apresentação da Orquestra de Câmara, em Barão de Cocais

Muita vibração, emoção, aplausos e elogios... Essas foram algumas das reações esboçadas pelo público presente à apresentação da Orquestra de Câmara MUSICOOP, Composta por 20 membros, sendo 18 músicos e 02 técnicos administrativos, ocorrida no santuário São João Batista, dia 12/06, em Barão de Cocais com repertório composto por obras de Bach, Vivaldi, Piazzolla e Tom Jobim.

O projeto de interiorização da música é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Cultura e Fundação Clóvis Salgado, e para a sua apresentação em Barão de Cocais teve o apoio da prefeitura.

O locutor, Maxsuel Dias, diz-se inspirado a ouvir musicas clássicas. Conferiu ao evento status de programa especial do dia dos Namorados. Salientou: “Ouvir boa música, acompanhado de quem a gente gosta é muito especial! Uma oportunidade impar de conhecer e vivenciar outro estilo musical... Este projeto de interiorização da música é fantástico, afinal, nem sempre temos condições de ir aos grandes teatros da capital e presenciarmos espetáculos especiais... ficamos emocionados!” concluiu.

A centenária Banda de Música Santa Cecília de Barão de Cocais teve uma participação especial no evento, apresentando duas músicas sob a regência do maestro Alexandre.

Prefeitura de Monlevade abre três processos de licitação de R$1,3 milhão em obras


A Prefeitura de Monlevade abriu processo licitatório para a realização de três grandes obras que são a Cozinha Comunitária, no valor de R$223 mil, calçamento no bairro Cidade Nova, R$347 mil, e à revitalização do Areão em Parque Municipal, no valor de R$744 mil.
A licitação da construção da Cozinha Comunitária será no próximo dia 28, às 8 horas. No mesmo dia ocorre a abertura do processo do calcamento no bairro Cidade Nova, às 14 horas. A licitação do Areão será no dia seguinte, 29, às 8 horas.
A Cozinha Comunitária vai beneficiar as regiões dos bairros Vanessa Columbiara, Monte Sagrado e Estrela Dalva. Já a pavimentação do bairro Cidade Nova, as ruas beneficiadas são Gaivota, Beija Flor e Zezinho de Abreu.
No Areão será construída uma pista de caminhada com extensão de dois mil metros, percorrendo toda a área do parque. Também serão instalados no trajeto da pista, 32 postes de madeira tratada com lâmpadas a vapor de sódio.
Com a realização desta obra, a população, enfim, terá um lugar para passear e as escolas uma referência para os estudos de educação ambiental.

Vale contesta efeitos do aumento do preço do minério na inflação

Em recente entrevista, o diretor-presidente da Vale, Roger Agnelli, rebateu afirmações de que o aumento do preço do minério de ferro seria responsável pela elevação do Índice de Preços ao Mercado (IGP-M), que teve a prévia de junho anunciada na semana passada pela Fundação Getúlio Vargas. A metodologia de cálculo do IGP-M considera que todo o minério de ferro produzido no Brasil é vendido no país, quando, na verdade, 90% do produto é exportado. "Somente 10% do minério produzido fica no Brasil, mas na metodologia do IGP-M 100% é vendido aqui", argumenta Agnelli. Recentemente os pesos relativos do índice foram alterados e o minério passou a ter uma participação maior. "Na minha opinião, esse índice está fortemente distorcido por uma metodologia que talvez não reflita o atual ambiente econômico brasileiro", complementa.

Em março deste ano, a mesma FGV, atráves do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), publicou um estudo do Diretor de Pesquisa da Escola de Pós-graduação em Economia, João Victor Issler, sobre o impacto do aumento de preço do minério no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2010 e 2011*. O estudo concluiu que o efeito sobre a inflação medida pelo IPCA é estatisticamente igual a zero, ou seja, tem impacto irrelevante. "A inflação, para mim, é calculada pelo que as pessoas pagam efetivamente e isto é medido pelo IPCA", acredita Agnelli.

Em outras palavras, o cálculo da inflação - aquela que afeta o dia a dia das pessoas - é feito pelos chamados índices de preços ao consumidor (IPCA, IPC, IPC-M). Como o IGP-M tem 60% de sua composição vinculada a um índice de preços ao produtor (IPA) - que mede a renda que os produtores recebem por seus produtos e não os efeitos sobre o consumidor - há claramente uma distorção no seu uso indiscriminado como referência de inflação. A título de ilustração, no acumulado dos últimos 12 meses, o IPA apresentou uma variação de 3,45% contra uma variação do IPC-M de 5,39%, na prática contribuindo para reduzir o IGP-M. Já no acumulado de 2010, a situação fica invertida, com IPA e IPC-M de, respectivamente, 5,31% e 3,99%.

Por outro lado, o INCC (Índice Nacional da Construção Civil) evoluiu 6,06% e 3,46% nos últimos 12 meses e no ano de 2010, respectivamente. E a construção civil usa basicamente aços longos que, fundamentalmente, são produzidos por meio de sucata de aço, não com minério de ferro.

Para o diretor-presidente da Vale, o aumento do volume de exportações e do preço do minério está contribuindo para evitar a inflação, uma vez que é responsável pela maior parte do saldo positivo da balança comercial brasileira. "Hoje, o minério de ferro é o maior item de exportação do Brasil. Se tudo correr bem, a Vale passará a ser a maior exportadora do país ainda este ano."

Finalmente, cumpre ressaltar que o aumento de renda do produtor, medido pela elevação do IPA, traduz-se, em grande medida, na elevação dos investimentos no país. E, quando se trata de produtos de exportação, implica a elevação do nível de bem-estar da sociedade, em função da melhoria dos seus termos de trocas comerciais. Por exemplo, quando o preço do minério de ferro e da soja aumenta, o país obtém receita adicional de exportação. Assim, a alta do preço desses produtos tem potencial para gerar mais investimento e, consequentemente, mais emprego, renda e desenvolvimento.

(*) O estudo completo da FGV pode ser consultado em: http://www.vale.com/saladeimprensa/_audiovideo/FGV_Minerio2010.pdf

14 de junho de 2010

Câmara terá expediente alterado durante jogos do Brasil

A Câmara Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo terá seus horários de expediente alterados durante os jogos da Seleção Brasileira na primeira fase da Copa do Mundo.
Amanhã, 15, terça-feira, o expediente será de 8h as 14h e no dia 25, sexta-feira, de 7h as 10h.

Campanha de vacinação contra a poliomielite continua nos postos de saúde

A campanha de vacinação contra a Poliomielite para crianças menores de cinco anos continua em todos os postos de saúde do município. A população nesta faixa etária soma 5.425 monlevadenses.

Segundo dados da Vigilância em Saúde (Visa), no último sábado, 12, foram vacinadas 3.708 crianças, o que representa 68,27% da meta. A expectativa é que 95% das crianças menores de cinco anos sejam imunizadas na cidade. É importante que os pais ou responsáveis apresentem os cartões de vacinação.

Dia dos Namorados
Também no último sábado,12, uma equipe de enfermeiros do Centro de Saúde Padre Hildebrando de Freitas, através do Programa Municipal de DST/HIV/AIDS e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde distribuiu preservativos no centro da cidade. O objetivo é chamar a atenção dos casais para a importância da utilização da camisinha no combate à Aids.


Postos de atendimento
1 - Policlínica
2 - Centro de Saúde Laranjeiras
3 - Centro de Saúde Industrial
4 - Centro de Saúde Novo Cruzeiro
5 - Centro de Saúde Padre Hildebrando
6 - Centro de Saúde Santo Hipólito
7 - Centro de Saúde Monlevade Centro
8 - Centro Social Urbano
9 - Escola Estadual Luiz Prisco de Braga

Vale oferece 30 vagas para Especialização em Porto

Estão abertas até 11/7 as inscrições para o Programa de Especialização Profissional da Vale, que está oferecendo 30 vagas para o curso de Pós-Graduação em Porto. O programa tem como objetivo especializar profissionais de engenharia para atuarem na cadeia produtiva de mineração. As inscrições podem ser feitas pelo site www.vale.com/oportunidades.

A pós-graduação na área portuária irá contribuir para o desenvolvimento de uma visão integrada das atividades realizadas em portos, permitindo ao profissional uma atuação nos diversos processos de operação e gestão de portos e terminais marítimos. O curso tem carga horária de 360 horas, realizado em aproximadamente 3 meses.

Para se candidatar, o profissional deve ter até três anos de formado nos seguintes cursos: Engenharia Civil, Mecânica, Mecatrônica, Elétrica, Eletroeletrônica, Eletrônica, Produção e Automação. É preciso ainda disponibilidade para morar em Vitória, no Espírito Santo, onde acontecerão as aulas teóricas e práticas, e possuir inglês intermediário. Os selecionados receberão bolsa de estudo mensal no valor de R$ 3 mil durante o período do curso.

Em 2009, a Vale contratou 100% dos participantes das turmas do Programa de Especialização Profissional. Nos últimos dois anos, a empresa formou 390 alunos em três modalidades de pós-graduação: Especialização em Mina, em Ferrovia e em Porto.

Conteúdo da Pós-Graduação

A pós-graduação compreende abordagens teóricas e práticas com aulas expositivas, além de visitas técnicas às áreas operacionais da Vale. Os alunos terão aulas de planejamento portuário, transporte marítimo, operação e manutenção portuária, estruturas hidráulicas e legislação, entre outros assuntos. Ao término do programa, o participante apresentará uma monografia e receberá certificado de conclusão do curso.

Fases do Processo Seletivo

Após a análise curricular, serão aplicadas provas de inglês e raciocínio lógico. Na etapa seguinte haverá redação, dinâmica de grupo e entrevista pessoal. Todas as etapas são eliminatórias.

Serviço:

O que: Programa de Especialização Profissional
Curso: Pós-Graduação em Porto
Quando: Inscrições até 11/7/2010
Quantidade de vagas: 30
Como se inscrever: acesse o site www.vale.com/oportunidades

10 de junho de 2010

Estradas rurais passam por manutenção

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo está executando a manutenção das estradas rurais do município. A recuperação visa à necessidade de manter as condições de tráfego, devido ao desgaste natural com o constante fluxo de veículos pequenos, caminhões e ônibus, além de oferecer acesso aos moradores e escoamento da produção das comunidades.

As comunidades de Vargem Alegre, Cedro, Timirim, Pacas, Una e Fernandes já foram beneficiadas. A estrada da comunidade de Gabriel está passando por manutenção.

Até o mês de setembro todas as estradas rurais do município serão recuperadas.

Estrada que liga São Gonçalo a Santa Bárbara será asfaltada

Trecho possui 27 quilômetros de extensão e está incluído no Programa Links Faltantes do Governo de Minas
O trecho de 27 quilômetros que liga São Gonçalo do Rio Abaixo a Santa Bárbara, que passa pela Estação Ambiental do Peti, será asfaltado. No próximo dia 14 de junho será lançado o Programa Links Faltantes do Governo de Minas, um complemento ao Pró-acesso e ao Pró-MG que beneficiará municípios não atendidos por esses programas.

O asfaltamento dessa estrada foi uma reivindicação dos prefeitos de Barão de Cocais Geraldo Abade, de São Gonçalo, Raimundo Nonato Barcelos, Nozinho, de Santa Bárbara, Toninho Timbira e que estiveram junto ao Secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) Fuad Nomam no ano passado. Na ocasião os prefeitos foram acompanhados dos deputados Gustavo Valadares e Mauri Torres que ajudaram nas articulações.

Começa o VI Festival de Inverno de São Gonçalo

Teve início na quarta-feira, 9, o VI Festival de Inverno de São Gonçalo do Rio Abaixo. A abertura do evento foi realizada no Centro Cultural com a exposição fotográfica “Simples Cidade”, do fotógrafo Elderth Theza e o lançamento do livro “Trilha de lembranças II”, da escritora são-gonçalense Miriam Stella Blonski, que retrata a história, os casos e as pessoas de São Gonçalo.

A escritora ressaltou que o livro tem o propósito de mostrar o município para que todos possam ver e sentir as belezas que existem na cidade.

Na oportunidade o prefeito Raimundo Nonato Barcelos, o Nozinho, convidou o público presente, a prestigiar a extensa programação do VI Festival de Inverno. “Gostaria de parabenizar a Miriam pelo lançamento de mais uma obra e agradecer pelas ações em prol da cultura de São Gonçalo”, disse. O prefeito também ressaltou a contribuição do deputado federal José Santana de Vasconcelos, através de emenda parlamentar que liberou R$100 mil do Ministério da Cultura para a realização do evento.

O VI Festival de Inverno vai até o dia 20 de junho e contará com diversas atividades, entre elas, exibição de filmes, peças teatrais e shows de artistas da região e de renome nacional. No dia 19, a cidade recebe o cantor Ed Motta e no dia 20 a banda 14 Bis. Os dois shows serão realizados na Quadra Januário Garcia com entrada franca.

Cipa realiza eleições até o dia 2 de julho

A eleição para a nova Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da Prefeitura Municipal de João Monlevade será realizada entre os dias 28 de junho a 2 de julho, das 7h30 às 16h30.
As urnas para votação serão instaladas na Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, Centro Educacional, Pronto Atendimento (PA/Centro de Especialidades Médicas), Escola Municipal Israel Pinheiro, Escola Municipal Cônego Higino e prédio da Prefeitura. Além delas, duas urnas volantes irão circular em diversos setores do Executivo.
Neste ano foram inscritos 18 candidatos, sendo que serão eleitos 16 para o mandato de um ano. Podem votar todos os servidores efetivos e comissionados. A Cipa tem como objetivo preservar a saúde e a integridade física dos funcionários, garantindo a eles o direito de participar de qualquer atividade desenvolvida pela Comissão.

Candidatos
Antônio Dionísio Filho, Daniel Marcos dos Santos, Edvaldo Píndaro Policarpo, Elizabeth Aparecida Mendonça, Deocrécio Leopoldo Teixeira, Genaro Machado Pinto Coelho, Geraldo José Azevedo, Geraldo Sérgio Guerra, Guilherme Vieira Barbosa, José Rodrigues Pesce, Joselito de Almeida Leite, Leonice Eugênio dos Santos, Luciene Aparecida Caetano Siqueira, Marcelo Nonato, Maria Aparecida dos Santos, Maria Aparecida Cássia, Mendelson Clayton Paulino e Rúmia Lourdes de Souza Castro.

FESTA DA FAMÍLIA NA EMIP

A Escola Governador Israel Pinheiro (Emip) realiza neste sábado, 12, a partir das 13h, a Festa da Família com premiação a 128 alunos que foram destaques no primeiro semestre de 2010. Durante o evento, a escola divulga o “Projeto Copa do Mundo” com detalhes da cultura, língua e alimentação do país sede dos jogos da Copa.

Secretaria de Educação prorroga inscrições para curso Técnico em Química

As inscrições para o processo seletivo do curso Técnico de Química foram prorrogadas até amanhã, sexta-feira, 11. Os interessados podem se inscrever na secretaria da Escola Municipal Governador Israel Pinheiro (Emip), de 8h as 11h ou de 14h as 21h.

O candidato deve levar os seguintes documentos: xerox da carteira de identidade, histórico ou declaração de conclusão do ensino médio, comprovante de endereço atual e, caso seja portador de necessidades especiais, deverá informar no ato da matrícula. O curso tem duração de dois anos e é voltado para as pessoas que já concluíram o ensino médio.

O curso terá 90 vagas, distribuídas em duas turmas com 45 alunos. As provas serão de língua portuguesa, matemática, biologia e química. O processo seletivo será no dia 20 de junho, na Emip, localizada na avenida Luzia Brandão Fraga de Souza, nº 201, bairro Loanda. Outras informações na secretaria da escola pelo telefone 31 3851-6043.

Campanha de vacinação contra a Poliomielite começa neste sábado

A campanha de vacinação contra a Poliomielite tem início neste sábado, 12. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde (Visa) é que 95% das crianças menores de cinco anos sejam imunizadas na cidade, totalizando 5.425 da população infantil. É importante que os pais ou responsáveis levem os cartões de vacinação das crianças.

Postos Fixos (8h às 17h)
1 - Policlínica
2 - Centro de Saúde Laranjeiras
3 - Centro de Saúde Industrial
4 - Centro de Saúde Novo Cruzeiro
5 - Centro de Saúde Padre Hildebrando
6 - Centro de Saúde Santo Hipólito
7 - Centro de Saúde Monlevade Centro
8 - Centro Social Urbano
9 - Escola Estadual Luiz Prisco de Braga
10 - Escola Estadual João XXIII
11 - Galpão do Corumbiara de Vanessa
12 - Escola Municipal Promorar
13 – Peito Aberto
14 - Serviço complementar (antigo Pronto Atendimento)

Postos Periódicos
14 - Centro Comunitário do bairro Lucília----------- 8h às12h
15 - Escola Estadual Rúmia Maluf-------------------13h às 17h

16 - Escola Municipal Germim Loureiro (Vale do Sol) --------------------8h às 12h
17 - Centro de Saúde Nova Esperança--------------13h às 17h

18 - Creche Boa Vista------------------------------------8h às 12h
19 - Centro Comunitário Santa Bárbara------------13h às 17h

20 - Centro Comunitário Tanquinho I ---------------8h às 12 h
21 - Núcleo Comunitário Sion------------------------13hàs 17h

22 - Centro Comunitário do Serra do Egito---------8h às 11h
23 - Igreja São Luiz de Monfort---------------------13hàs 17h

Semana do meio-ambiente

A cidade que recebeu o 1º lugar no prêmio Minas Sem Lixões pelo projeto Reciclar: Separe o lixo, recicle a vida e se tornou referência no Estado de Minas Gerais por excelência em qualidade de vida...

Preparou uma intensa programação para a Semana do Meio Ambiente. Confira!

Data: 02/062010

Julgamento dos trabalhos realizados nas escolas do “CONCURSO DO MEIO AMBIENTE”

Local: Fazenda Soledade “Secretaria de Meio Ambiente”

Horário: 14:00 hs

Data: 07/06/2010 - Palestra

Tema: Aquecimento Global X Educação Ambiental

Palestrante: Eduardo J. F. Motta Jr. / Engenheiro Ambiental da GERDAU Aços Longos

Local: Esporte Clube Jabaquara Campestre

Horário: 9:00 hs

Data: 08/06/2010 - Palestra

Tema: Consciência ecológica e preservação ambiental

Palestrante: Aline Cristine Lopes de Abreu

Local: Esporte Clube Jabaquara Campestre

Horário: 9:00 hs

Data: 09/06/2010 - Palestra

Tema: “A importância das Unidades de Conservação para a proteção da biodiversidade da região”

Palestrante: Aline Cristine Lopes de Abreu

Local: Esporte Clube Jabaquara Campestre

Horário: 9:00 hs

Data: 09/06/2010 - Palestra

Tema: Consciência Ecológica e Preservação Ambiental

Palestrante: Caio Glaucus de Azevedo/ Psicólogo Educacional – Educador Ambiental

Local: Cocais / Escola

Horário: 9:00 hs

Data: 10/06/2010 - Palestra

Tema: Meio ambiente urbano e qualidade de vida

Palestrante: Roberta Lage Pereira

Arquiteta e Urbanista Especialista em Planejamento e Gestão Ambiental

Local: Esporte Clube Jabaquara Campestre

Horário: 9:00 hs

Data: 10/06/2010 - Palestra

Blitz resíduos e Exposição Biodiversidade

Local: Cocais

Horário: a definir

Data:11/06/2010

Blitz resíduos e Exposição Biodiversidade

Local: Praça Nossa Senhora Aparecida

Horário: 09:00 às 17:00 hs

Espetáculo teatral “Inspetor Deustério em Meio Ambiente”

Horário: 17:00 hs

Premiação do concurso

Horário: 18:00 hs

Data: 12/06/2010

Exposição Biodiversidade

Local:Vila do Gongo

Horário: manhã

Data: 12/06/2010

Exposição Biodiversidade

Local: Socorro

Horário: tarde

Data: 19/06/2010

Blitz com a Brigada Ambiental na CAMBOTA

Realização: Prefeitura Municipal de Barão de Cocais

Parcerias: GERDAU,ANGLO GOLD, MSOL

Participação: Atitude Ambiental-VALE,Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Comunicação

Apoio: Esporte Clube Jabaquara

Presidente da Câmara é homenageado com Troféu Carlos Drummond de Andrade

O Presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo, Marlon Túlio Pessoa Costa, recebeu no último sábado, 05 de maio, a honraria de Destaque do ano com o Troféu Carlos Drummond de Andrade.

A solenidade foi realizada no salão do Censi, na cidade de Itabira, pelo Colunista Social Eustáquio Lúcio Félix.

A premiação tem o intuito de homenagear as pessoas que se destacaram nos diversos setores profissionais e sociais do país.

Marlon recebeu o troféu das mãos do Prefeito de Itabira, João Izael Querino Coelho.

ArcelorMittal Monlevade dobrará produção de aço a partir de 2012

A direção da ArcelorMittal, a maior siderúrgica do mundo, aprovou a retomada da duplicação da ArcelorMittal Monlevade, produtora de aços longos em João Monlevade (MG). A decisão mostra que o Brasil está na rota dos investimentos do Grupo, que já sinalizou, em ocasiões anteriores, a importância do país para os negócios da empresa e vê sinais claros de crescimento sustentável no setor de aços longos para os próximos anos.

Com a expansão, a usina dobrará a capacidade de produção de 1,2 milhão para 2,4 milhões de toneladas anuais de aço bruto. Os investimentos serão da ordem de US$ 1,2 bilhão e destinados à construção de uma nova sinterização (2,3 milhões de toneladas por ano); um novo Alto-forno (1,12 milhão de toneladas por ano) para duplicar a produção atual de gusa, e de uma terceira linha de laminação (1,15 milhão de toneladas por ano) para dobrar o volume de produção de fio-máquina para 2,3 milhões de toneladas por ano. A usina também duplicará a capacidade de produção da Aciaria, que atingirá 2,4 milhões de toneladas de tarugos por ano quando entrar em operação.

As obras estão sendo reiniciadas neste mês, com prazo de conclusão previsto para 24 meses. O start up está previsto para 2012. Iniciada em 2008, a expansão foi suspensa com o advento da crise financeira internacional no último trimestre daquele ano e realizadas apenas obras civis de preparação para a duplicação.

No pico dos trabalhos, as obras vão empregar até 6 mil pessoas. A expansão da ArcelorMittal Monlevade contribuirá com um incremento na arrecadação de tributos de aproximadamente R$ 200 milhões por ano, a partir de 2014 (com a operação plena da usina).

Sobre a ArcelorMittal Monlevade/ArcelorMittal Brasil

A ArcelorMittal Monlevade é a única usina integrada da ArcelorMittal Aços Longos, empresa que faz parte do Long Carbon Americas (LCA). Atua principalmente no mercado de aços para a fabricação de fio-máquina, processado para a produção de cordoalhas para reforço de pneus (steel cord), molas helicoidais e fixadores para a indústria automobilística, entre outros.

A unidade está situada na cidade de João Monlevade (MG), a 110 Km de Belo Horizonte, no Vale do Aço mineiro. A região tem grande concentração de indústrias siderúrgicas e boa malha ferroviária e rodoviária que a liga aos principais mercados e pontos de escoamento de produção no país.

A usina utiliza minério de ferro extraído da Mina do Andrade, a 11 km de distância de Monlevade e também pertencente ao grupo ArcelorMittal. A unidade conta com Sinterização, Alto-Forno, Aciaria LD, Lingotamento Contínuo e Laminação. A produção é destinada ao mercado nacional, clientes internacionais e trefilarias da ArcelorMittal Aços Longos. A empresa tem hoje cerca de 1.300 empregados diretos.

A ArcelorMittal Brasil é uma das principais siderúrgicas da América Latina, com presença destacada nos setores de aços longos e planos ao carbono. É responsável por aproximadamente 10% da produção total de aço do grupo ArcelorMittal, maior siderúrgica do mundo, com 280 mil empregados em mais de 60 países.

Coronel Fabriciano, 17 de Maio de 2010

Prezado(a) Senhor(a),

Com os cumprimentos, temos a honra de convidá-lo(a) a participar conosco de um café com as autoridades e coletiva à Imprensa, durante a visita do “CRC Itinerante 2010” em nosso Município.

Na oportunidade, o Exmo. Prefeito Chico Simões sancionará a Lei Municipal que institui o “Dia do Contabilista - 25/04” e o CRCMG concederá o Certificado de Honra ao Mérito ao Exmo. Vereador Marcos da Luz pelos relevantes serviços prestados à classe contábil da cidade.

Dia 10/06/2010 – Quinta-feira
Horário: 15 horas
Local: Gabinete do Prefeito
(R. Duque de Caxias, 14 - Centro - Cel. Fabriciano/MG)

A presença de todos é de fundamental importância!

Contador Geraldo Eugênio de Oliveira (Ladico)
Delegado Seccional do CRCMG

Área degradada é recuperada em São Gonçalo

Mais de 19 hectares estão recebendo 16 mil mudas de espécies nativas

Quase 16 mil mudas de espécies nativas estão sendo plantadas em São Gonçalo do Rio Abaixo. A área degradada de 19,2 hectares está localizada próxima ao Parque de Exposições da cidade e vai somar com outros 9,8 hectares de mata virgem já existente na região.

O plantio, executado pela Galvão Engenharia, em parceria com a Prefeitura e o Instituto Estadual de Florestas (IEF), faz parte de compensações da obra do gasoduto construído pela empresa no Médio Piracicaba e no Vale do Aço. O município forneceu metade das mudas e a construtora está fazendo a execução de todo o plantio, o fornecimento de insumos e máquinas, assistência técnica e o cercamento da área, além do restante das mudas.

A empresa ainda forneceu quatro computadores em contrapartida pelas mudas fornecidas pela Prefeitura, ampliando assim a estrutura da Secretaria de Meio Ambiente.

Segundo o engenheiro florestal Luís Ambrósio, representante da Galvão Engenharia, outras parcerias poderão ser realizadas ainda este ano para a recuperação de mais áreas degradas em São Gonçalo.

Prefeitura terá horário de atendimento alterado durante jogos da Copa

O expediente das repartições públicas municipais nos dias dos jogos da Seleção Brasileira durante a primeira fase da Copa do Mundo será modificado.
No dia 15 de junho, terça-feira, quando a Seleção enfrenta a Coréia do Norte às 15h30, o expediente será das 8h às 14h. Já no dia 25 de junho, sexta-feira, o Brasil joga contra o time de Portugal às 11h e o horário das repartições será das 7h às 10h e das 14h às 17h.
As repartições de atendimentos emergenciais deverão manter, preventivamente, serviço de plantão no período de suspensão do expediente.

9 de junho de 2010

Ampliação do aterro sanitário de São Gonçalo já foi iniciada

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo já iniciou a ampliação do Aterro Sanitário da cidade. A obra teve início na segunda-feira, 7, e consiste na construção de mais uma vala de rejeitos com previsão para receber o lixo proveniente da cidade por um período de cinco anos.

A vala já existente no local teve uma duração um pouco mais curta devido ao recebimento de todo o rejeito retirado do antigo lixão.

O aterro foi construído em 2007 em uma área que conta com mais de 100 mil metros quadrados e está localizada na zona rural do município, na localidade de Carolina. Ele tem capacidade para atender uma população de 17 mil habitantes por um período de 35 anos, prevendo o aumento populacional e, consequentemente, o aumento da produção de lixo na cidade.

8 de junho de 2010

São Gonçalo é vice-campeão da Taça Monlevade

A equipe infantil dos alunos do Projeto Bom de Bola, Bom de Escola de São Gonçalo do Rio Abaixo, conquistou o vice-campeonato da taça Monlevade. A finalíssima foi realizada neste domingo, 6, no Estádio Célio Moreira (Campo do Operário), em São Gonçalo.

Para ser campeão a equipe são-gonçalense deveria vencer por dois gols de diferença, mas conseguiu apenas um empate em 2 a 2 contra o Dionisiano.

O time de São Gonçalo chegou a virar o placar no segundo tempo da partida, mas não conseguiu segurar o resultado que levaria a decisão para os pênaltis.

Secretaria de Saúde e DST/AIDS lançam campanha: “O amor não pode fazer você esquecer ”

A Secretaria de Saúde de João Monlevade lança nesta semana a campanha “O amor não pode fazer você esquecer! ”, com o objetivo de conscientizar a população sobre as ações preventivas contra a Aids e outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

A partir desta terça-feira, 8, a equipe de DST/Aids realiza blitzes educativas nas escolas técnicas e municipais. Motéis, boates e bares também serão visitados por profissionais da saúde que distribuirão camisinhas e materiais de alerta, sempre valorizando a prevenção e a afetividade.

Já no sábado, 12, Dia dos Namorados, haverá stand na Praça Sete de Setembro, em Carneirinhos, com distribuição de brindes e orientações educativas.

Blitzes

08/06/10 - Funcec – 18h30

09/06/10 - Cerp e Cese – 19 horas

10/06/10 – Boates e Motéis – período da tarde

10/06/10 – Bares, Ufop, Uemg – 19 horas

11/06/10 – Cônego Higino de Freitas – período da tarde (palestra e coleta de sangue para testagem de HIV, Sífilis Hep B e C)

12/06/10 – Praça Sete de Setembro – 8 às 12 horas

4 de junho de 2010

São Gonçalo comemora Dia do Meio Ambiente

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo comemorou, na quarta-feira, 2, o Dia do Meio Ambiente. O evento reuniu estandes de entidades municipais e governamentais na Quadra Januário Garcia.

A Policia Militar do Meio Ambiente, a Cemig, Instituto Estadual de Florestas (IEF), GOE- Proerd, Secretaria de Meio Ambiente e do Centro de Apoio ao Trabalhador e a Economia Solidária (Cates) expuseram produtos, animais empalhados e distribuíram mudas de espécies nativas da região. O evento também contou com oficinas, recreação infantil, apresentação do canil da Polícia Militar.

Presente na festa, o prefeito Raimundo Nonato Barcelos, o Nozinho, fez entrega da premiação do concurso de poesia realizado pela Secretaria de Meio Ambiente com o tema “Geração do Lixo”. O grande vencedor do concurso foi o aluno do quinto ano da Escola Municipal de Pacas, Leandro Fonseca Mendonça, que ganhou um computador. O segundo colocado foi o aluno do quinto ano da Escola Municipal de São José, Talison Antônio Guedes, que ganhou uma bicicleta, e a terceira melhor redação foi do aluno do quarto ano da Escola Municipal do Una, Eduardo Henrique Oliveira da Costa. Ele foi premiado com um microsystem.

As comemorações do Dia do Meio Ambiente têm como parceiros o 26º Batalhão da Polícia Militar, o IEF e a Cemig.

Na segunda-feira, 31, uma blitz educativa foi realizada no centro da cidade orientou motoristas e pedestres sobre o recolhimento de pilhas, baterias de telefones celulares e aparelhos eletroeletrônicos. O ecoponto é a agência dos Correios, onde o material pode ser entregue por tempo indeterminado.

Crianças participam de trilha ecológica no Floresta Clube

Aproximadamente 200 crianças de 9 a 11 anos estiveram nessa terça, 1º e quarta-feira, 2, nas dependências do Floresta Clube, Centro Industrial, para comemorar a Semana do Meio Ambiente.

As crianças participaram de uma caminhada ecológica pelas trilhas da mata e percorreram os antigos stands de tiro ao alvo do Floresta. O engenheiro ambiental, Haley Belo orientou os alunos sobre a parte histórica do clube, da importância da preservação do meio ambiente e sobre as espécies de animais que habitam a Mata Atlântica.

Participaram da trilha, os alunos das escolas Cônego Higino, Monteiro Lobato, Germim Loureiro (Vale do Sol) e Centro Educacional de João Monlevade. Eles recolheram um grande número de garrafas PET durante uma gincana escolar e doaram à ONG Associação Ecológica Serra do Seara (Aesse) para fabricação de vassouras.

A atividade foi organizada pela Prefeitura de João Monlevade, através da Secretaria de Meio Ambiente e da Aesse.

Prandini confirma R$742 mil para transformação do Areão em Parque Municipal

Na Semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente a Prefeitura anuncia o inicio do processo licitatório para aplicar R$742 mil para iniciar a transformação do Areão em Parque Municipal.
O local, que, desde os Governos dos ex-prefeitos Leonardo Diniz e Laércio Ribeiro (ambos do PT) vinha recebendo investimentos terá obras para se tornar uma área de lazer no coração da cidade.
O processo licitatório será aberto ainda neste mês para inicio das obras com recursos federais proveniente de emenda parlamentar do deputado Federal Zé Fernando (PV).
A secretária de Meio Ambiente Laura Araújo, explicou que com a verba será construída uma pista de caminhada com extensão de dois mil metros percorrendo toda área do parque. Também serão instalados no trajeto da pista 32 postes de madeira tratada com lâmpadas a vapor de sódio.
Laura Araújo disse que com a realização desta obra a população enfim terá um lugar para passear e as escolas terão uma referência para os estudos de educação ambiental. “Outra proposta que será estudada é a instalação da sede da Secretaria de Meio Ambiente no parque”, informou.
Outra obra que vai complementar com opções de lazer no Areão é o Centro Cultural, que será construído no local já com parte dos recursos R$ 320 mil garantidos.
A secretária de Meio Ambiente comemora: “Nosso projeto para o Areão é ambicioso. Vamos com certeza fazer daquele lugar um verdadeiro Parque Municipal, gerando mais conforto e qualidade de vida”.
O prefeito Gustavo Prandini também destacou a importância da obra. “Notícia melhor não poderíamos ter. Desde o início do Governo, tivemos preocupação

com o Areão e agora a população realmente vai ter um espaço adequado de lazer”, destacou Prandini.
O Chefe do Executivo falou ainda que outras obras vêm demonstrando o compromisso da Administração com o Meio Ambiente. “As obras da ETE no bairro Cruzeiro Celeste, no valor de R$6 milhões, a canalização do esgoto no bairro Cidade Nova, no valor de R$205 mil, e agora a revitalização do Areão. Isso mostra o nosso esforço em solucionar as demandas ambientais”, comentou Prandini.

Deputado Zé Fernando faz palestra sobre Política Mineral em Simpósio Ambiental

O deputado Federal Zé Fernando (PV) e pré-candidato ao Governo de Minas estará em João Monlevade amanhã, 3, as 18 horas, para falar do tema “Política Mineral” no auditório Leonardo Diniz.
O parlamentar tem como bandeira em seu mandato uma das mais cobiçadas riquezas do país que é alvo de uma polêmica entre deputados e empresários.
O projeto de lei que está para ser votado na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados quer aumentar a Compensação Financeira sobre a Exploração Mineral (Cfem) do minério de ferro e outros minérios importantes para o país. A proposta do deputado José Fernando deseja conferir ao minério a mesma importância financeira que tem hoje o petróleo, duplicando a Cfem paga pelas mineradoras ao Estado.
Ainda no mesmo dia acontece palestra com o tema “Políticas públicas para o desenvolvimento sustentável”. Em seguida apresentação de trabalhos acadêmicos.
Na sexta-feira,4, as 14 horas atividades acontecem na Escola Centro Educacional com o curso “Poluição atmosférica”. 18h30 palestra com integrantes da Associação Ecológica Serra do Seara (Aesse), com o tema “O papel das ONG’s para o desenvolvimento sustentável”.
Em seguida, haverá a palestra “conservação do cerrado e recuperação da mata atlântica”. O encerramento será com a apresentação de trabalhos
acadêmicos e entrega de certificado. Sábado acontece o Forró da Gente no Floresta Clube e domingo as 9 horas mutirão ecológico no Areão.