Visitantes do jornal Na Boca do Povo online

30 de julho de 2013

Prefeitura divulga primeira lista com classificação do concurso

A Prefeitura de Santa Bárbara divulga no site www.santabarbara.mg.gov.br a primeira listagem com a classificação do concurso público das provas de múltipla escolha. O resultado da redação, e a classificação final, serão divulgados posteriormente, após encerrado o prazo de recurso. O concurso foi realizado no dia 9 de junho. Ao todo, foram disponibilizadas 159 vagas em diversos cargos. As oportunidades são para auxiliar de serviços (ensino fundamental); técnico de higiene dental (técnico); auxiliar de enfermagem, escriturário, fiscal municipal e guarda municipal (ensino médio); contador, médico clínico geral/PSF e professor de educação básica (superior). Os salários variam de R$ 622 a R$ 7.362,27.

10ª Festa do Trabalhador Rural em Galego reúne grande público

A 10ª Festa do Trabalhador Rural foi um sucesso, mais uma vez. Neste ano, ela foi realizada em Galego, zona rural de Santa Bárbara, no último dia 21 de julho, e reuniu um grande público. A festa teve início com o tradicional Encontro dos Cavaleiros, vindos de várias partes da região. Em seguida, foram realizadas missa e a mesa da partilha, que contou com uma grande variedade de quitandas, produzidas pelos moradores e por aqueles que participaram da festa. Por fim, para fechar o dia, Sérgio Augusto e Bruno realizaram um animado show, contagiando o público presente. O evento, que a cada ano acontece em uma localidade do município, tem o apoio da Prefeitura de Santa Bárbara.

Equipamento possibilita melhoria no processo operacional da CENIBRA

Avançar na excelência operacional em produtos de base florestal é um desafio recorrente. Neste sentido, a CENIBRA busca a melhoria dos processos industriais e florestais, desenvolvendo e adquirindo novas tecnologias. Tendo em vista essa preocupação, a Empresa colocou em operação um equipamento para otimização da entrega de madeira em sua unidade industrial com ganhos de disponibilidade na linha de picagem e redução de custos de manutenção. Esse equipamento, chamado de “mesa em V”, devido ao seu formato, separa as toras, direciona para uma correia e desta para o Picador de Toras, onde se dá o início do processo de industrialização da matéria-prima da Empresa, a celulose. A iniciativa de adquirir essa mesa vem de uma demanda surgida há cerca de dois anos e levantada pelas equipes dos departamentos Técnico e Manutenção, de Fabricação e de Logística e Desenvolvimento Florestal. Trabalhando em conjunto, as equipes buscaram no mercado o melhor equipamento para melhorar o processo de recebimento da madeira que chega à Empresa. O equipamento utilizado anteriormente recebia e descascava toras de madeira com casca entre 2,20 metros e 3,30 metros de comprimento e diâmetros variando entre 6 cm e 45 cm. Com o novo conceito, a linha passou a processar toras já descascadas com 6 metros de comprimento e diâmetros variando entre 3 e 45 cm. Com isso, além do benefício de se receber a madeira já descascada do campo, que é mais competitiva, houve também o maior aproveitamento de madeira de menor diâmetro pela fábrica, entre 3 e 6 cm. O Engenheiro Helder Ferrarez, do Departamento Técnico e Manutenção, foi o responsável técnico pelo gerenciamento do projeto. Ele ressalta a importância da integração e proatividade de toda a equipe desse departamento e das empresas contratadas no projeto. “Pela amplitude do projeto, as equipes de mecânica, elétrica, civil, instrumentação e obras estiveram envolvidas para integrar todas as necessidades dos equipamentos a serem implantados, garantindo o atendimento às normas técnicas, regulamentadoras e respeito ao meio ambiente durante as obras.” Do Departamento de Fabricação, o Coordenador de Preparo de Cavacos Weldon de Paula participou de todas as fases do investimento, ressaltando a importância da interação entre as áreas para a garantia dos bons resultados. “Frente ao cenário do mercado mundial e as projeções para os próximos anos, a otimização do processo e, consequentemente, a redução de custos são focos prioritários para conseguirmos transpor esses momentos com o menor impacto possível. Um investimento como este tem um potencial considerável de redução de custos, mostrando a força e união da equipe CENIBRA, visto que o seu sucesso só foi possível com a integração entre todas as áreas envolvidas, sendo elas Segurança, Manutenção, Engenharia, Operação e Florestal. Também do Departamento de Fabricação, o Especialista Marcelo Portela comenta sobre a importância dessa nova tecnologia, ressaltando os bons resultados e a preocupação com a segurança durante a realização das atividades. Segundo ele, “todas as atividades foram realizadas conforme consensos em reuniões diárias com foco no cumprimento do cronograma, sempre considerando a segurança em primeiro plano, motivo pelo qual o saldo final para todo o contingente de prestadores de serviços e empregados próprios foi de zero acidente durante toda a obra. A mudança de conceito, obtida com a implantação da ‘mesa em V’, possibilita a otimização de atividades logísticas de colheita e transporte, maior aproveitamento de madeira, aumento da disponibilidade da linha de picagem 1 e menores demandas de manutenção”.

Grande Medalha marca noite de homenagens no Centro Cultural em São Gonçalo

Foi realizada na noite de sexta-feira (26), a outorga “Grande Medalha Cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo”, maior honraria do município. A homenagem ocorreu no Centro Cultural e fez parte do 9º Festival de Inverno do município que ocorreu de 19 a 28 deste mês. Os convidados foram recepcionados com a apresentação musical da Família Rodrigues. Em seguida teve início a cerimônia de outorga que contou com a presença de cinco dos seis homenageados: o ex-servidor público, Vitalino Dias; o ex-prefeito do município, Raimundo Nonato Barcelos; a ex-vereadora, Isabel Rodrigues; a presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Maria Flaviana de Figueiredo (dona Mariquinha) e o diretor de Ferrosos Sudeste da Vale, Antônio Daher Padovezi. O deputado federal, Bernardo Santana justificou sua ausência por motivo de viagem ao exterior. Os hinos Nacional e de São Gonçalo foram executados pelas artistas são-gonçalenses Magdiélin Barbosa, acompanhada de Dâmarys Barbosa. A composição da mesa oficial contou com a presença do prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho; do vice-prefeito de São Gonçalo, Eduardo Fonseca; da presidente da Câmara de São Gonçalo e presidente do Conselho de Agraciamento, vereadora Luciana Bicalho; o presidente da Amepi e prefeito de São Domingos do Prata, Fernando Rolla; o deputado estadual majoritário em São Gonçalo, Gustavo Valadares e o secretário de Cultura do município, Ulysses Fonseca. O prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho destacou a importância da homenagem para a Administração. “Acostumada a receber prêmios, ser destacada como exemplo em práticas públicas, referenciada nas ações que revolucionam os serviços de educação e saúde, nossa cidade reserva o dia de hoje para homenagear. Confesso que a oportunidade de ser prefeito de um município como São Gonçalo do Rio Abaixo nos permite muitas alegrias. E uma delas é poder homenagear pessoas que, das mais variadas formas, vem demonstrando grande apreço por nossa terra e seu povo.”, destacou o prefeito. Grande Medalha Cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo Criada através do decreto nº 069 de 23 de maio de 2007, a comenda tem o objetivo de preservar a memória pública, da cultura, das pessoas e tudo que promova o desenvolvimento, engrandecimento e elevação do nome do município. De acordo com o decreto, as indicações para receber a homenagem são submetidas à aprovação do Conselho de Agraciamento, criado anualmente por portaria do Prefeito, tendo como presidente do conselho o(a) atual presidente da Câmara Municipal, com participação fixa do vice-prefeito e do secretário de Cultura, contando ainda com outros dois secretários e dois representantes da comunidade nomeados em decreto pelo Chefe do Executivo.

9º Festival de Inverno de São Gonçalo é encerrado com grandes shows

São Gonçalo viveu dez dias com inúmeras atividades culturais e de entretenimento com a realização do 9º Festival de Inverno de 19 a 28 de julho. Grandes nomes da música e do teatro fizeram parte da programação, aliada a atrações regionais e da cidade, além de oficinas das mais variadas vertentes culturais. O festival teve início no dia 19 com show de Bruna Viola, que tocou o melhor da música caipira. No dia, 20, um grande público recebeu o cantor, compositor e guitarrista Roberto Frejat que reuniu os maiores sucessos de sua carreira solo e também de sua antiga banda, Barão Vermelho. A Guarda de Nossa Senhora do Rosário dos Borges abriu a noite de domingo (21) com um cortejo saindo da Igreja Matriz até a Praça Central, onde em seguida, a cantora e compositora Zélia Duncan embalou o público com o show “Tudo Esclarecido”. A cidade também recebeu o humorista Nizo Neto com o espetáculo “Rizo”, no dia 22. No mesmo dia foi apresentada a peça "Histórias da Arca" com Ana Cristina, no Centro Cultural. Já no dia 23 foi a vez do Balé de Rua de Uberlândia e, dia 24, de Concessa com a peça “Pendura e Cai”. No dia 25, o público são-gonçalense reviveu grandes sucessos do rock nacional e internacional com a apresentação da segunda edição da Noite do Rock protagonizada pelas bandas Dark Roses, Neanderthal e Whisky e Blues, todas revelações de São Gonçalo, que proporcionaram ao público momentos de nostalgia e muita animação. E o último fim de semana proporcionou momentos de emoção e também de muito agito. No Centro Cultural, seis personalidades foram agraciadas com a Grande Medalha Cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo, na sexta-feira, dia 26, em solenidade realizada no Centro Cultural. Após a cerimônia, Luiza Possi subiu ao palco da Praça Central e apresentou seus grandes sucessos. E no sábado, 27, o vocalista, baixista, pianista, guitarrista, Humberto Gessinger arrastou milhares de fãs à Praça Central, interpretando antigos sucessos do Engenheiros do Hawai. O 9º Festival de Inverno foi encerrado no domingo, 28, com Rua de Lazer e shows das bandas Social Samba e Samba Love, cortejo da Guarda de Marujos Nossa Senhora da Guia e com banda Bolêros do Samba na Praça Central.

Prefeito recebe visita de Marc Meyers

Essa semana, o Prefeito Teófilo Torres recebeu o professor Dr. Marc André Meyers na Fundação Casa de Cultura, em João Monlevade. Marc Meyers leciona Engenharia de Materiais na Universidade da Califórnia, escreveu três livros técnicos, quatrocentos trabalhos científicos e é detentor de numerosas láureas acadêmicas nos EUA, Europa e China. Chechnya Jihad foi selecionado para o Festival de Literatura Emirates, em Dubai, 2011. Em 2010, foi eleito membro da Academia Brasileira de Ciências. Ele é filho do superintendente da antiga Companhia Siderúrgica Belgo Mineira, Henri Meyers. Participaram do encontro a Diretora da Fundação Crê-Ser, Helenita Pinto Melo Lopes, a Diretora da Fundação Casa de Cultura, Elaine Dias, o Secretário de Esporte Mário César, e o vereador Fabrício Lopes. Em retribuição ao carinho que ele e sua família sempre receberam do povo monlevadense, Marc Meyers veio anunciar que deseja fazer o lançamento do seu mais novo livro, "A Dama e o Luxemburgues", no município. Nesta obra, Marc Meyers se declara monlevadense, apesar de não ter nascido na cidade. Em agosto de 2008, Marc recebeu o título de cidadão honorário de João Monlevade. O lançamento do romance será feito durante o  Congresso Anual ABM, no EXPOMINAS, em Belo Horizonte, no próximo dia 31. No município, o lançamento está programado para o mês de setembro. Em 2012, os irmãos Meyers estiveram presentes em João Monlevade para a inauguração do Centro Esportivo Henry Meyers, localizado no bairro Estrela D'Alva. A família doou ao município a quantia de R$500 mil para execução da obra.

Petropasy inaugura instalações em São Gonçalo do Rio Abaixo

Na manhã desta quinta-feira (25) a Petropasy Tecnologia em Poliuretanos Ltda inaugurou sua unidade de produção no distrito industrial I, em São Gonçalo do Rio Abaixo. A Petropasy atua no segmento de mineração, petróleo, siderurgia, com a industrialização e comercialização de artefatos de borracha, poliuretano e plásticos. A empresa, que inicia suas atividades com 15 empregos diretos no município, vem de Barueri, no Estado de São Paulo, de onde transferiu sua unidade de revestimento de tubos para a mineração, facilitando o atendimento às empresas do setor, entre elas a Vale. Utilizará, mais adiante, outra instalação, no distrito industrial II, cujo galpão construído em estrutura de concreto pré-moldado está em fase de conclusão. Quando a Petropasy estiver operando nos dois distritos, poderá gerar cerca de 220 empregos entre diretos e indiretos. O diretor e sócio proprietário da Petropasy, Noboru Eto, ressaltou a importância da instalação da empresa no município. “A nossa expectativa com a implantação da unidade em São Gonçalo é agilizar mais as nossas entregas de ajustes para nossos clientes. É atender mais rapidamente todo o mercado de usuários dos nossos produtos em Minas Gerais, que na área de mineração concentra entre 60 e 70% dos nossos clientes. A nossa vinda também oferece um valor competitivo de prazo de entrega, localidade e na logística”, destacou o diretor da empresa. Durante a solenidade de inauguração, o prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho destacou o momento vivido pelo município e as prioridades de investimentos para diversificação econômica. “São Gonçalo do Rio Abaixo vive um momento excepcional de desenvolvimento, mas como todos sabem, minério não dá duas safras. E cabe a nós, gestores públicos, desenvolver ações claras que garantam alternativas econômicas para São Gonçalo. É por isso que priorizamos investimentos que garantam ao município sua diversificação econômica a médio e longo prazos. Aprendemos com a história de outros municípios mineradores e queremos garantir, além dos impostos pós-mineração, a oportunidade de emprego e renda para a população de São Gonçalo”, disse o prefeito. Desde a década de 80, a empresa tornou-se referência e líder na fabricação de produtos de poliuretano com tecnologia avançada e alto valor agregado na América do Sul. Após a solenidade, os presentes puderam conhecer as instalações da empresa no distrito industrial I.

Humor de Concessa contagia público no Centro Cultural

A noite dessa quarta-feira, 24, foi de muita gargalhada no Centro Cultural São Gonçalo do Rio Abaixo. Dentro da programação do 9º Festival de Inverno, a Prefeitura trouxe para a cidade duas apresentações da peça Concessa em Pendura e Cai. Concessa é criação da atriz Cida Mendes. Fugindo da caricatura e do humor preconceituoso e machista, ela faz com sua personagem um humor ingênuo, com pessoas comuns, humanizando os papéis e fazendo a platéia rir dela mesma. As comemorações do Festival de Inverno continuam. Na quinta-feira (25), as bandas Dark Roses, Neanderthal e Whisky e Blues farão grande show na 2ª Noite do Rock, às 20 horas, na Praça Central. Na sexta-feira (26), após a entrega da Grande Medalha Cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo, Luiza Possi sobe ao palco da Praça Central. No sábado é a vez do vocalista, baixista, pianista, guitarrista e líder da banda Engenheiros do Hawaii, se apresentar. E no domingo o evento começa com Rua de Lazer e shows das bandas Social Samba e Samba Love a partir das 15 horas. Às 20h30 haverá cortejo da Guarda de Marujos Nossa Senhora da Guia saindo da Praça da Matriz e, às 21 horas a programação será encerrada com show da banda Bolêros do Samba na Praça Central.

Diversas oficinas marcam 9º Festival de Inverno de São Gonçalo

O 9º Festival de Inverno de São Gonçalo do Rio Abaixo teve início no fim da última semana com grandes atrações da música nacional, quando Bruna Viola, na sexta-feira (19) Frejat, no sábado (20) e Zélia Duncan, domingo (21), animaram o público presente com seus maiores sucessos. Desde a segunda-feira (22) estão sendo realizadas oficinas em diversas áreas. Neste dia, no Centro de Artes, aconteceram as oficinas de forminhas para doce e customização de chinelo; e de patchwork a máquina, todas voltadas para os artesãos da cidade. Também no Centro de Artes, foi realizada oficina de dança de rua desenvolvida pela Cia Balé de Rua. Nos dia 22 e 23 o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) recebeu a oficina de pintura em tecido e customização. De 22 a 25 é realizada a oficina de audiovisual com noções básicas do fazer cinematográfico com a realização de um documentário. E até o dia 26 acontece oficina de animação apresentando o início da animação, princípios óticos e exemplos através de animações de Winsor McCay a Wall Disney. O 9º Festival de Inverno será encerrado neste final de semana com mais atrações de peso. Na sexta-feira (26), após a entrega da Grande Medalha Cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo, Luiza Possi sobe ao palco da Praça Central. No sábado é a vez do vocalista, baixista, pianista, guitarrista e líder da banda Engenheiros do Hawaii, se apresentar. E no domingo o evento começa com Rua de Lazer e shows das bandas Social Samba e Samba Love a partir das 15 horas. Às 20h30 haverá cortejo da Guarda de Marujos Nossa Senhora da Guia saindo da Praça da Matriz e, às 21 horas será encerrado com show da banda Bolêros do Samba na Praça Central.

Vale apoia combate a incêndios florestais no Quadrilátero Ferrífero

Mais de 90 brigadistas ajudarão a conter focos na região. Bases ficarão em Itabira, Nova Lima, Mariana, Barão de Cocais e Itabirito A Vale vai disponibilizar recursos para a contratação de 94 brigadistas que vão atuar na prevenção e combate a incêndio florestais em áreas de preservação do Estado, dos municípios e da Vale em quase 60 municípios do Quadrilátero Ferrífero durante o período de seca. Os convênios assinados entre o Sindicato das Indústrias Extrativas de Minas Gerais (Sindiextra) e o Governo de Minas junto às ONGs Terra Brasilis e Amda contam com o apoio financeiro da Vale, que ultrapassa R$ 3 milhões. Os 94 profissionais serão divididos em cinco bases, que ficam sob a gestão das ONG's, no municípios de Itabira, Nova Lima, Mariana, Barão de Cocais e Itabirito. A contratação dos brigadistas permitirá um combate a focos de incêndios de forma efetiva, seja em unidades de conservação do Estado, nas áreas preservadas pelos municípios ou nas áreas verdes da empresa. O contingente mobilizado permitirá distribuir brigadistas para diferentes focos de incêndios, mesmo que simultâneos. Este é o quinto ano em que a Vale contribui com a contratação de brigadistas. Desde 2009, foram investidos cerca de R$ 13 milhões. A empresa também manterá suas habituais ações na prevenção e combate a incêndios em Minas Gerais. A preocupação com a conservação de áreas verdes é parte da política de responsabilidade socioambiental da Vale. Somente em Minas, a empresa preserva áreas que somadas seriam quase do tamanho de Belo Horizonte. São cerca de 40 mil hectares de áreas de alta qualidade ambiental protegidas.

Prefeitura de Monlevade realiza Arraiá da Terceira Idade

A Secretaria Municipal de Assistência Social e o Conselho Municipal da Terceira Idade – COMTI realizaram na quinta-feira, 18, o Arraiá da Terceira Idade, na Associação dos Aposentados. O evento teve apoio da Associação dos Aposentados e a participação dos Grupos de Convivência da Terceira Idade, Grupos de Ginástica e representantes de Entidades. Dezenas de pessoas prestigiaram o evento que teve apresentação do Grupo Musical Spazium 90, apresentação de dança de Carlos Henrique, casamento da roça, quadrilha da Terceira Idade e comidas típicas.

Prefeitura de Monlevade revitaliza sinalização no Centro Industrial

Nesta semana, o Setor de Trânsito e Transporte da Prefeitura de João Monlevade – Settran – revitalizou a sinalização horizontal no bairro Centro Industrial, próximo ao Zebrão. Quebra-molas e faixas receberam nova pintura, a fim de tornar o trânsito da área mais seguro para condutores e pedestres. O Settran planeja realizar a revitalização das sinalizações horizontal e vertical na região de Carneirinhos e nas vias que recebem recapeamento asfáltico em toda a cidade.

Prefeitura de Monlevade realiza aula inaugural do PROUCA

A Secretaria Municipal de Educação deu início na última semana ao PROUCA – Programa Um Computador por Aluno, que irá beneficiar alunos e professores dos anos iniciais e finais. A aula inaugural ocorreu na Escola Municipal Cônego José Higino de Freitas. Os alunos puderam vivenciar os conteúdos didáticos nos notebooks e fizeram uma prova diferente, sem caneta e papel, por meio dos computadores. Depois de finalizadas pelos estudantes, as avaliações foram enviadas diretamente para o computador do professor, que efetuou automaticamente a correção. O PROUCA foi instituído pelo MEC e objetiva incentivar a utilização das tecnologias de informação, de forma a inserir os beneficiários na inclusão digital, ampliando o processo de inclusão digital escolar e promovendo o uso pedagógico das tecnologias de informação e comunicação na rede pública. Ao utilizar da tecnologia no cotidiano escolar, o que se deseja efetivamente é promover o desenvolvimento constante da aprendizagem a partir de um meio de ensino dinâmico que leva alunos e professores para além do espaço físico da sala de aula. Os computadores conectados em rede podem promover a formação de uma sala de aula virtual, onde o conhecimento flui de forma mais autônoma sob a mediação do professor. Para as professoras responsáveis pelas atividades com informática na escola, Elaine Mendonça e Margarete Zunzarren, e o Coordenador do Projeto, Fabrício Brandão, as aulas pautadas no uso do computador e da internet representam mais uma possibilidade didática no sentido de contribuírem para o desenvolvimento do processo de ensino e aprendizagem, bem como para favorecer momentos de pesquisa e de produção do conhecimento.

Casa do Adolescente realiza festa julhina

Na última semana, a Fundação Crê-Ser realizou uma Festa Julhina para as crianças e adolescentes atendidos na Casa do Adolescente, localizada no bairro Novo Cruzeiro. O Prefeito Teófilo Torres e a Diretora da Fundação Crê-Ser Helenita Pinto Melo Lopes prestigiaram o evento. A festa teve grande participação da comunidade local e contou com danças, brindes e distribuição de comidas típicas.

Avenida Contorno passa por nivelamento de bueiros

As ruas e avenidas beneficiadas com recapeamento asfáltico nas últimas semanas receberão serviço de nivelamento de bueiros. A Avenida Contorno, no bairro Vila Tanque, já está sendo contemplada pelo serviço. Posteriormente, estas vias também receberão sinalização horizontal e caiação de meio-fio. Nesta semana, estão sendo asfaltadas as ruas Vinícius de Moraes e Luiz Gonzaga, no bairro Santo Hipólito. Nos próximos dias, o serviço deverá ser executado nas ruas José Silvério, Luciano M. Fonseca e Francisco Moreira Machado, localizadas no bairro Paineiras.

Lei de Incentivo à Cultura

Prefeitura de São Gonçalo prorroga análise de projetos A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo informa que foram prorrogadas por 15 dias as análises dos projetos culturais inscritos no edital 01/2013, da Lei Municipal de Incentivo a Cultura nº 700, de 12 de junho de 2007. A divulgação do resultado estava prevista para o dia 21 de julho de 2013 e com o adiamento estarão disponíveis no site www.saogoncalo.mg.gov.br no dia 06 de agosto de 2013. A prorrogação do período de análise ocorre devido a complexidade de cada projeto apresentado e a promoção de diligências destinadas a esclarecer e complementar as propostas, conforme determina artigo 40 do edital. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (31)3820-1903.

Prefeitura de Monlevade inicia obra do Jacuí

Teve início no dia 18, as obras de canalização em bueiro no córrego Jacuí. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em 120 dias. A Construtora Pontes de Minas apresentou a menor proposta e está executando a obra, que terá o custo de R$635.405,50.

29 de julho de 2013

Uso de imagem

Pessoas estão usando fotos do jornal Na Boca do Povo, não da os créditos, isso é crime. Será acionado a justiça.

24 de julho de 2013

Jovens representam São Gonçalo na 28ª Jornada Mundial da Juventude

Dez jovens de São Gonçalo do Rio Abaixo representarão o município na 28ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontecerá de 23 a 28 deste mês na cidade do Rio de Janeiro e contará com a presença do Papa Francisco I. Os são-gonçalenses integram uma comitiva de 50 pessoas pertencentes a regional 2 da Diocese de Itabira / Coronel Fabriciano. São Gonçalo é a cidade com maior número de representantes da comitiva. Na última semana o prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho recebeu os jovens, juntamente com o Padre José Marcelino Magalhães Filho, em seu gabinete e desejou bons trabalhos na Jornada. “Desejo muito sucesso e que todos vocês que representem bem o nosso município na Jornada Mundial, porque é uma experiência única, já que este ano ela acontece no nosso país e, na próxima edição será realizada em outra nação”, observou o prefeito. Durante o encontro, Padre Marcelino elogiou o município pela criação da Secretaria Municipal de Juventude e a sua importância para o apoio e o acompanhamento dos jovens são-gonçalenses. “São Gonçalo passou a ser um exemplo pela criação da Secretaria de Juventude. São poucas cidades do estado e do país que tem essa referência para os jovens”, destacou. Os jovens viajarão com apoio da Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo. Jornada Mundial da Juventude A Jornada Mundial da Juventude, que se realiza anualmente nas dioceses de todo o mundo, prevê a cada dois ou três anos um encontro internacional dos jovens com o Papa, que dura aproximadamente uma semana. A última edição internacional da JMJ foi realizada em agosto de 2011, na cidade de Madri, na Espanha, e reuniu mais de 190 países. A edição do Rio de Janeiro tem como lema “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19). A primeira JMJ foi realizada em Roma, no ano de 1986, em nível diocesano. Sua origem vem dos encontros do Papa João Paulo II com os jovens em 1984 e 1985. Em 1984 foi celebrado na Praça São Pedro, no Vaticano, o Encontro Internacional da Juventude, por ocasião do Ano Santo da Redenção, quando foi entregue a Cruz Peregrina aos jovens. No ano de 1985 o Santo Padre anunciou a instituição da Jornada Mundial da Juventude.

Prefeito de São Gonçalo assina ordem de serviço para obras em comunidades rurais

O prefeito de São Gonçalo do Rio Abaixo, Antônio Carlos Noronha Bicalho, assinou na manhã desta sexta-feira (12), o contrato e a ordem de serviço para execução das obras de pavimentação asfáltica na comunidade de Machado e do acesso a comunidade de Martins à MG-129. O contrato também prevê o calçamento no entorno da Escola de Tempo Integral que está sendo construída em Vargem Alegre e está em fase de acabamento. As obras serão executadas pela Construtora Linhares Ltda, vencedora da licitação e começam nos próximos dias. Elas tem prazo de seis meses para ficarem prontas.

Livro sobre resgate da flora de canga é lançado com apoio da Vale

A flora canga, ou campo rupestre ferruginoso, é a vegetação típica de solos rochosos com alta presença de ferro. Apesar de estar presente em grandes áreas do chamado quadriláterro ferrífero de Minas, o conhecimento voltado para a compreensão e conservação dessa vegetação ainda é relativamente pequeno. Para trazer mais informação sobre o assunto, a bióloga e pesquisadora Miriam Pimentel Mendonça, da Fundação Zoobotânica de Belo Horizonte, lançou, com apoio da Vale, o livro "O resgate da flora de canga", este mês. O livro pode ser tratado como um guia para pesquisadores. Além de situar o leitor no contexto da discussão acerca das questões que envolvem o resgate de flora e da recuperação de áreas degradadas, o livro apresenta procedimentos metodológicos, técnicas básicas de investigação, o trabalho com as plantas, estudo das populações de plantas silvestres, estudo do ambiente e técnicas especializadas. O livro traz ainda um estudo de caso sobre a Mina Capão Xavier, da Vale, em Nova Lima. A pesquisadora mostra o projeto de resgate de flora na mina de Capão Xavier, pela Vale e Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte entre 2001 e 2005. Seminário Paralelamente ao lançamento do livro, a Vale, em parceria com diversas instituições públicas e privadas, promoveu o "Seminário sobre Conservação e Recuperação dos Campos Rupestres". Cerca de cem pessoas estiveram presentes no auditório do Memorial Minas Gerais Vale, na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, no início do mês. Além da Vale, a Fundação Zoobotânica, a Prefeitura de Belo Horizonte, a Gerdau, o Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (Sindiextra) e a V&M do Brasil participaram do evento. O objetivo foi promover maior entendimento sobre o complexo de vegetação associado ao substrato ferruginoso, presente nos campos rupestres. Um dos palestrantes foi o professor da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Elpídio Inácio Fernandes Filho. Segundo ele, "os esclarecimentos de estudos sobre vegetação devem ser cada vez mais constantes, levando em consideração a situação atual do meio ambiente e a necessária vinculação das empresas e pessoas à sustentabilidade". Também da UFV, o professor Cláudio Coelho de Paula, enalteceu o incentivo da Vale e demais instituições presentes no evento. "O que está acontecendo aqui é um marco na história do conhecimento que vem elucidar muitas situações existentes na região do quadrilátero ferrífero. Parabéns a todos vocês que investiram nesse seminário", afirma o professor. "Incetivar a troca de informações sobre os campos rupestres é essencial para ajudar a conserva-los. Boa parte desse conhecimento está partindo das próprias mineradoras da região, que, apesar de ocupar apenas 2% da área do quadrilátero ferrífero, tem realizado estudos ambientais sobre campo rupestre há alguns anos", afirma Alberto Bernardo, Gerente-Geral de Relações Institucionais da Vale.

Prefeitura de Monlevade continua inscrições para o PELC

Na segunda e terça-feira, a Secretaria de Esporte e Lazer de João Monlevade lançou o PELC – Programa Esporte e Lazer da Cidade nos bairros Estrela Dalva e Promorar, respectivamente. Cama elástica, pipoca, treino de futsal e diversas outras atrações proporcionaram diversão para as pessoas de todas as idades que prestigiaram os eventos. O Programa oferece vagas em várias modalidades de esportes e lazer e, em sua primeira semana de inscrições, conta com 230 inscritos no núcleo Estrela Dalva e 210 no núcleo Promorar. Cada núcleo tem capacidade para 400 alunos. As aulas tiveram inicio ontem, 10, nos dois núcleos. Os interessados que residem na região ainda podem procurar os professores nos núcleos, localizados na quadra do Promorar e Centro Esportivo Henry Meyers, nos horários 7 às 11h e 13 às 17h, para fazer a inscrição. O PELC é uma parceria da Prefeitura de João Monlevade com o Ministério de Esporte e tem como objetivo democratizar o acesso da comunidade de todas as faixas etárias a diversas atividades e modalidades esportivas educacionais.

Associação de Assistência Social de São Gonçalo mantém hortas comunitárias em comunidades rurais

Desde a sua implantação em 2009, a Associação de Assistência Social de São Gonçalo do Rio Abaixo (AASSGRA), antigo Cates, vem contribuindo para a geração e oportunidade de emprego e renda às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Lá são oferecidas oportunidades de capacitação dos beneficiários, buscando a integração com todos os programas municipais e envolvendo toda a comunidade, moradores das áreas urbana e rural. A associação possui parceria com a Prefeitura Municipal e realiza diversos serviços como limpeza nas comunidades, costura, produção de vassouras, o que rendeu ao município o Prêmio Boas Práticas na Gestão Municipal, da Associação Mineira dos Municípios no ano de 2011. Agora a AASSGRA mantém hortas comunitárias nas comunidades rurais de São Gonçalo do Rio Abaixo, entre elas: Una, Demanda, Santa Rita de Pacas e Carrapato. Parte do que é produzido é doado à população e outra parte é comercializada. O supervisor das hortas Antônio Carlos dos Santos, o ‘Guelo’, ressalta a satisfação dos envolvidos com o trabalho realizado. “Tanto a população que recebe as hortaliças quanto as pessoas responsáveis por cuidar das hortas ficam satisfeitas com o trabalho. Isso é muito gratificante para todos nós”, disse.

Comercialização de banana produzida em São Gonçalo cresce cinco vezes em dois anos

Desde o ano de 2009, São Gonçalo do Rio Abaixo se tornou produtor de banana com a implantação do Programa Gerando Frutos pela Prefeitura Municipal. O programa beneficia produtores rurais em todo o município com o fornecimento de mudas e assistência técnica especializada para o cultivo da fruta e ainda contribui na comercialização da produção. A comercialização da fruta teve início em 2011, ano em que foram vendidas 70 toneladas. Desde então, a venda da banana cresceu mais de cinco vezes em relação ao primeiro ano. Somente no primeiro semestre de 2013, os produtores, juntos, venderam 380 toneladas, superando as expectativas. Vale lembrar que o “Gerando Frutos” conta com a participação de 55 produtores, em área total de 65 hectares, com 50 hectares em produção. A banana, em sua maioria, é destinada ao Ceasa e também a beneficiadores da fruta, por exemplo, fabricantes de banana chips e de doces da região. Segundo José Martins Moreira, produtor rural na comunidade de Rio Claro, que conta com a ajuda de sua esposa na lavoura, trocou a criação de gado de leite pelo cultivo da banana e tem sentido o retorno desde que começou a produção em 2009. “A produção da banana é muito boa, o preço é bom. Não tem nada sem trabalho, mas a gente vê o retorno. Com a banana eu consigo fazer um maior volume com uma área menor. Desde que comecei fui aumentando a área plantada, aumentando um pouco a cada ano”, disse. Com o Programa Gerando, a intenção da Prefeitura é potencializar a agricultura no município, oferecer mais oportunidades de geração de trabalho e renda ao homem do campo, além de tornar São Gonçalo pólo produtor de banana.

DAE Capacita leituristas e equipe administrativa

Nesta quinta-feira, 11, o Departamento de Águas e Esgotos de João Monlevade está promovendo uma capacitação para a equipe administrativa e leituristas da autarquia. O curso “Como evitar desperdício e fraudes no fornecimento de água” ocorre no Auditório da Prefeitura e está sendo ministrado por Luiz Eugênio de Carvalho, Gestor Ambiental e Perito em localização de fraudes no sistema de abastecimento de água. Hoje, a cada 100 ligações de água, 3 são fraudulentas. Estas ligações ilegais trazem enormes prejuízos e danos à sociedade, já que os seus responsáveis não se preocupam com economia e gasto inteligente da água. Segundo estimativas do palestrante, cada uma destas ligações clandestinas tem, em média, um consumo superior ao de 15 ligações legais. Com estas informações, o DAE busca capacitar seus funcionários para a identificação e combate a estas ligações fraudulentas em todo o município, gerando economia para a autarquia e otimizando o fornecimento de água para toda a cidade.

Prefeitura de Monlevade divulga resultado de licitação do Jacuí

Na tarde de ontem, 10, foi realizado o processo licitatório objetivando a contratação de empresa para execução de obras de canalização em bueiro no córrego Jacuí. Todas as empresas presentes foram habilitadas. A que apresentou menor proposta foi a Construtora Pontes de Minas, que pediu pela obra o total de R$635.405,50. A proposta da Nilson Gonçalves Filgueiras teve o valor de R$637.097,01 e da Rocha Construtora foi de R$680.765,50. Os documentos foram encaminhados o setor jurídico da Prefeitura e, depois da homologação do processo e da assinatura do contrato, a obra será iniciada. A previsão de conclusão dos serviços é de 120 dias.

Prefeitura de Monlevade prepara PPA

Cidadãos são convidados para participar da consulta popular visando elaborar o Plano Plurianual (PPA) referente ao quadriênio 2014-2017 A Prefeitura de João Monlevade dará início na próxima semana a uma série de consultas populares visando ouvir a população sobre seus anseios de obras e serviços para a elaboração do Plano Plurianual (PPA), referente ao quadriênio 2014-2017. Serão montadas tendas em diversos locais da cidade para a realização das pesquisas, cuja participação da comunidade é de fundamental importância para que possam ser definidas as prioridades da cidade e dos bairros, a fim de se planejar os investimentos para os próximos quatro anos. As pesquisas serão realizadas em praças, postos de saúde, escolas e locais de grande movimentação de pessoas. O formulário também pode ser retirado no site da Prefeitura, a partir de segunda-feira, 15, e, depois de preenchido, enviado por e-mail ou entregue em qualquer repartição pública até o dia 24 de julho. A previsão é de que, ainda neste mês, seja realizada a audiência pública para apresentação à população dos resultados destas pesquisas. Até o mês de setembro o projeto será enviado à Câmara Municipal para apreciação e aprovação. O Plano Plurianual – PPA, que está previsto no artigo 165 da Constituição Federal e na Lei Complementar 101/00 – LRF, é um instrumento com o qual se decide quais são os investimentos prioritários para um período de quatro anos. Tem vigência do início do segundo ano de um mandato até o final do primeiro ano do mandato seguinte. Também prevê a atuação do Governo, durante o período mencionado, em programas de duração continuada já instituídos ou a se instituir no médio prazo. A partir do PPA se define o orçamento da Administração Municipal para cada exercício, dentro do prazo vigente do plano.

Com apoio da Prefeitura, UFOP João Monlevade promoverá Festival de Inverno

João Monlevade terá sua primeira versão do Festival de Inverno, realizado pela UFOP “Em tempos diversos” aparece com o intuito de resgatar a cultura local e difundi-la a outros ritmos, sensações e gostos. As atrações musicais do evento vão do rock ao MPB e pretendem agitar a cidade entre os dias 18 a 28 de julho, período em que acontece a extensa programação do Festival de Inverno. A Prefeitura de João Monlevade e a Fundação Casa de Cultura apoiam o evento. A empreitada cultural contará também com a SEDA - Semana Audiovisual, que parte da iniciativa de produtores locais e soma de forma significativa as atrações do evento. Durante a SEDA, serão oferecidas oficinas de cobertura colaborativa, produção de áudio para vídeo, palestra, exibições de filme e lançamento de um curta produzido na cidade, além de apresentações musicais e intervenções teatrais. O I Festival de Inverno da UFOP em João Monlevade vem trazendo a tradição ouropretana para a nossa cidade, além do desenvolvimento tecnológico e a promoção da cultura para o município. Na programação, há atração para todos os gostos e público, com apresentações de teatro, música e dança, artistas e grupos locais e regionais, e conta até com uma atração internacional, além de oficinas de artesanato e teatro, debate com docentes da UFOP e sociedade local, e outros inúmeros eventos que visarão a inserção da comunidade acadêmica local no debate e criação da nossa realidade.

Prefeitura de Monlevade planeja trabalho de organização pública

Na última segunda-feira, 8, Executivo Municipal enviou para Câmara de João Monlevade o projeto de lei objetivando melhorar o controle do crescimento urbano através de conscientização e correta orientação à população através da organização e dinamização nas vias públicas, mudando a paisagem urbana, o que resultará em melhorias de qualidade de vida para os cidadãos e maior valorização dos imóveis e da cidade. Através de convênio firmado com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais – CREA, Federação das Associações de Engenharia Arquitetura e Agronomia do estado de Minas Gerais – FAEA MG, e Associação de Engenheiros, Arquitetos, Agrônomos e Associação de Engenheiros, Associação dos Engenheiros de João Monlevade – AEJM seria disponibilizado ao município auxílio na verificação e orientação da lei de uso e ocupação do solo, postura e pré-análise de projetos, representando um novo conceito na relação da Administração Municipal com os cidadãos. Com isso, estas entidades promoveriam ações conscientizando e orientando a população acerca dos códigos de posturas e obras, bem como no cumprimento da legislação pertinente. Desta forma todas as situações que ferem os códigos de obras e posturas seriam verificadas e, havendo qualquer problema não previsto ou em contrariedade com a lei, inicialmente é solicitada a correção e no segundo momento a notificação, procedendo as possíveis multas e embargos necessários. O Executivo avalia que este convênio representará um avanço para a organização urbana da cidade. Com a aprovação da proposta, os processos de análises e aprovações podem se tornar mais ágeis, orientando a população sobre as incorreções e ilegalidades cometidas. Trata-se de um instrumento para corrigir, coibir, instruir e ajudar nas diversas situações que deterioram a paisagem urbana, como ocupações desordenadas, ocupações em áreas de risco, loteamentos clandestinos, baixa qualidade das edificações e a autoconstrução, construções irregulares, instabilidade psicossocial devido ao caos urbano.

Proerd forma 220 alunos de São Gonçalo

O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) formou 220 alunos de sete escolas das áreas rural e urbana de São Gonçalo do Rio Abaixo, na noite da última terça-feira (9). A cerimônia foi realizada na Escola Integral e reuniu, além dos formandos, professores, pais de alunos, representantes da Polícia Militar e o leãozinho Dare, mascote do programa. O Proerd é um programa da Polícia Militar em parceria com a Prefeitura e as escolas com o objetivo de prevenir o uso indevido de drogas por crianças e adolescentes. Ele é desenvolvido quando ainda estão no quinto ano, como forma de evitar o seu primeiro contato com as drogas. Participaram do curso alunos da Escola Integral, Escola Manoel Gonçalves Moreira e das Escolas de Santa Rita de Pacas, São José, Recreio, Jurubeba e Cedro. Esta é a sexta turma formada pelo programa em São Gonçalo. O curso o teve início em março e foi ministrado pelo soldado Carlos Alberto Gualberto Brandão, que passou informações sobre os diversos tipos de drogas lícitas e ilícitas existentes e seus perversos efeitos no organismo das pessoas e na sociedade. Durante o período de curso foi realizado um concurso de redação sobre o programa, que premiou alunos participantes do Proerd. O prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho destacou o trabalho realizado pela Polícia Militar junto aos jovens. “O Proerd é um marco na história da Polícia Militar de Minas Gerais. Os resultados positivos do programa se elevam a cada ano, com o valoroso trabalho social junto aos nossos jovens, especialmente aqueles que estão na faixa entre 9 e 11 anos de idade. A distância das drogas, dos maus exemplos, da intolerância com amigos e colegas, a capacidade de entender o que é certo ou errado, são os caminhos saudáveis e indispensáveis para você ter uma vida melhor e viver mais feliz”, disse o prefeito.

CENIBRA ENCERRA SIPAT COM O MÁGICO DALMIR SANT'ANNA

Evento contribui para conscientizar os empregados sobre a importância da família na vida de cada um. Durante o período de 8 a 12 de Julho, a CIPA da CENIBRA e das Empresas Prestadoras de Serviços realizam a 17ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT Integrada), na Fábrica. As palestras e outras atividades abordam o tema será Segurança e Família e o slogan: “Não Destrua os sonhos de sua família. Comprometa-se com a Segurança!”. Na quinta-feira, 11/7, os empregados serão os artistas e apresentação Paródias de diversas músicas durante um Concurso que premiará as duas melhores performances. Encerramento Nesta sexta-feira, 12/7, o palestrante mágico Dalmir Sant"Anna encerra a Semana. Dalmir é de Santa Catarina e já foi premiado nos últimos anos pelo SBT e pela Record News, conquistando o prêmio “Palestrante Destaque Empreendedor". É mestrando em administração de empresas, pós-graduado em gestão de pessoas e bacharel em comunicação social. Um profissional que não parou no tempo, dedicando-se ao estudo sobre o comportamento humano e o desafio de aliar informação acadêmica às exigências do competitivo mercado de trabalho. Na área educacional, é professor de pós-graduação e autor dos livros: “Oportunidades” e “Menos pode ser Mais”. Apresentou palestras nos 27 Estados brasileiros e também no exterior. Com uma linguagem envolvente e constante atualização literária, escreve regularmente como colunista em conceituadas revistas, sites e jornais de circulação nacional, com temas relacionados à gestão de pessoas e comportamento humano. Dalmir apresentará a palestra "Comprometimento como fator de diferenciação na relação família e segurança". O tema abordará as habilidades fundamentais de um profissional vitorioso comprometido para o desempenho, fortalecimento do trabalho eficaz e no alcance das metas e objetivos pessoais. Na apresentação, o palestrante também explora as três dimensões do comprometimento e como elas podem gerar diferenciais competitivos na relação família e segurança no trabalho. Segurança como Prioridade Para a CENIBRA, os empregados são responsáveis pelas conquistas que marcam a trajetória da Empresa. Por isso, investe na melhoria contínua da qualidade de vida, priorizando a segurança no trabalho. A importância da saúde e segurança ocupacional no dia a dia é evidente. A ausência de segurança nos ambientes de trabalho no país gera enormes gastos anuais. As consequências dos acidentes afetam não apenas a produtividade e a competitividade das empresas, mas comprometem também a família. Ameaçam a vida, gerando impacto social, econômico e sobre a saúde pública. Além de disponibilizar equipamentos de proteção individual e coletiva; promover Diálogos Diários de Segurança, campanhas, a CENIBRA estabelece normas e reforça a importância da Segurança como um valor determinante para a preservação da vida.

Beneficiários assinam contrato do Minha Casa, Minha Vida em São Gonçalo

Na manhã desta terça-feira (9), 36 beneficiários assinaram com a Caixa Econômica Federal o contrato do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, para o financiamento de apartamento do Condomínio Monte Verde em São Gonçalo do Rio Abaixo. A solenidade de assinatura foi realizada no Centro Cultural e contou com os beneficiários, representantes da Prefeitura e da Caixa. O Residencial Monte Verde terá dois blocos com 36 apartamentos de três quartos com área privativa coberta de 53,11 metros quadrados e uma vaga de garagem. Também terá área de lazer com quadra e salão de festas. O empreendimento, o primeiro no município contemplado no programa Minha Casa, Minha Vida, tem como objetivo diminuir o déficit habitacional no município e propiciar à população a realização do sonho da casa própria. A Prefeitura doou o terreno, localizado próximo à Escola Integral. A obra será executada pela RDR Engenharia Ltda, que estipulou prazo de 15 meses para concluir a obra. Em fato inédito, a Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo tomou a iniciativa de dar aos beneficiários o mesmo subsídio dado pelo governo federal, ou seja, dependendo da renda de cada beneficiado, a Prefeitura de São Gonçalo contribuiu com a quantia de R$4 mil a R$17 mil. O gerente regional de Governo da Caixa, Maurílio de Paula Bonfim, falou da importância do programa Minha Casa, Minha Vida para a conquista da primeira casa e destacou a parceria da Prefeitura para a realização do empreendimento. Ele também ressaltou os benefícios concedidos pelo governo para a aquisição do imóvel. “Por fazer parte do colar metropolitano, beneficiários de São Gonçalo do Rio Abaixo poderão ter subsídio de até R$18 mil, de acordo com a renda bruta familiar. O prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho destacou o compromisso do seu governo com o desenvolvimento social. “É o compromisso do governo municipal em facilitar ao cidadão a conquista da casa própria, não só aproveitando a oportunidade criada pelo programa Minha Casa, Minha Vida, mas agregando valor com recursos próprios do município e investindo no desenvolvimento social. Quando assumi o cargo de prefeito afirmei que São Gonçalo continuaria sendo exemplo como canteiro de obras, mas que a prioridade de nosso governo seria efetivos investimentos no desenvolvimento social”, disse. O Minha Casa, Minha Vida é um programa do governo federal que tem transformado o sonho da casa própria em realidade para muitas famílias brasileiras. Em geral, o Programa acontece em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos.

Prefeitura de São Gonçalo vai até comunidades para ouvir população

Prefeito Antônio Carlos e equipe atendem população diretamente na zona rural Teve início nesta segunda-feira (8), em São Gonçalo do Rio Abaixo, o programa “Prefeitura Presente - O governo vai até você”, que consiste no atendimento à população das comunidades rurais pelo prefeito municipal, vice-prefeito, secretários e parte da equipe para ouvir as sugestões e solicitações. A primeira localidade a receber a equipe da Prefeitura foi Vargem Alegre, que teve cerca de 60 pessoas atendidas no período entre as 19 horas e 21 horas. O objetivo da ação é aproximar a administração municipal da população e manter um diálogo direto e constante com as comunidades de São Gonçalo do Rio Abaixo. No local do encontro a população tem acesso a todas as secretarias e seus responsáveis, que fazem o atendimento em locais identificados. Para Flávia Aguiar, 27 anos, moradora da comunidade, a iniciativa pode promover melhorias para a população. "Acho bacana o contato direto do prefeito e sua equipe com o povo. É uma iniciativa que pode facilitar na execução de obras com prioridades em cada comunidade. Acredito que nem todos têm oportunidade nem disponibilidade para expor os reais problemas para nossos governantes na correria do dia a dia. O 'Prefeitura presente’ é um grande passo pra todos! Espero que o que realmente é necessário seja executado”, disse. Outro morador de Vargem Alegre, Geraldo Eustáquio Oliveira, 49 anos, elogiou e destacou a importância de ter contato direto com o prefeito. “É muito bom, pois a população fala o que está precisando na comunidade. Não adianta prefeito só pedir voto, ele também tem que ouvir a população”. O prefeito Antônio Carlos Muito satisfeito com a aproximação, o prefeito Antônio Carlos destacou a produtividade do atendimento que revelou diversas necessidades da população local. “Essa ação foi muito proveitosa e espero que seja assim em todas as comunidades. Iremos às comunidades para ouvir a população e nada melhor do que nossa equipe nos acompanhar e saber dos anseios de cada localidade.”, ressaltou o prefeito. De acordo com ele as solicitações serão avaliadas e colocadas em discussão para assim estabelecer prazos e metas para executá-las.

HORTA COMUNITÁRIA

No último sábado 6/7, foi revitalizada a horta comunitária de Santana do Paraíso. Em plena atividade, a área é fruto de uma parceria do Instituto CENIBRA com a Prefeitura Municipal, com o objetivo de implantar uma horta comunitária, farmácia verde e atividades de fomento à piscicultura e apicultura. O projeto, que contempla 50 pessoas, visa incentivar pequenos produtores rurais e estimular a geração de trabalho e renda na área rural do município. "Esta é mais uma iniciativa do Instituto, no intuito de promover o desenvolvimento regional, a partir de ações que gerem trabalho e renda, saúde e bem-estar social" declara Leida Hermsdorff Horst Gomes, Coordenadora de Comunicação Corporativa e Relações Institucionais, responsável também pelo instituto CENIBRA. Os projetos de geração de trabalho e renda desenvolvidos pelo Instituto CENIBRA têm contribuído para o processo de transformação social de forma efetiva, com a promoção da cidadania e do bem-estar da comunidade. Para determinar as ações, o Instituto utiliza como parâmetro o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a cultura e a vocação econômica de cada município de atuação.

PELC é lançado no Estrela Dalva

Foi lançado hoje, 8, no bairro Estrela Dalva, o PELC – Programa Esporte e Lazer da Cidade. Grande público este presente no Centro Esportivo Henry Meyers para conhecer este programa tão importante para o esporte e lazer do município. Cama elástica, pipoca, treino de futsal e diversas outras atrações proporcionaram diversão para as pessoas de todas as idades que prestigiaram o evento. Amanhã, 9, ocorre o lançamento do PELC no Campo e Quadra do bairro Promorar, nos horários de 8h30 às 10h30 e 13h30 às 15h30. O PELC é uma parceria da Prefeitura de João Monlevade com o Ministério de Esporte e tem como objetivo democratizar o acesso da comunidade de todas as faixas etárias a diversas atividades e modalidades esportivas educacionais. Os primeiros núcleos a receber o programa são os bairros Estrela Dalva e Promorar. A estimativa é de que atenda 400 participantes em cada núcleo.

Teatro Móvel Giramundo reúne centenas de pessoas em São Gonçalo

Com o patrocínio da Vale e o apoio da Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo, o município recebeu na noite de domingo (7), o Teatro Móvel Giramundo com a peça “O Carnaval dos Animais”. O evento reuniu centenas de pessoas na Praça Central. O Teatro Móvel é um programa de circulação de espetáculos, oficinas e exposições ligadas ao teatro de bonecos. Seu principal objetivo é a educação pelo entretenimento e o contato com comunidades fora do circuito cultural das grandes cidades. O projeto é patrocinado pela Vale desde o início, em 2004. Os espetáculos usam como palco um caminhão com carroceria adaptada que permite apresentações de grande qualidade técnica mesmo em regiões sem infraestrutura para eventos deste gênero. Em “O Carnaval dos Animais”, o grupo utiliza a requintada técnica de animação de marionetes a fio. No palco esteve a maior coleção de marionetes a fio reunida em uma peça do repertório do Giramundo. O enredo aborda a decisão do Rei Leão de dar uma festa na floresta. Ele convida todos os animais, no entanto, inexplicavelmente, proíbe a entrada de animais de boca grande. A decisão gera conflito com alguns bichos que, revoltados usam artifícios e expedientes para participarem da confraternização, causando enorme alvoroço.

CAT/SINE volta a emitir Carteira de Trabalho

O serviço de emissão de Carteira de Trabalho, que estava sendo feito apenas nas cidades de Nova Era e São Gonçalo do Rio Abaixo, voltou a ser realizado no dia 8, pelo Centro de Apoio ao Trabalhador (CAT/Sine) de João Monlevade. Os interessados em solicitar o documento devem comparecer ao CAT/SINE de segunda a sexta-feira, de 7 às 12h, na rua Armando Batista, 167, Rosário, portando os documentos: 1- TELA DE PIS (retirada na CEF) – É EXIGIDO ORIGINAL 2- CPF – Original e xerox 3- Documento de identificação, legível, original ou autenticado em cartório (Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento, ou Casamento). Não é aceita a Carteira de motorista como documento principal, pois não consta o LOCAL DE NASCIMENTO do solicitante – Original e xerox 4- Comprovante de Residência com CEP – Original e xerox 5- Titulo de Eleitor (Opcional) – Original e xerox 6- CNH (Opcional) – Original e xerox * OBS: A FOTO é tirada na hora, De acordo com a Portaria 210/2008. Já para emissão da 2ª Via do documento, os interessados devem levar: 1- EXTRATO DE FGTS (analítico) e TELA DO PIS - Original 2- CPF – Original e xerox 3- Documento de identificação, legível, original ou autenticado em cartório (Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento, ou Casamento). Não é aceita a Carteira de motorista como documento principal, pois não consta o LOCAL DE NASCIMENTO do solicitante – Original e xerox 4- Comprovante de Residência com CEP – Original e xerox 5- Titulo de Eleitor (Opcional) – Original e xerox 6- CNH (Opcional) – Original e xerox * OBS: A FOTO é tirada na hora, De acordo com a Portaria 210/2008. - Apresentar a(s) carteira(s) anteriores e documentação citada acima, exceto o B.O.

Orquestra Jovem da Estação da Música de Santa Bárbara apresenta clássicos do cinema em concerto

As trilhas sonoras dos clássicos do cinema foram a base para o concerto da “Orquestra Jovem de Santa Bárbara”, da Estação da Música José Luis Pinto Coelho”. A apresentação aconteceu no último dia 10 de julho, no cinema. O projeto chamado de “Sinfonia das Telas” teve como objetivo trazer ao grande público os principais compositores de trilhas do mundo, como Morricone, John Williams, Carlos Gardel, dentre outros. A apresentação contou com o um grande público, que fez questão de prestigiar os alunos. A Estação da Música é voltada para alunos da rede municipal de educação, a partir do 4° ano, entre nove e 19 anos, e completa o Música na Escola, projeto que inclui aula de música dentro da grade curricular na rede municipal de ensino. A Escola funciona no antigo Armazém da Estação Ferroviária e disponibiliza aulas de canto, flauta transversa, clarineta, sax alto, sax tenor, trompa, trompete, trombone, violino, viola (de orquestra), violoncelo, contrabaixo, violão, guitarra, baixo elétrico, bateria, piano e percussão. Atualmente, 214 alunos matriculados nas séries do Ensino Fundamental, frequentam os diversos cursos oferecidos pela Estação. A escola tem como o principal objetivo dar ao aluno uma formação solidificada na música erudita. Além da prática constante o aluno tem a possibilidade de aprofundar os seus estudos musicais em aulas teóricas ricas em conteúdo e fundamentadas nas principais metodologias de ensino de música do mundo.

Vale contrata linha de crédito rotativo de US$ 2 bilhões

A Vale anuncia a contratação de uma nova linha de crédito rotativo (revolving credit facility) no valor de US$ 2,0 bilhões, com prazo de cinco anos em uma transação de melhores esforços (best effort transaction). A linha de crédito rotativo foi contratada junto a um sindicato composto por 16 bancos comerciais globais, incluindo Barclays, Bank of Tokyo-Mitsubishi UFJ, BNP Paribas, Crédit Agricole, Citibank, Deutsche Bank, HSBC, Intesa San Paolo, JP Morgan, Mizuho, Natixis, Royal Bank of Canada, The Bank of Nova Scotia, Société Générale, Standard Chartered e Sumitomo. A Vale e algumas de suas subsidiárias podem sacar a linha de crédito rotativo a qualquer momento, ao longo de cinco anos. Com esta nova linha, o total em linhas de crédito rotativo será de US$ 5 bilhões, visto que temos uma linha de US$ 3 bilhões existente, que vencerá em 2016. Este instrumento forma um significativo colchão de liquidez no curto prazo e possibilita maior eficiência da gestão do caixa, sendo consistente com o nosso foco estratégico na minimização do custo do capital.

São Gonçalo do Rio Abaixo condecora personalidades com Grande Medalha

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo realiza a cada dois anos, durante o Festival de Inverno da cidade, a outorga da maior honraria do município, a “Grande Medalha Cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo”. Este ano, a homenagem ocorrerá no dia 26 de julho, no Centro Cultural, e faz parte do 9º Festival de Inverno do município que acontecerá de 19 a 28 deste mês. Criada através do decreto nº 069 de 23 de maio de 2007, a comenda tem o objetivo de preservar a memória pública, da cultura, das pessoas e tudo que promova o desenvolvimento, engrandecimento e elevação do nome do município. De acordo com o decreto, as indicações para receber a homenagem são submetidas à aprovação do Conselho de Agraciamento, criado anualmente por portaria do Prefeito, tendo como presidente do conselho o(a) atual presidente da Câmara Municipal. Homenageados de 2013 Vitalino Dias, nascido em 10 de julho de 1951 (61 anos) Casado com Zita José Ferandes Dias é pai de Natália Fernandes Dias Ribeiro e Natávia Gonçalves Dias. Nasceu e morou por quase toda sua vida em São Gonçalo do rio Abaixo. Trabalhou na empresa Sempre Viva em Itabira e iniciou a carreira na Prefeitura de São Gonçalo por volta de 1983. Por muito tempo trabalhou na ambulância da Secretaria da Saúde no transporte de enfermos e sempre utilizou o seu carisma para ajudar as pessoas. Aposentou-se como motorista em 2010. Muito ligado as questões religiosas, ele é o responsável por bater o sino da igreja, em dias alternados, há muitos anos. Raimundo Nonato Barcelos, nascido em 12 de junho de 1953 (60 anos) Casado com Tânia Maria Gonçalves Barcelos e pai de Diego, Karina e Daniele Barcelos. Natural de São Gonçalo do Rio Abaixo, ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal. Filho de José de Barcelose Raimunda Rosa Keles, Raimundo Nonato Barcelos (Nozinho) foi eleito prefeito de São Gonçalo em 2004, sendo reeleito em 2008. Com visão responsável, Nozinho trabalhou de olho no futuro, buscando garantir melhor qualidade de vida para a população de sua terra, priorizando ações em todas as áreas. Como consequência desse trabalho, São Gonçalo se transformou e agora vive um momento de pleno desenvolvimento e grande visibilidade no contexto do Médio Piracicaba, do Estado e até mesmo do País. Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido a frente do município, Raimundo Nonato Barcelos recebeu diversas homenagens e prêmios de destaque nacional. Ele encerrou seu mandado com o título de melhor prefeito de Minas Gerais e figurou entre os quatro melhores prefeitos da região Sudeste do Brasil, com o Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor – Juscelino Kubitschek 2011/2012. Isabel Rodrigues, nascida em 6 de janeiro de 1947 (66 anos) Costureira, ex-vereadora - Nunca foi casada e não tem filhos. Trabalhou como costureira em uma empresa de confecção de vestuário feminino chamada Ganga Confecções, no bairro Niterói, por 5 anos onde chegou a ser gerente. Foi vereadora por um mandato, pelo PMDB, de 1983 a 1988. Foi secretária da mesa diretora em 1985. Tanto como cidadã, quanto como vereadora, Isabel sempre foi muito dedicada as causas de pessoas carentes e menos favorecidas, em especial as crianças e as viúvas. Repartia seu salário de vereadora para ajudar as pessoas e até hoje dedica grande parte do seu tempo para ajudar os menos favorecidos. Deputado Federal Bernardo Santana, nascido em 8 de dezembro de 1975 (37 anos) Filho de José Santana de Vasconcellos Moreira e Lourdes Rocha de Vasconcellos Moreira, Bernardo Santana de Vasconcellos é casado, pai de três filhos, advogado pós-graduado em Direito de Empresa (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC/MG) e pós-graduado em Direção Estratégica e Marketing (Fundação Getúlio Vargas – FGV/ SP) e produtor rural. Natural de Belo Horizonte, foi eleito Deputado Federal para 54ª Legislatura (2011-2015). Bernardo Santana é deputado federal majoritário em São Gonçalo do Rio Abaixo e já trouxe vários benefícios para o município através de emenda parlamentar. As mais significativas foram: recurso de R$400 mil para obras de infraestrutura do Parque de Exposições de São Gonçalo do Rio Abaixo em 2011 e R$ 1.215.500 que beneficiará o município com uma Unidade Básica de Saúde que será construída na comunidade do Una. Maria Flaviana Figueiredo (dona Mariquinha), nascida em 5 de outubro de 1949 (62 anos) Atualmente é presidente da Associação de Pais e amigos dos Excepcionais (Apae). Seu empenho, carinho e cuidado com as pessoas que necessitam de atenção especial começaram logo após o nascimento do filho, Warley de Praga Chaves, que nasceu com deficiência auditiva e vocal. Guerreira, ela também cuida da mãe, que tem 94 anos. Sempre corre atrás para conquistar benefícios para a entidade para melhores e mais direitos para os portadores de necessidades especiais. A Apae recebeu o seu nome, devido a dedicação e carinho tanto com os pais quanto com os alunos. Antônio Daher Padovezi - nascido em 30 de outubro de 1961 (51 anos) Filho de Constantino Padovezi e Suria Daher Padovezi, Antônio Daher Padovezi é casado com Iloéia Pontes Domingues Padovezi e pai de Luiza Domingues Padovezi, Ligia Domingues Padovezi e Beatriz Domingues Padovezi. Ele vem desenvolvendo trabalhos, conjuntamente com a prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo visando para a atração de novas empresas para se instalarem no município. Ele é o interlocutor entre o município e a Vale. Além disso, também é produtor rural há 14 anos e possui uma fazenda na comunidade de Vargem Alegre. Atualmente está investindo na construção de uma fábrica de laticínios no Distrito Industrial 1, onde irá gerar dezenas de empregos e contribuir para o aumento da renda do município. Formado em Engenharia de Minas na UFOP em 1985, está há 20 anos na Vale. Começou como Engenheiro de Processo Mineral, depois Gerente de Processo Mineral em Minas Gerais, Gerente Geral de Planejamento de Longo Prazo, diretor do Sistema Sul, Diretor do Sistema Norte. Desde agosto de 2012, retornou a região como Diretor de Ferrosos Sudeste. Att

Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo é premiada por projeto ambiental

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo foi premiada na noite desta quarta-feira (3) pela Associação Nacional dos Municípios Produtores (Anamup) com o Prêmio Práticas Sustentáveis, destacando o município pelo projeto “Cercar para não Secar”. A Anamup é uma entidade que atua na defesa dos municípios de segmentos produtivos distintos. O prêmio foi entregue ao prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho no 4º Ciclo Anamup de Fóruns Regionais dos Municípios Mineradores – Edição Sudeste, que aconteceu nos dias 03, 04 e 05 de julho, na Fundação Dom Cabral, na cidade de Nova Lima. Com isso, o município também concorrerá ao prêmio em âmbito nacional. O Cercar Para Não Secar é um projeto da Prefeitura de São Gonçalo que remunera os produtores rurais que protegem as nascentes do município. Até março deste ano 474 nascentes do município foram georreferenciadas e cercadas, beneficiando 135 pessoas. O total investido desde a criação do projeto é de R$726.055,00. O pagamento é feito por unidade de nascente e também pela área cercada ao redor da mesma. Para que o proprietário receba o benefício, as nascentes devem estar cercadas e passar por vistoria técnica da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O prefeito destacou a atuação do município na conservação e desenvolvimento ambiental. “Esse prêmio reconhece o trabalho realizado na área ambiental do município. Ao mesmo tempo em que as nascentes são preservadas os produtores recebem uma remuneração que também contribui com o dia a dia da sua propriedade.” Na oportunidade São Gonçalo também recebeu prêmio destaque pelo crescimento do ICMS de 276,66% no período de 2008 a 2012, como primeiro lugar no estado de Minas Gerais.

Situação do curso de Química da Emip é abordada em reunião na Câmara

Na manhã da última terça-feira, dia 2, o vereador Thiago Titó se reuniu com a secretária de Educação, Helena Perdigão Alvarenga; o presidente da Comissão de Educação da Câmara, vereador Vanderlei Miranda; membros da direção da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), campus Monlevade; e com o presidente da Casa, vereador Guilherme Nasser. O objetivo do encontro foi discutir os problemas enfrentados por alunos e professores do curso técnico de Química ministrado na Emip, principalmente com relação ao laboratório. Infraestrutura precária, falta de materiais para a realização de aulas práticas e a construção de um novo laboratório foram as principais questões abordadas durante a reunião. “Solicitei essa reunião para ouvirmos das partes envolvidas o que realmente está acontecendo e buscar soluções para os problemas enfrentados por professores e alunos do curso de Química”, explicou Thiago Titó. Com relação aos materiais de consumo utilizados durante o curso, ficou acordado que será encaminhado à direção da Ufop uma lista com os produtos que estão em falta como reagentes para que os mesmos possam ser adquiridos. A previsão é de que os materiais sejam comprados o quanto antes já que a Ufop tem prazo até o dia 12 para efetuar a compra. Quanto à construção de um novo laboratório para o curso, o presidente Guilherme Nasser disse que o município ofereceu uma área próxima à escola para tal. Contudo, a resposta foi de que o local não é adequado. Com isso, a Administração Municipal estuda a possibilidade de ceder outro terreno. A secretária de Educação se dispôs a fornecer equipamentos e mobiliário que estejam em falta pelo curso de Química, dentro das condições da Secretaria. Novos encontros deverão ser realizados para dar andamento às discussões.

Vereadores, Enscon e CMT se reúnem para discutir possível redução na passagem

O presidente da Câmara, Guilherme Nasser, se reuniu na manhã de ontem, dia 3, com a Comissão de Transporte e Sistema Viário da Casa, presidida pelo vereador Evandro Dias (Tuquinho) e composta por Telles Guimarães (vice-presidente) e Fabrício Lopes (relator). O principal objetivo foi discutir o valor da tarifa do transporte público no município e uma possível redução da mesma. Também participaram da reunião o presidente do Conselho Municipal de Transporte (CMT), Jorge Lial; os diretores da Enscon Viação, Mauro e Eduardo Lara; o secretário de Serviços Urbanos, Sinval Dias; os vereadores Carlos Gomes e Vanderlei Miranda e o procurador jurídico da Casa, Silvan Domingues. O presidente da Casa também se reuniu com o prefeito Teófilo Torres para discutir o assunto. Na ocasião, foram debatidos alguns pontos sobre o valor da passagem em Monlevade e apontadas medidas iniciais para minimizar o impacto junto à população que utiliza o transporte público. A partir de agora, o usuário poderá adquirir o Ensconcard e carregá-lo com a quantidade de passagens que achar necessária. Antes, era preciso, na primeira aquisição, carregar o cartão com o mínimo de dez passagens. A proposta foi apresentada pelo vereador Guilherme Nasser e acatada pelos diretores da Enscon. O objetivo da iniciativa é fazer com que a população opte cada vez mais pelo cartão, cuja passagem é R$2,45, ao invés de pagar R$2,90 no dinheiro. Além disso, Guilherme Nasser solicitou que um servidor da Câmara seja indicado para compor o CMT. O objetivo é que o Legislativo possa acompanhar mais de perto as discussões do Conselho e a questão do transporte coletivo no município. “A redução do preço da passagem de ônibus em Monlevade é uma das questões prioritárias da Câmara Municipal, pelo que temos nos empenhado pessoalmente. Além disso, a Comissão de Transporte e Sistema Viário da Casa tem desenvolvido um trabalho brilhante. O grupo também se reuniu esta semana para discutir a situação”, enfatizou o presidente da Casa. Guilherme afirmou que novos encontros serão realizados com o prefeito Teófilo Torres, com o CMT, a Enscon e a Comissão de Transporte da Casa para dar continuidade ao assunto e buscar uma solução o mais rápido possível. Em nome da Comissão de Transporte, o vereador Fabrício Lopes disse que a reunião foi bastante produtiva. Além do objetivo principal que foi discutir a redução na passagem, Fabrício falou que também foi importante abordar a qualidade dos serviços prestados pela Enscon. "Outras reuniões serão realizadas a fim de se dar continuidade ao assunto", declarou. Por fim, Fabrício lembrou que existe um projeto de lei tramitando no Congresso que reduz a tarifa do transporte público em até 15% com a isenção do PIS, PASEP E Cofins. "Vamos aguardar a aprovação final da proposta para analisar quais atitudes serão tomadas em Monlevade", concluiu. Outros pontos Outros pontos também foram debatidos durante a reunião. De acordo com dados apresentados pela Enscon, 71% dos usuários do transporte coletivo utilizam o Ensconcard. A empresa possui 60 veículos. Atualmente, existem 23 linhas em circulação, sendo duas delas referente à Tarifa Social (42 e 43). Sobre o projeto Bebê a Bordo, o mesmo será retomado no dia 1º de agosto. Segundo Eduardo Lara, 259 pessoas se inscreveram e as carteiras dos beneficiados serão entregues até o próximo dia 10. Eduardo também disse que os quadros de horário de circulação dos ônibus estão sendo atualizados e deverão ser divulgados em breve no site da Enscon. Além disso, o presidente Guilherme Nasser propôs divulgar um link no site da Câmara também com os horários. Outro assunto abordado foi o recadastramento dos beneficiados com o passe livre. De acordo com Eduardo, a carteira utilizada atualmente será substituída por um cartão semelhante ao Ensconcard. Dispositivos com câmera estão sendo instalados nos ônibus para identificar o usuário assim que o mesmo passar pela roleta. A proposta visa desafogar a parte da frente dos ônibus fazendo com que os idosos possam circular por todo o veículo. Quanto ao fato de algumas linhas estarem circulando sem cobrador, Eduardo explicou que essa é uma situação legal perante o Tribunal Superior do Trabalho. A medida foi adotada visando desonerar o custo na planilha, sendo implantada em linhas que têm maior utilização do Ensconcard. Aos domingos, todas as linhas circulam sem cobrador e durante a semana, também após as 20h.

Professor da Escola de Esportes de Santa Bárbara participa da World Cop de Jiu-Jítsu

O professor da Escola de Iniciação ao Esporte da Prefeitura de Santa Bárbara, Marcondes Vital, participa, no próximo dia 12 de julho, da World Cop de Jiu-Jítsu. O campeonato acontecerá no gnásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, com particiapação de mais de 1200 atletas nacionasi e internacionais. Marcondes irá lutar na categoria faixa preta absoluto e superpesado. Em 2012, o professor de esporte, que tem como técnico o mestre João Andrade, conquistou a medalha de bronze. Ao todo, a Escola de Iniciação ao Esporte oferece dez modalidades: Basquete, Ciclismo, Futsal, Futebol, Handebol, Voleibol, Capoeira, Jiu-Jítsu, Taekwondo e Futebol de Campo.

Prefeitura realiza pré-conferencia de saúde no Nova Esperança

Dando continuidade às pré-conferências de saúde que serão realizadas em toda a cidade, a Secretaria Municipal de Saúde, fará a reunião hoje, 4, às 18h30, na Sede da Associação Metodista de Assistência Social – AMAS, no bairro Nova Esperança. Os bairros Industrial e Laranjeiras já receberam as pré-conferências, onde os cidadãos presentes puderam discutir temas e assuntos a serem abordados na Conferência Municipal de Saúde, que ocorrerá em agosto. A participação dos usuários no processo de construção do SUS é fundamental para garantir a qualidade dos serviços e a humanização do atendimento na área da saúde.

Reúso de água nas operações da Vale sobe para 77%

No lançamento de seu Relatório de Sustentabilidade, nesta quarta-feira, 3 de julho, a Vale destaca, entre outros temas, os avanços em relação ao uso eficiente da água nas operações. Em sua totalidade, o índice médio de recirculação em 2012 foi de 77%, um aumento de sete pontos percentuais em relação a 2011. Com isso, a Vale deixou de captar 1,227 bilhão de metros cúbicos de água de fontes naturais, o equivalente a cerca de duas vezes o consumo anual da cidade do Rio de Janeiro. Parte desse resultado é reflexo dos investimentos em tecnologias voltadas para o desenvolvimento de programas e ações focadas na redução da demanda e do consumo de água. Só em 2012 foram investidos US$ 125,9 milhões na gestão de recursos hídricos na Vale. Na Mina do Sossego, localizada em Canaã dos Carajás, no Pará, a recirculação de água na usina de beneficiamento do cobre chega a 99%. O crescimento é resultado de melhorias que vêm sendo implementadas desde 2008, quando foi feito o balanço hídrico do projeto e desenvolvidas ações para diminuir o uso de água nova. Com o resultado no Sossego, houve uma redução anual no volume total de água captada de 900 mil metros cúbicos - que anteriormente era bombeada do Rio Parauapebas -, quantidade suficiente para abastecer uma cidade de 25 mil habitantes por seis meses. Já no Complexo Minerador de Carajás, em Parauapebas, sudeste paraense, houve uma redução de 24% na captação devido às mudanças no processo de peneiramento do minério de ferro, que passou a ser feito a partir de sua umidade natural, eliminando a necessidade de água nova. Carajás representa cerca de 5% de toda a captação de água da empresa. "Hoje, das dez operações com maior captação de água, nove estão em regiões em que o risco de estresse hídrico, ou seja, o potencial de escassez, está abaixo de médio", explica Bernadette Backx, gerente de Recursos Hídricos da Vale. Os resultados obtidos pela empresa refletem o alinhamento com os diversos esforços de cooperação pela água, contribuindo, assim, para garantir os múltiplos usos do insumo, atuais e futuros. A empresa participa ativamente de ações de engajamento para o desenvolvimento de políticas públicas, a partir de discussões globais e locais sobre a água. Pautada pelo compromisso de contribuir com o gerenciamento de recursos hídricos, ainda atua nos Comitês de Bacias Hidrográficas (CBH), onde são discutidos e priorizados os usos da água nas bacias. Entre outros, a Vale participa dos CBHs dos rios Paraopeba, Velhas, Doce, Piranga, Piracicaba e Santo Antônio, todos em Minas Gerais. A empresa participa ainda de fóruns de discussões técnicas no Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) e no Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH). Pegada hídrica No ano passado, a Vale iniciou estudos com o objetivo de avaliar os conceitos e aplicabilidade da 'pegada hídrica' em suas operações. Este indicador aponta o consumo de água doce direta e indiretamente envolvido no processo produtivo de bens de consumo e serviços. A empresa desenvolveu um projeto para avaliar a aplicação técnica, metodológica, institucional e econômica da pegada hídrica, além de ter promovido um encontro interno para divulgar o tema e avaliar suas implicações nas atividades de mineração. "É preciso verificar na prática a aplicação de algumas metodologias existentes para a quantificação da pegada e o potencial de correlação deste indicador em relação às condições naturais de disponibilidade hídrica das diferentes regiões onde atuamos", conclui a gerente de Recursos Hídricos. Relatório de Sustentabilidade 2012 A Vale manteve, pelo quarto ano consecutivo, o nível de aplicação A+, o mais alto em transparência, e apresenta seu desempenho nas dimensões econômica, ambiental e social, seguindo a metodologia da Global Reporting Initiative (GRI). Em 2012, a empresa reportou 86 indicadores, com o relato de todos os itens de perfil, dados sobre gestão, indicadores de desempenho essenciais e Suplemento Setorial de Mineração e Metais. O documento passou por verificação externa independente, levando em consideração os princípios do Conselho Internacional de Mineração e Metais (ICMM, na sigla em inglês). O relatório também demonstra a correlação com os princípios do Pacto Global das Nações Unidas. A versão completa do Relatório de Sustentabilidade 2012 da Vale está disponível no endereço da empresa na internet: www.vale.com/rs2012 Conheça alguns destaques do relatório: Em 2012, a Vale investiu US$ 1,342 bilhão em ações socioambientais, sendo US$ 1,025 bilhão (76%) em dispêndios ambientais e US$ 317,2 milhões (24%) em ações sociais. Foram investidos US$ 63,7 milhões em educação no Brasil. Em 2012, a Vale conseguiu reduzir o déficit educacional entre seus empregados próprios no Brasil em 14%. A Vale protege ou ajuda a proteger 13,7 mil quilômetros quadrados, uma área cerca de nove vezes maior que a cidade de São Paulo. As áreas protegidas são quase três vezes maiores que o total das unidades operacionais da empresa (4,7 mil quilômetros quadrados). As ações da Fundação Vale beneficiam, direta ou indiretamente, 745 mil pessoas. Os investimentos em projetos de eficiência energética, em 2012, somaram US$ 22,3 milhões. Outros US$ 3,8 milhões foram investidos em serviços de engenharia, focados na redução do consumo de energia em unidades operacionais e projetos de capital. Hoje, 20% da matriz energética da Vale vêm de fontes renováveis. A empresa está engajando a sua cadeia de valor como uma das ações que integram o compromisso de reduzir em 5% as emissões globais de Gases do Efeito Estufa (GEE) projetadas para 2020. Em 2012, 170 fornecedores foram treinados em inventário de emissões de GEE. A Vale foi reconhecida como uma das 100 empresas mais sustentáveis do mundo, integrando o ranking Global 100, organizado pela instituição canadense Corporate Knights, nos quesitos uso de energia, emissão de CO2, inovação e saúde e segurança. Reúso de água nas operações da Vale sobe para 77% No lançamento de seu Relatório de Sustentabilidade, nesta quarta-feira, 3 de julho, a Vale destaca, entre outros temas, os avanços em relação ao uso eficiente da água nas operações. Em sua totalidade, o índice médio de recirculação em 2012 foi de 77%, um aumento de sete pontos percentuais em relação a 2011. Com isso, a Vale deixou de captar 1,227 bilhão de metros cúbicos de água de fontes naturais, o equivalente a cerca de duas vezes o consumo anual da cidade do Rio de Janeiro. Parte desse resultado é reflexo dos investimentos em tecnologias voltadas para o desenvolvimento de programas e ações focadas na redução da demanda e do consumo de água. Só em 2012 foram investidos US$ 125,9 milhões na gestão de recursos hídricos na Vale. Na Mina do Sossego, localizada em Canaã dos Carajás, no Pará, a recirculação de água na usina de beneficiamento do cobre chega a 99%. O crescimento é resultado de melhorias que vêm sendo implementadas desde 2008, quando foi feito o balanço hídrico do projeto e desenvolvidas ações para diminuir o uso de água nova. Com o resultado no Sossego, houve uma redução anual no volume total de água captada de 900 mil metros cúbicos - que anteriormente era bombeada do Rio Parauapebas -, quantidade suficiente para abastecer uma cidade de 25 mil habitantes por seis meses. Já no Complexo Minerador de Carajás, em Parauapebas, sudeste paraense, houve uma redução de 24% na captação devido às mudanças no processo de peneiramento do minério de ferro, que passou a ser feito a partir de sua umidade natural, eliminando a necessidade de água nova. Carajás representa cerca de 5% de toda a captação de água da empresa. "Hoje, das dez operações com maior captação de água, nove estão em regiões em que o risco de estresse hídrico, ou seja, o potencial de escassez, está abaixo de médio", explica Bernadette Backx, gerente de Recursos Hídricos da Vale. Os resultados obtidos pela empresa refletem o alinhamento com os diversos esforços de cooperação pela água, contribuindo, assim, para garantir os múltiplos usos do insumo, atuais e futuros. A empresa participa ativamente de ações de engajamento para o desenvolvimento de políticas públicas, a partir de discussões globais e locais sobre a água. Pautada pelo compromisso de contribuir com o gerenciamento de recursos hídricos, ainda atua nos Comitês de Bacias Hidrográficas (CBH), onde são discutidos e priorizados os usos da água nas bacias. Entre outros, a Vale participa dos CBHs dos rios Paraopeba, Velhas, Doce, Piranga, Piracicaba e Santo Antônio, todos em Minas Gerais. A empresa participa ainda de fóruns de discussões técnicas no Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) e no Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH). Pegada hídrica No ano passado, a Vale iniciou estudos com o objetivo de avaliar os conceitos e aplicabilidade da 'pegada hídrica' em suas operações. Este indicador aponta o consumo de água doce direta e indiretamente envolvido no processo produtivo de bens de consumo e serviços. A empresa desenvolveu um projeto para avaliar a aplicação técnica, metodológica, institucional e econômica da pegada hídrica, além de ter promovido um encontro interno para divulgar o tema e avaliar suas implicações nas atividades de mineração. "É preciso verificar na prática a aplicação de algumas metodologias existentes para a quantificação da pegada e o potencial de correlação deste indicador em relação às condições naturais de disponibilidade hídrica das diferentes regiões onde atuamos", conclui a gerente de Recursos Hídricos. Relatório de Sustentabilidade 2012 A Vale manteve, pelo quarto ano consecutivo, o nível de aplicação A+, o mais alto em transparência, e apresenta seu desempenho nas dimensões econômica, ambiental e social, seguindo a metodologia da Global Reporting Initiative (GRI). Em 2012, a empresa reportou 86 indicadores, com o relato de todos os itens de perfil, dados sobre gestão, indicadores de desempenho essenciais e Suplemento Setorial de Mineração e Metais. O documento passou por verificação externa independente, levando em consideração os princípios do Conselho Internacional de Mineração e Metais (ICMM, na sigla em inglês). O relatório também demonstra a correlação com os princípios do Pacto Global das Nações Unidas. A versão completa do Relatório de Sustentabilidade 2012 da Vale está disponível no endereço da empresa na internet: www.vale.com/rs2012 Conheça alguns destaques do relatório: Em 2012, a Vale investiu US$ 1,342 bilhão em ações socioambientais, sendo US$ 1,025 bilhão (76%) em dispêndios ambientais e US$ 317,2 milhões (24%) em ações sociais. Foram investidos US$ 63,7 milhões em educação no Brasil. Em 2012, a Vale conseguiu reduzir o déficit educacional entre seus empregados próprios no Brasil em 14%. A Vale protege ou ajuda a proteger 13,7 mil quilômetros quadrados, uma área cerca de nove vezes maior que a cidade de São Paulo. As áreas protegidas são quase três vezes maiores que o total das unidades operacionais da empresa (4,7 mil quilômetros quadrados). As ações da Fundação Vale beneficiam, direta ou indiretamente, 745 mil pessoas. Os investimentos em projetos de eficiência energética, em 2012, somaram US$ 22,3 milhões. Outros US$ 3,8 milhões foram investidos em serviços de engenharia, focados na redução do consumo de energia em unidades operacionais e projetos de capital. Hoje, 20% da matriz energética da Vale vêm de fontes renováveis. A empresa está engajando a sua cadeia de valor como uma das ações que integram o compromisso de reduzir em 5% as emissões globais de Gases do Efeito Estufa (GEE) projetadas para 2020. Em 2012, 170 fornecedores foram treinados em inventário de emissões de GEE. A Vale foi reconhecida como uma das 100 empresas mais sustentáveis do mundo, integrando o ranking Global 100, organizado pela instituição canadense Corporate Knights, nos quesitos uso de energia, emissão de CO2, inovação e saúde e segurança.

Professores P1 de São Gonçalo recebem equiparação salarial

Nova lei fixa jornada denominada extra-classe para o magistério municipal Professores de nível P1 da rede municipal de ensino de São Gonçalo do Rio Abaixo receberam equiparação salarial na última semana. A medida estava incluída no Projeto de Lei nº 19/2013, que foi aprovado em votação favorável pelos vereadores na última reunião da Câmara Municipal. A equiparação se trata de antiga reivindicação do magistério municipal, e se justifica pelo fato de que todos os ocupantes do cargo de Professor P1 da rede municipal possuem curso superior, ou seja, mesma qualificação dos ocupantes do cargo de Professor P2. O Projeto de Lei também visa regulamentar um direito adquirido pelos professores de todo o País de terem contabilizada em sua jornada de trabalho, a jornada denominada extra-classe, que representa o tempo em que o Professor deve dedicar às atividades fora da sala de aula, ou seja, sem o contato direto com os alunos. Essa jornada deve ser utilizada para planejamento escolar, capacitação, entre outras atividades propostas pela escola. A nova jornada será composta de dois terços da carga horária para o desempenho de atividades de interação com os alunos, e um terço de atividades extra-classe, com a seguinte distribuição: 50% da jornada extra-classe a ser cumprida em local indicado pela Secretaria Municipal de Educação e 50% da jornada extra-classe a ser cumprida em local de livre escolha do professor. A carga horária semanal de trabalho do professor poderá ser estendida em até seis horas para que seja ministrado conteúdo curricular obrigatório na escola onde o professor esteja em exercício. A extensão atribuída por exigência curricular não está incluída na jornada descrita e tem cumprimento obrigatório. As horas atribuídas por exigência curricular serão pagas de acordo com o valor da hora-aula, acrescida de 50%.

Prefeitura de São Gonçalo capacita operadores de máquinas pesadas e motoristas

Na última semana, de 27 a 29 de junho, a Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo ofereceu treinamento a operadores de máquinas e motoristas do executivo, ministrado pela Titan Treinamentos. O curso teve o objetivo de qualificar e capacitar os funcionários para alcançar melhor desempenho e produtividade. Nas atividades foram demonstradas as habilidades necessárias para uma operação precisa e eficiente mostrando os principais conceitos de segurança, operação e verificação das máquinas e caminhões. Participaram do treinamento 21 funcionários entre operadores de máquinas pesadas, motoristas de caminhões e mecânicos que atendem a Secretaria de Obras e Secretaria de Serviços Urbanos e operadores de tratores agrícolas, que atendem Secretaria de Agricultura.

Prefeitura de São Gonçalo lança projeto Esporte em Ação

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo realizou no sábado (29), o lançamento do Projeto “Esporte em Ação – Educando para a vida”. A solenidade ocorreu no ginásio do Patrimônio e contou com a presença dos participantes do projeto. O Esporte em Ação surgiu através de parceria entre a Prefeitura e o Operário Esporte Clube para proporcionar a prática de atividades físicas, jogos e brincadeiras que envolvam todas as faixas etárias e as pessoas portadoras de necessidades especiais. Estimula também a convivência social e a cidadania, além de incentivar a utilização cotidiana dos espaços públicos voltados para este fim. O projeto possui uma equipe composta por coordenadores, educadores físicos, de dança, recreação, enfermeira, de xadrez e monitores nas comunidades. Até o momento, há 358 crianças e adolescentes inscritos, com faixa etária de 6 a 18 anos, das comunidades do Bamba, Vargem Alegre, Centro, Santa Catarina, Borges, São José, Una, Mãe D'água, Recreio e do Centro. As atividades ocorrerão nas quadras e campos das comunidades citadas. Durante o projeto os participantes recebem lanche, transporte (quando necessário) e uniforme, composto por camisa, calção, meia e tênis. O secretário de Esportes, Lazer e Turismo, Hélio Marcos Vieira Lopes, destacou alguns dos benefícios do projeto. “O importante neste projeto é a integração entre as comunidades. Os participantes interagem e com isso aprendem a se conhecerem e a se respeitarem.” O prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho, ressaltou que os investimentos no esporte e lazer continuam. “Fizemos essa parceria com o Operário e temos uma missão muito importante nas mãos e peço a dedicação de todos. É com ações como essa que teremos uma São Gonçalo cada dia melhor”, destacou.

23 de julho de 2013

ADOLESCER CENIBRA reúne filhos de empregados

A adolescência: suas implicações na formação do caráter do indivíduo, sua função no seio familiar e sua importância na manutenção da sociedade. Estes e outros aspectos serão abordados em mais uma edição do Projeto Adolescer, no dia 24/7, no Clube Cachoeira das Pombas, em Guanhães.                          Realizado pela CENIBRA, o projeto visa proporcionar momentos de reflexão aos filhos de empregados, na faixa etária dos 12 aos 17 anos, bem como orientações sobre como vivenciar esta etapa do desenvolvimento humano. Durante o encontro, além de dinâmicas que abordam criatividade, disciplina e integração, os jovens assistirão a palestras sobre sexualidade, drogas e o valor da família na construção do ser.      Na adolescência, diversas transformações físicas e psíquicas fazem com que os jovens tenham de lidar com a mudança de papéis sociais, saindo da infância, com a estruturação da identidade, com o desenvolvimento do corpo e suas implicações sociais, psicológicas, culturais e biológicas. O Projeto Adolescer faz parte do Programa Qualidade de Vida Vivendo Melhor, que a CENIBRA desenvolve desde 2002. 

Petropasy inicia suas atividades em São Gonçalo

Nesta quinta-feira (25), às 10 horas, a Petropasy Tecnologia em Poliuretanos Ltda fará a inauguração de sua unidade no distrito industrial I, em São Gonçalo do Rio Abaixo, iniciando suas atividades no município.                                          A empresa que deve gerar cerca de 220 empregos entre diretos e indiretos também utilizará, mais adiante, outra instalação no distrito industrial II, cujo galpão construído em estrutura de concreto pré-moldado está em fase de conclusão.                                              A Petropasy atua no segmento de mineração , petróleo, siderurgia, com a industrialização e comercialização de artefatos de borracha, poliuretano e plásticos. Desde a década de 80, a empresa tornou-se referência e líder na fabricação de produtos de poliuretano com tecnologia avançada e alto valor agregado na América do Sul. Os investimentos em pesquisa para a melhoria contínua de seus profissionais e desenvolvimento de uma tecnologia eficaz permitiu Petropasy se tornar uma referência importante neste campo.


20 de julho de 2013

Prefeitura de Monlevade divulga classificados para Transporte Universitário

A Secretaria Municipal de Educação publicou na última terça-feira, 16, a relação dos classificados para o Programa de Transporte Social Universitário, instituído pela Lei Municipal nº 1.836/09 e regulamentado pelo Decreto Municipal nº 81/2013. Das vagas disponíveis, 103 estudantes se inscreveram para a região do Vale do Aço (Timóteo, Coronel Fabriciano e Ipatinga) e outros 36 para as vagas de Itabira. A lista dos aprovados está fixada na portaria da Secretaria Municipal de Educação e disponível no site da Prefeitura. Os classificados deverão apresentar-se na Secretaria Municipal de Educação no próximo dia 31, de 7 às 11h e de 13 às 16h, e retirar a autorização para utilizar o transporte. A partir do próximo mês, os beneficiários terão à disposição ônibus para Itabira e para as cidades da região do Vale do Aço (Timóteo, Coronel Fabriciano e Ipatinga), de segunda-feira à sexta-feira, no período noturno, durante os dias letivos.

Prefeitura de Monlevade abre inscrições para curso de informática

Estão abertas as inscrições para o Curso de Informática e Cidadania oferecido pela Prefeitura de João Monlevade no bairro Cruzeiro Celeste. A inscrição e o curso são totalmente gratuitos e podem se inscrever pessoas com mais de 8 anos, que saibam ler e escrever. Os interessados devem comparecer à Escola de Informática, localizada na Rua Noruega, 16, Cruzeiro Celeste, até o dia 26, no horário de 8 às 10h e 14 às 16h, munidos dos documentos pessoais e comprovante de endereço. Crianças e adolescentes menores de 18 anos devem estar acompanhados do responsável. As aulas terão início no dia 12 de agosto e as turmas serão separadas nos níveis introdutório (jovem e adulto), profissionalizante, máster (para pessoas acima de 45 anos) e informática infantil.

Prefeitura de São Gonçalo começa a pavimentar comunidades nos próximos dias

A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo deu ordem de serviço para a pavimentação nas comunidades de Carrapato, Serrinha, Águas Criminosas e região do Moriz. O contrato foi assinado pelo prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho na manhã de quarta-feira. As obras tem início ainda na próxima semana. Serão calçados mais de 20 mil metros quadrados das comunidades com blocos sextavados. Ao todo serão beneficiadas cerca de 250 moradores Os calçamentos serão executados pela Construtora e Incorporadora Serecita Baldrame Ltda e a previsão é de que as comunidades estejam pavimentadas até o fim do ano.

SEU GESTO SERÁ RECONHECIDO POR GERAÇÕES CENIBRA inicia campanha de combate a incêndios florestais


Nesta segunda-feira, 22/7, a CENIBRA iniciará sua campanha anual de combate a incêndios florestais. Por meio de ações de orientação e conscientização, a campanha buscará agradecer a parceria das comunidades no combate a incêndios, bem como demonstrar que o simples ato de comunicar uma ocorrência permite salvar gerações da fauna e flora, beneficiando a todos. 

A CENIBRA disponibiliza para as comunidades um telefone gratuito para receber informações sobre incêndios florestais: 0800 283-1291. Após receber a ligação, uma equipe da Empresa verifica a veracidade das informações e toma as devidas providências. Com uma equipe sempre pronta a prevenir ou combater qualquer sinal de incêndio, a CENIBRA reforça seu compromisso em proteger o patrimônio florestal ecológico. As torres de observação da Empresa são também importantes instrumentos para a prevenção e o controle dos incêndios. Para a identificação do local do incêndio, o torrista usa um binóculo, um rádio de comunicação e um goniômetro (aparelho usado para a determinação da direção do fogo). 

Em 2012, a CENIBRA teve 693,74 hectares (ha) de áreas de plantio e 492,17 ha de área de reserva queimadas, em 453 ocorrências de incêndios florestais. Neste ano, até o mês de junho, aconteceram 78 ocorrências que queimaram 165,6 ha de plantio e 18,58 ha de área de reserva. 

Cenário 
Nesta época do ano, o descuido a irresponsabilidade de muitos, a falta de chuva e a baixa da umidade relativa do ar, aliadas à ocorrência de vento, são fatores que contribuem significativamente para ocorrência de incêndios florestais. 

Segundo dados da Diretoria de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, órgão da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), nos primeiros dias de julho foram registrados 20% dos incêndios florestais ocorridos em 2013 em unidades de conservação estadual e regiões próximas (cerca de 80 casos desde janeiro). No ano passado, 559 incêndios atingiram 74,9 mil hectares em unidades estaduais, mais que os 63,3 mil hectares queimados em 2011. 

A destruição ocasionada pelos incêndios é lamentável. Compromete a camada orgânica do solo, propicia o surgimento de erosões, reduz a resistência das árvores, mata animais ou destrói o habitat natural, danifica propriedades, além de causar danos à saúde do homem. Para que os índices de incêndios diminuam, é fundamental o apoio das comunidades na preservação de um bem comum: o meio ambiente.

13 de julho de 2013

Jovens são- gonçalenses morrem em acidente na BR 381


São Gonçalo do Rio Abaixo está de luto. Três jovens são-gonçalenses morreram em um grave acidente no km 388 da BR 381, próximo a Barão de Cocais.

Francislei Rabel de Souza, José Wagner de Andrade e Otavio Miguel Nunes voltava de uma Festa em Santa Bárbara, quando o Pálio em que estavam se chocou de frente com uma carreta. Os jovens não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

10 de julho de 2013

Trem de passageiros da EFVM ainda tem bilhetes para as férias

Interessados em viajar no trem de passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), que liga Belo Horizonte ao litoral capixaba, durante as férias escolares não devem deixar para comprar bilhetes de última hora. Nessa época do ano, a demanda aumenta, e, mesmo com os trens circulando com a capacidade dobrada até o dia 5 de agosto, os bilhetes podem se esgotar dias antes da data pretendida pelo passageiro. Entre os dias 12 e 15, o trem que parte de BH já está com poucas passagens na classe executiva, em especial no fim de semana. A situação é parecida na classe econômica. No dia 13, sábado, a disponibilidade de passagens é baixa. Passageiros que embarcam em Ipatinga e Governador Valadares com destino ao Espírito Santo também não devem deixar protelar a compra de passagens, já que nos próximos dias o volume de bilhetes disponíveis deve baixar. Os mineiros que partem para a praia podem aproveitar a promoção para a volta. Até 30 de outubro, os passageiros que comprarem de uma só vez as passagens de ida e volta da viagem terão desconto de 10% na passagem de volta. Os preços dos bilhetes do trem de passageiro da Estrada de Ferro Vitória a Minas variam conforme o trecho a ser percorrido e a classe de carro escolhido. Os preços vão de R$ 9 a R$ 87. A Vale está dobrando a capacidade do trem entre os dias 12 de julho e 5 de agosto. O trem que, na maior parte do ano, circula com oito carros de passageiros, passará a circular com 16. Durante o período de férias, a estimativa é que o número de passageiros que utiliza os dois trens diários que circulam entre Belo Horizonte e a Região Metropolitana de Vitória possa ultrapassar os 4 mil. A média diária nos períodos de baixa temporada é de cerca 2 mil passageiros. O volume de passageiros transportados por ano é de aproximadamente 1 milhão. Além de poder comprar passagens em mais de 30 pontos ao longo da linha, o passageiro pode também adquirir bilhetes pela internet, por meio de compra com cartão. Para isso, é preciso entrar no link da Estrada de Ferro Vitória a Minas pelo endereço eletrônico www.vale.com/tremdepassageiros Todos os dias, dois trens de passageiros circulam pela EFVM: um sai de Cariacica, na região metropolitana de Vitória, Espírito Santo, às 7h, e chega a Belo Horizonte, Minas Gerais, por volta de 20h10; o outro parte da capital mineira às 7h30 e encerra a viagem às 20h30. A EFVM dispõe também de um serviço adicional que realiza o percurso entre as cidades de Itabira e Nova Era, ambas em Minas Gerais, e faz conexão com os dois trens da linha principal. O trajeto percorre regiões de belas paisagens e importância histórica, passando por cidades coloniais às margens do Rio Piracicaba e do Rio Doce, em Minas Gerais, até chegar às praias do Espírito Santo. A viagem de 664 km dura aproximadamente 13 horas.